Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo
Publicado: 1 novembro 2014 - 08:40 | Última modificação: 24 maio 2019 - 09:11

5º SIPERE

TÉCNICO-CIENTÍFICOS

centro de educação - Santa Maria
05/11/2014 00:00 - 07/11/2014 00:00




Notícias do Evento 5o-sipere

APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS EM GD
Todos os trabalhos aprovados no 5º SIPERE serão apresentados no dia 06 de novembro, quinta-feira, das 8h00 às 12h00, nos GD, como consta na programação. Cada apresentação será de 20…
05/11/2014 - 09:10
MINICURSOS
As inscrições nos minicursos (pra quem não se inscreveu no evento 5º SIPERE, de forma geral) serão na hora. Só assinar a presença e garantir o certificado, sem precisar pagar.…
05/11/2014 - 09:08
Descrição

5º SIPERE faz parte de uma série de eventos organizados e desenvolvidos como promoção do Projeto de Pesquisa “Inovações Educacionais e as Políticas Públicas de Avaliação e Melhoria da Educação no Brasil” (IEPAM), o qual faz parte do Programa Observatório da Educação da CAPES (Edital 001/2008). Este projeto é desenvolvido em rede, articulando ações de grupos de pesquisa vinculados às seguintes IES: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), de Santa Maria/RS; Universidade Federal do Paraná (UFPR), de Curitiba/PR; e Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), de Campo Grande/MS.

As quatro edições anteriores do “Seminário sobre Incidência de Políticas Educacionais em Redes Escolares (SIPERE)” foram realizadas focalizando as diferentes políticas educacionais tomadas como objeto de estudo no âmbito do Projeto de Pesquisa IEPAM. O 1° SIPERE foi realizado no período de 16 a 18 de junho de 2011, na Universidade Federal do Paraná, tendo como foco os “Sistemas Oficiais de Avaliação da Educação Básica”. O 2° SIPERE ocorreu entre os dias 31 de agosto e 03 de setembro de 2011, na Universidade Federal de Santa Maria, focalizando a temática “Programas Nacionais de Material Didático”. O 3º SIPERE foi realizado no período de 15 a 17 de março de 2012, na Universidade Católica Dom Bosco, e teve como foco a “Avaliação no Ensino Médio – ENEM”. O4º SIPERE foi realizado no período de 12 a 15 de setembro de 2012, na Universidade Federal do Paraná, tendo como foco o “Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID)”.

Contexto

Atualmente, parece haver um consenso, tanto na literatura da área de pesquisa em educação, como nos meios de comunicação de massa, bem como nos discursos de professores e governantes, em torno da ideia de que o Ensino Médio constitui-se como a etapa de escolaridade básica que mais desafios enfrenta.

Essa etapa da escolaridade nasceu no Brasil com um caráter marcadamente propedêutico e elitista, dirigido fundamentalmente aos jovens oriundos de famílias com melhores condições econômicas, com a finalidade de preparar a elite para o ingresso no ensino superior.

Recentemente, acompanhamos a consolidação de novas conquistas para essa etapa da escolaridade, a partir da Emenda Constitucional nº 59 (2009), que instituiu, como dever do Estado com a educação escolar, a garantia de Educação Básica obrigatória e gratuita dos 4 aos 17 anos de idade, incluindo, portanto, o Ensino Médio como obrigatório.

Porém, apesar dessas conquistas em termos de legislação, na prática assistimos, nas últimas décadas, a um cenário preocupante no que se refere ao Ensino Médio, com altas taxas de evasão e reprovação, além de currículos e conteúdos de ensino considerados desinteressantes e desarticulados das realidades sociais.

De um lado, quando analisamos a evolução das matrículas no Ensino Médio a partir de 1995, constatamos que seu crescimento mais expressivo se deu entre 1995 e 1999 e que nos anos seguintes as matrículas continuaram crescendo, mas em menor taxa, atingindo o maior número em 2004. Porém, a partir de então, começou a haver uma queda do número de matrículas, mais acentuada entre 2006 e 2007, atingindo relativa estabilidade até 2012, quando foram contabilizadas 8.376.852 matriculados.

Ainda que o número de concluintes venha aumentando desde 2007, quando comparamos dados do período 2007-2012 (Censo Escolar), constatamos que entre os matriculados na 1ª série e os concluintes do Ensino Médio, em cada geração, há uma alarmante diferença que, na média, ultrapassa 1,6 milhões de alunos que não concluem o Ensino Médio no período esperado, o que representa uma perda de quase metade dos estudantes (46,7%), entre o ingresso e a conclusão do Ensino Médio.

Soma-se a isso o problema da defasagem idade-série no Ensino Médio, ou seja, o atraso escolar proveniente dos níveis educacionais anteriores. Segundo dados do IBGE, em 2011 apenas metade (51,6%) da população de 15-17 anos de idade frequentava o Ensino Médio, enquanto a percentagem de estudantes de 18-24 anos nessa etapa da escolaridade chegava a 34,2%.

Diante de todo esse contexto, existe atualmente o desafio de situar o Ensino Médio formalmente como parte da escolaridade obrigatória para todos os brasileiros e, principalmente, garantir a permanência dos estudantes e a aprendizagem significativa dos elementos conceituais selecionados em cada área disciplinar. Além disso, é preciso superar a finalidade meramente preparatória para ingresso no ensino superior, ainda atribuída ao Ensino Médio, mediante a elaboração de propostas curriculares que, de fato, atendam às necessidades dos jovens, preparando-os para uma atuação crítica e responsável, comprometida com os avanços em direção a uma sociedade cada vez mais democrática e justa.

Consoante com o enfrentamento de tais desafios, diversos programas e políticas estão sendo implementadas, tanto em âmbito federal, como estadual. Em termos de legislação, foram definidas, em 2010, novas Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica (Res.MEC/CNE 4/2010) e, em 2012, novas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (Res.MEC/CNE 2/2012).

Essas propostas têm incentivado as Redes Escolares Públicas Estaduais, principais responsáveis pela oferta de Ensino Médio, a desenvolver propostas mais coerentes com o contexto brasileiro atual.

Neste sentido, a Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul (SEDUC/RS), procurando atender às exigências postas pela nova legislação nacional, está desenvolvendo, desde 2012, um processo de implementação da Proposta de Reestruturação Curricular do Ensino Médio (PREM/RS) em sua Rede Escolar. Essa proposta tem por base “a articulação das áreas de conhecimentos e suas tecnologias, com os eixos Cultura, Ciência, Tecnologia e Trabalho, na perspectiva de que a apropriação e a construção de conhecimento embasam e promovem a inserção social da cidadania” (RIO GRANDE DO SUL, 2011, p.11).

Na prática, propõe-se uma ampliação da carga horária para o Ensino Médio, passando de 800h (carga horária mínima anual instituída pela LDB) para 1000h anuais. Em termos de carga horária semanal, fixaram-se 30h-a, ao invés das 25h-a antes previstas. Propõe-se, também, uma reorganização curricular, que deve incorporar à formação geral (composta de quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas) uma parte diversificada, composta por duas disciplinas de Língua Estrangeira Moderna, Ensino Religioso e pelos denominados “Seminários Integrados (SI)”, novo componente que deve compor a grade curricular do Ensino Médio com uma carga horária semanal de 3h-a para o 1º ano.

Os SI procuram institucionalizar o desenvolvimento de projetos interdisciplinares, de modo a promover a necessária articulação entre os conhecimentos construídos no âmbito de cada área disciplinar e as situações cotidianas vivenciadas pelos estudantes. Além disso, esses Seminários propõem o enfrentamento e resolução de situações-problema próprias dos contextos nos quais a escola está inserida, oriundas de demandas identificadas, por professores e alunos, na sua comunidade escolar, mediante a realização de Estudos da Realidade. A proposta, portanto, formaliza um componente curricular (Seminário Integrado) e um tempo escolar específico para o seu desenvolvimento, que exige uma mobilização de toda escola em torno de um mesmo foco de trabalho.

O processo de implementação da PREM/RS está sendo realizado de forma gradativa, desde 2012, quando as turmas de 1º ano do Ensino Médio iniciaram esse processo. Em 2013 a implementação da proposta foi realizada nas turmas de 1º e 2º ano e em 2014 ela está sendo realizada em todas as turmas do Ensino Médio da Rede Escolar Pública Estadual do RS.

Portanto, neste ano de 2014, a Reestruturação Curricular alcança seu terceiro ano de implementação nas escolas da Rede Estadual do RS. Neste contexto, a organização de espaços para reflexão acerca das mudanças e melhorias introduzidas no cotidiano dessas escolas, decorrentes do processo de implementação da PREM/RS nesses três anos, mostra-se como demanda necessária e urgente.

Soma-se a isso, a implementação, nas escolas de ensino médio de todo país, de outros dois programas do governo federal, quais sejam: o (1) Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), instituído pela Portaria nº. 971, de 09/10/2009, criado com o intuito de “apoiar e fortalecer o desenvolvimento de propostas curriculares inovadoras nas escolas de ensino médio” e o (2) Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, regulamentado pela Portaria Ministerial Nº 1.140, de 22 de novembro de 2013, que objetiva rediscutir e atualizar as práticas docentes em conformidade com as novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio.

Entendemos, então, que estamos diante de um contexto propício para a realização de uma discussão que há muito se faz necessária acerca do Ensino Médio no âmbito da escolaridade básica brasileira.

É neste sentido que estamos propondo a realização do  Seminário sobre Incidência de Políticas Educacionais em Redes Escolares: Políticas Curriculares e de Avaliação para o Ensino Médio.

Objetivos

Os principais objetivos do evento são:

  • Proporcionar um espaço para socialização da discussão sobre a organização, o desenvolvimento e os resultados de práticas investigativas ou relatos de experiências acerca do processo de implementação de Políticas Curriculares e de Avaliação para o Ensino Médio;
  • Estimular a realização, entre professores e gestores de Escolas de Educação Básica, de trabalhos, regulares e frequentes, de análise das práticas escolares por eles desenvolvidas;
  • Estimular a criação e a consolidação de parcerias entre professores de Escolas de Educação Básica e pesquisadores acadêmicos, da área de Educação e das subáreas de Ensino, para a realização de estudos e pesquisas sobre trabalho escolar, de modo geral, bem como de práticas escolares específicas;
  • Estimular a criação e a consolidação de espaços de interação, efetiva e produtiva entre Universidades e Escolas de Educação Básica.

COORDENAÇÃO GERAL DO EVENTO

Prof. Dr. Eduardo A. Terrazzan

Profa. Dra. Maria Eliza Rosa Gama

COMISSÃO ORGANIZADORA

Ana Elise Rodrigues Brum

Fernanda Kerber

Kauana Martins Bonfada

Luciana Bagolin Zambon

Mariana Vizzotto Motta

William Nunes

Datas importantes

Período de inscrição

15/09/14 a 31/10/14

Período de submissão de trabalhos

15/09/14 a 10/10/14

Período de avaliação dos trabalhos pelos pareceristas

13/10/14 a 21/10/14

Divulgação dos resultados da avaliação dos trabalhos

24/10/14

Identidade visual 

Programação

5° SIPERE   –   Seminário sobre Incidência de Políticas Educacionais em Redes Escolares

Políticas Curriculares e de Avaliação para o Ensino Médio

Grupo de Estudos, Pesquisas e Intervenções INOVAEDUC   –   “Inovação Educacional, Práticas Educativas e Formação de Professores”

Grupo de Pesquisa DOCEFORM   –   “Docência, Escola e Formação de Professores”

05 a 07 de novembro de 2014   –   UFSM   –   Santa Maria, RS, Brasil

05.nov.2014   –   Quarta Feira

 

TURNO

HORÁRIO

ATIVIDADES

M

09h00 – 12h00

·     Credenciamento
Local: Auditório Audimax do Centro de Educação (CE)

12h00 – 13h30

·     Intervalo para Almoço

T

13h30 – 15h30

·      Minicursos
Local: Prédio Anexo ao Centro de Educação

15h30 – 16h00

·     Intervalo

16h00 – 18h00

·       Minicursos
Local: Prédio Anexo ao Centro de Educação

18h00 – 18h30

·       Intervalo
Local: Hall de entrada do AUDIMAX/CE

N

18h30 – 19h00

·     Apresentação Cultural
Local: AUDIMAX/CE

19h00 – 19h45

·     Sessão de Abertura
Local: AUDIMAX/CE

19h45 – 22h00

·     Conferência de abertura
Local: AUDIMAX/CE

 

Políticas Curriculares e de Avaliação para o Ensino Médio: Impactos em Escolas

o  Conferencista

Dirce D. Pacheco e Zan – UNICAMP

o   Debatedor

Eduardo A. Terrazzan – UFSM

 

 

06.nov.2014   –   Quinta Feira

 

TURNO

HORÁRIO

ATIVIDADES

M

08h00 – 10h00

·     Grupos de Discussão (GD)
[Sessões de Apresentação de Trabalhos]

Local: Prédio Anexo ao Centro de Educação

10h00 – 10h30

·     Intervalo

10h30 -12h00

·     Grupos de Discussão (GD)
[Sessões de Apresentação de Trabalhos]

Local: Prédio Anexo ao Centro de Educação

12h00 – 14h00

·     Intervalo para Almoço

T

14h00 – 17h00

·     Mesas-Redondas

                    Mesa-Redonda 1

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Ciências Naturais e Matemática

  Mesa-Redonda 2

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Ciências Humanas

 Mesa-Redonda 3

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Linguagens

17h – 17h30

·     Intervalo

N

18h30 – 20h00

·     Elaboração das versões preliminares das Sínteses das Discussões de cada GD
[Responsabilidade: coordenação e comissão relatora de cada GD]

a partir das 21h00

·     Jantar por Adesão
[Local: Restaurante Augusto
R. Marechal Floriano Peixoto, 1354, Centro, Santa Maria, RS]

 

 

07.nov.2014   –   Sexta Feira

 

TURNO

HORÁRIO

ATIVIDADES

M

08h00 – 10h00

·     Sessão Plenária
[Apresentação e Discussão das Sínteses das Discussões de cada GD]

Local: AUDIMAX/CE

10h00 – 10h30

·     Intervalo

10h30 -12h00

·    Sessão Plenária
[Apresentação e Discussão das Sínteses das Discussões de cada GD]

Local: AUDIMAX/CE

12h00 – 14h00

·     Intervalo para Almoço

T

14h00 – 17h00

·     Conferência de Encerramento
Local: AUDIMAX/CE

Parâmetros para Elaboração de uma Base Nacional Comum para o Ensino Médio Brasileiro

o  Conferencista

Sandra Regina de Oliveira Garcia – UEL

o  Debatedora

Maria Eliza R. Gama – UFSM

17h00-17h30

·     Sessão de Encerramento

Local: AUDIMAX/CE

 

 

 

Minicursos

 

N

TÍTULO

MINISTRANTE

Salas

1. Propostas para o Ensino de Biologia numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Sandra Lucia Escovedo Selles (UFF)

Anexo CE – 3º andar – sala 18

2. Propostas para o Ensino de Física numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Maria Lúcia Vital dos Santos Abib (USP)

Anexo CE – 1º andar – sala 13

3. Propostas para o Ensino de Química numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Silvia Regina Quijadas Aro Zuliani (UNESP)

Anexo CE – 2º andar – sala 07

4. Propostas para a Educação Matemática numa perspectiva de integração curricular Prof. Dr. Nelson Antonio Pirola (UNESP)

Anexo CE – 2º andar – sala 12

5. Propostas para o Ensino de Língua  Portuguesa numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Ingrid Nancy Sturm (UFRGS)

Anexo CE – 1º andar – sala 02

6. Propostas para o Ensino de Língua Espanhola numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Dayala Paiva de Medeiros Vargens (UFF)

Prof. Me. Valdiney da Costa Lobo (COLUNI/UFF)

Anexo CE – 3º andar – sala 17

7. Propostas para o Ensino de Língua Inglesa numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Luciane Kirchhof Ticks (UFSM)

Prédio 16 CE – 3º andar – corredor da esquerda – sala 3310

8. Propostas para o Ensino de Artes numa perspectiva de integração curricular Prof. Dr. Aldo Victorio Filho (UERJ)

Anexo CE – 3º andar – sala 06

9. Propostas para a Educação Física Escolar numa perspectiva de integração curricular Profa. Me. Giliane Dessbesell (UFRGS)

Anexo CE – 1º andar – sala 05

10. Propostas para o Ensino de Filosofia numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Elisete Medianeira Tomazetti (UFSM)

Profa. Dra. Cláudia Cisiane Benetti (UFSM)

Anexo CE – 1º andar – sala 01

11. Propostas para o Ensino de Geografia numa perspectiva de integração curricular Prof. Me. César Augusto Ferrari Martines (UFPEL)

Anexo CE – 1º andar – sala 03

12. Propostas para o Ensino de História numa perspectiva de integração curricular Profa. Dra. Maria Auxiliadora M. M. dos Santos Schmidt (UFPR)

Anexo CE – 2º andar – sala 08

13. Propostas para o Ensino de Sociologia numa perspectiva de integração curricular Prof. Me. Flávio Marcos Silva Sarandy (UFF)

Anexo CE – 1º andar – sala 04

 

 

 

Mesas-Redondas

 

 

·    Mesa-Redonda 1 

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Ciências Naturais e Matemática 

 Profa. Dra. Sandra Lucia Escovedo Selles (UFF)

 Profa. Dra. Maria Lúcia Vital dos Santos Abib (USP)

 Profa. Dra. Silvia Regina Quijadas Aro Zuliani (UNESP)

 Prof. Dr. Nelson Antonio Pirola (UNESP)

Local: Auditório AUDIMAX, Anexo Prédio 16, Centro de Educação

 

·    Mesa-Redonda 2 

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Ciências Humanas 

 Prof. Me. César Augusto Ferrari Martines (UFPEL)

 Profa. Dra. Elisete Medianeira Tomazetti (UFSM)

 Prof. Me. Flávio Marcos Silva Sarandy (UFF)

 Local: Auditório Prof. José Mariano da Rocha, Prédio 05, CTISM

 

·    Mesa-Redonda 3 

Possibilidades de Articulação Curricular na grande área de Linguagens 

 Profa. Dra. Dayala Paiva de Medeiros Vargens (UFF)

 Profa. Dra. Luciane Kirchhof Ticks (UFSM)

 Prof. Dr. Aldo Victorio Filho (UERJ)

 Profa. Me. Giliane Dessbesell (UFRGS)

Local: Auditório FATEC, Prédio 67

EIXOS TEMÁTICOS / GRUPOS DE DISCUSSÃO

• GD1: Proposta de Reestruturação Curricular do Ensino Médio – Ensino Médio Politécnico
Neste Grupo de Discussão serão apresentados Relatos de Experiência e Pesquisas Acadêmico-Científicas relativos à organização e ao desenvolvimento de atividades de Seminário Integrado, bem como à coordenação pedagógica do Ensino Médio Politécnico.

• GD2: Pacto Nacional pelo fortalecimento do Ensino Médio
Neste Grupo de Discussão serão apresentados Relatos de Experiência e Pesquisas Acadêmico-Científicas relativos à organização e ao desenvolvimento de atividades de formação no âmbito do Pacto Nacional pelo fortalecimento do Ensino Médio.

• GD3: Práticas Docentes no Ensino Médio
Neste Grupo de Discussão serão apresentados Relatos de Experiência e Pesquisas Acadêmico-Científicas relativos à organização e ao desenvolvimento de atividades didáticas organizadas por matéria de ensino ou por área de conhecimento no Ensino Médio.

DINÂMICA PREVISTA PARA A ORGANIZAÇÃO E O FUNCIONAMENTO DOS GD

1. Organização dos GD
1.1. Serão organizadas tantas salas de GD quantas forem necessárias, para cada Eixo Temático, de modo a poder distribuir, de forma equilibrada, os autores de trabalho e os participantes ouvintes inscritos no evento;
1.2. A Comissão Organizadora fará todo o esforço possível para garantir a pertinência e a adequação dos trabalhos ao GD vinculado;
1.3. As salas de GD terão composição mista: participantes ouvintes, apresentadores/autores de Pesquisas Acadêmico-Científicos e apresentadores/autores de Relatos de Experiência;
1.4. Serão apresentados, em média, 10 trabalhos por sala de GD;
1.5. Cada sala de GD estará equipada com computador e projetor multimídia para utilização durante todas as sessões de trabalho.

2. Funcionamento dos GD
2.1. Cada sala de GD terá um coordenador;
2.2. No início das atividades, será definida, para cada sala de GD, uma comissão relatora composta de duas pessoas escolhidas entre os participantes;
2.3. Em cada sala de GD serão desenvolvidas as seguintes atividades:
• Apresentação dos trabalhos e discussão sobre os trabalhos apresentados;
• Elaboração de sínteses das discussões;
• Apresentação das sínteses em sessão plenária, com todos os participantes do evento.

Inscrição

INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO

Para fazer sua inscrição, você deverá preencher todos os campos indicados na  Ficha de Inscrição. Mas antes, leia com muita atenção as seguintes instruções:

• Todos os participantes deverão fazer a sua inscrição individual e o pagamento da taxa de inscrição correspondente, independente da Modalidade de Participação: ouvinte ou  autor de trabalho.
• A inscrição só será efetivada após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição correspondente.

ORIENTAÇÕES PARA PAGAMENTO

• O pagamento deverá ser realizado após o preenchimento da ficha de inscrição
• O pagamento da inscrição será realizado mediante depósito bancário em conta.
• Informações da conta para depósito:
Banco do Brasil
Agência 2893-2
Conta Corrente 40.430-6
Em nome de Maria Eliza R Gama
• O comprovante de depósito deverá ser digitalizado e enviado para o e-mail 5sipere@gmail.com, com o assunto “Inscrição 5 SIPERE”, informando no texto do email:
• Nome completo do inscrito;
• Número gerado no formulário de inscrição.

CATEGORIA E VALOR DE INSCRIÇÃO NO EVENTO

Professor Universitário R$ 50,00
Aluno de Pós-Graduação R$ 30,00
Professor de Educação Básica R$ 10,00
Aluno de Curso de Licenciatura R$ 10,00
Outros R$ 10,00

*Em nenhuma hipótese haverá devolução do valor da taxa de inscrição paga.

 

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

• Os trabalhos submetidos ao evento somente serão avaliados após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição correspondente.
• A confecção do certificado de apresentação de trabalho será feita de acordo com a ordem de autoria informada no Texto completo do trabalho submetido ao evento.
• Os trabalhos poderão ser inscritos em uma das modalidades abaixo.

1. Relatos de Experiência
Trabalhos resultantes de reflexões e sistematizações sobre o desenvolvimento de experiências, em andamento ou concluídas, realizadas em ambientes escolares, relacionadas a um dos eixos temáticos do evento.

2. Pesquisas Acadêmico-Científicas
Trabalhos resultantes de investigações de natureza acadêmica e de caráter científico, em andamento (que apresentem resultados parciais) ou concluídas (com apresentação de resultados finais), relacionadas a um dos eixos temáticos do evento.

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS

1. Estrutura

Os textos completos relativos a Relatos de Experiência e a Pesquisas Acadêmico-Científicas terão estruturas diferentes, conforme detalhamento abaixo. Porém, ambos deverão conter Resumo e Texto de desenvolvimento, a serem anexados no ato da submissão de trabalhos.

No desenvolvimento dos textos dos Relatos de Experiência deve conter os seguintes itens:

  •  Introdução/Justificativa;
  •  Objetivo;
  •  Desenvolvimento do Relato de Experiência;
  •  Reflexões sobre o desenvolvimento da experiência;
  •  Resultados/Conclusões;
  •  Referências.

No desenvolvimento dos textos das Pesquisas Acadêmico-Científicas deve conter os seguintes itens:

  •  Introdução/Justificativa;
  •  Temática e Foco de Estudo;
  •  Objetivo e Problema de pesquisa;
  •  Procedimentos metodológicos;
  •  Resultados;
  •  Conclusões/Considerações finais;
  •  Referências.

Os textos completos dos trabalhos, tanto os Relatos de Experiência, quanto as Pesquisas Acadêmico-Científicas devem conter de 04 a 06 páginas, incluindo as Referências, que são obrigatórias, e os Apêndices e/ou Anexos, quando houver.

A utilização da norma culta da Língua Portuguesa, com consistência e coerência de discurso, é de responsabilidade dos autores dos trabalhos.

Os textos dos trabalhos submetidos ao evento devem ser digitados de acordo com o modelo de formatação de arquivo para Texto completo.

ENVIO DOS TRABALHOS

1. E-mail de envio

  •  Os trabalhos devem ser enviados para 5sipere@gmail.com;
  •  O assunto da mensagem: “Submissão de trabalho”;
  •  No texto da mensagem deve conter: Nome Completo do primeiro autor;
  •  O arquivo a ser anexado no e-mail deve ser nomeado conforme as indicações abaixo.

2. Nomes dos arquivos digitais

  •  Para submissão de trabalhos, os arquivos devem ser salvos em Formato Rich Text (.rtf) ou Documento do Word (.doc)
  •  Os arquivos dos trabalhos devem ser nomeados de acordo com a modalidade: Relatos de Experiência ou Pesquisas Acadêmico-Científicas
  •  Para Relatos de Experiência deve-se usar a seguinte nomeação: Nome+UltimoSobrenomeDo1ºAutor-REX
  •  Exemplo: EdgarSilva-REX.rtf
  •  Para Pesquisas Acadêmico-Científicas  deve-se usar a seguinte nomeação: Nome+UltimoSobrenomeDo1ºAutor-PAC
  •  Exemplo: EdgarSilva-PAC.rtf

 

Contato

Telefone: (55) 3220 ­9413

5sipere@gmail.com

Localização


Av. Roraima - 1000 - Camobi
Santa Maria - Rio Grande do Sul