Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Grupos de Pesquisa

Líder: Rosane Carneiro Sarturi

Vice-líder: Marilene Dalla Corte

 

NUCOM – QUAIS OS TEMAS QUE SÃO ESTUDADOS PELO GRUPO?

 

ROSANE SARTURI: O Grupo estuda os temas voltados para a Educação Básica e Superior. Políticas públicas e gestão educacional é a nossa coluna vertebral de todos os projetos envolvidos pelo grupo. Então nós trabalhamos com as políticas públicas desde a educação infantil até a educação superior, percorrendo os espaços da gestão, envolvendo também as práticas de educação a distância, as práticas da educação básica (considerando educação infantil, considerando o Pacto Nacional da Educação na Idade Certa, O Pacto pro Ensino Médio) as políticas públicas de formação de professores. Tudo aquilo que se voltar para política pública e que envolver as questões inerentes ao currículo são as práticas de pesquisa que o grupo vem desenvolvendo desde 2008.

 

NUCOM – QUAL O OBJETIVO DO GRUPO?

 

ROSANE SARTURI: O grupo de pesquisa pretende articular a educação básica e a educação superior. Dentro dessa articulação, nosso objetivo é movimentar, transformar a educação básica e aproximar a teoria com a prática. Ou seja, minimizar esse fragmento do que tu discute na universidade e o que tu efetivamente realiza no cotidiano. Então a maioria das pesquisas envolvidas pelo grupo tem o pé no lócus das instituições, sejam elas de escola básica, sejam elas instituições de educação superior. Buscamos sempre a transformação e a qualificação das práticas pedagógicas, administrativas e financeiras, pensando o eixo da gestão no cotidiano das instituições.

 

NUCOM – QUEM SÃO OS COMPONENTES DO GRUPO?

 

ROSANE SARTURI: O grupo de pesquisa ELOS está organizado por estudantes da graduação, estudantes da pós-graduação, professores da educação básica e técnicos administrativos. Nós não temos restrição ao perfil do sujeito que participa do grupo, muito pelo contrário, a nossa ideia é sempre agregar e promover a interlocução entre a educação básica e a educação superior. Porém, é muito caro trazer para dentro da universidade os professores da Educação Básica, então além disso, temos também professores da Educação Superior.

 

NUCOM – HÁ PREFERÊNCIA POR UMA GRADUAÇÃO? SOMENTE ALUNOS DO CENTRO DE EDUCAÇÃO PODEM PARTICIPAR?

 

ROSANE SARTURI: Não precisa ser necessariamente do Centro de Educação. Preferencialmente olhamos para os docentes (esse é o compromisso por ter sido docente a vida inteira – 35 anos de docente e 23 anos na Educação Básica). Quando vamos trabalhar com políticas públicas e gestão educacional fica difícil para aqueles que são bacharéis, que não tem uma formação pedagógica compreender. Esses precisam de um aprofundamento teórico muito maior pra participar do grupo, o que também não chega a ser um impedimento. O grupo é principalmente para todos aqueles que se envolverem diretamente com a docência – a maioria dos componentes do grupo são licenciados.

 

NUCOM – QUAL A PERIODICIDADE DOS ENCONTROS?

 

ROSANE SARTURI: Nos reunimos periodicamente de 15 em 15 dias nas quartas-feiras a noite.

No entanto, isso oscila de um semestre pra outro, dependendo das disciplinas que eu estiver ministrando. Porém normalmente os encontros acontecem no turno da noite, tendo em vista que a maioria dos alunos ou estão envolvidos com seus cursos ou estão trabalhando na educação básica.

 

NUCOM – COMO FAÇO PARA PARTICIPAR?

 

ROSANE SARTURI: Nós temos a página do grupo, onde tem nossos contatos como o e-mail, que pode ser utilizado, ou entrando em contato diretamente comigo. Geralmente estou na 3155 (coordenação do mestrado profissional), mas a minha sala de docência é a 3269, na qual os orientandos também estão. Não existe uma seleção, as pessoas são convidadas a participar e vai depender delas ter interesse em contribuir na pesquisa. Essa seleção acaba sendo natural.

 

NUCOM – COMO É A DINÂMICA DOS ENCONTROS?

 

ROSANE SARTURI: Existem encontros que são de forma organizacional, para que possamos delegar as competências para cada sujeito do grupo fazer, porque o que alimenta efetivamente as discussões teóricas são as próprias dissertações/teses/monografias/trabalhos de conclusão de curso de cada um. Em alguns momentos existem leituras de textos, mas necessariamente não é só isso. Às vezes também organizamos a nossa agenda de participação em evento, de publicação em revista, para darmos visibilidade ao trabalho e a pesquisa desenvolvida dentro do grupo.

 

CONTATOS:

Página do grupo:  http://w3.ufsm.br/elos/

E-mail ELOS:  grupoelosufsm@gmail.com

E-mail Rosane Sarturi:  rcsarturi@gmail.com

Telefone: 3220-8401

Líder: Marilda Oliveira de Oliveira

Vice-líder: Alice Copetti Dalmaso

 

NUCOM – QUAIS OS TEMAS QUE SÃO ESTUDADOS PELO GRUPO?

 

MARILDA OLIVEIRA: O grupo tem pensado em temas como essa educação menor, em pequenas ações que nós podemos fazer enquanto grupo de pesquisadores. Nós somos um grupo que já tem 11 anos e que vem se encontrando para pensar junto, estudar e produzir ações dentro deste campo da educação e da arte.

 

 

NUCOM – QUAL O OBJETIVO DO GRUPO?

 

MARILDA OLIVEIRA: Esse grupo é de 2006 e surgiu pela necessidade que os participantes sentiam de estudar os temas da educação e da arte. Eu sou uma professora que trabalha no programa de pós- graduação na LP4, que é uma linha de educação e artes, então o principal objetivo é estudar essas questões da educação e da arte atravessadas pela cultura.

 

NUCOM – QUEM SÃO OS COMPONENTES DO GRUPO?

 

MARILDA OLIVEIRA: É um grupo bem amplo, uma parte é virtual e outra é presencial. A parte presencial é formada por pesquisadores, professores em artes visuais, dança, música, teatro, psicologia e outros, totalizando aproximadamente 25 pessoas. Já a parte do grupo que é virtual, que são pessoas que participam do fórum de discussões, que mandam pelo e-mail indicações de eventos e pesquisas que estão realizando, são professores de outras instituições ou então pessoas que passaram pelo grupo presencial e hoje estão em outras universidades. Alunos da graduação e da pós-graduação também fazem parte do grupo presencial. O número total de pessoas é em torno de 53.

 

NUCOM – HÁ PREFERÊNCIA POR UMA GRADUAÇÃO?

 

MARILDA OLIVEIRA: Não há preferência por uma graduação, temos pessoas das mais diversas áreas – é um grupo bem heterogêneo, o que contribui para as discussões. Pessoas que pesquisam a temática da educação e da arte podem participar do grupo.

 

NUCOM – QUAL A PERIODICIDADE DOS ENCONTROS?

 

MARILDA OLIVEIRA: Os encontros são quinzenais, na sexta-feira à tarde, das 14h às 17h. Desde que o grupo nasceu, em 2006, as reuniões acontecem neste dia. Nos encontramos no LAV – Laboratório de Artes Visuais – 3366 – Prédio 16 do Centro de Educação.

 

NUCOM – COMO FAÇO PARA PARTICIPAR?

 

MARILDA OLIVEIRA: A indicação é que seja enviado para o grupo uma carta de intenção dizendo porque quer fazer parte do grupo e o currículo. Nós apresentamos nas reuniões de grupo quem tem interesse em fazer parte, para ser decidido. Mas normalmente a gente aceita porque a ideia é sempre acolher as pessoas que tem interesse em participar.

 

 

NUCOM – COMO É A DINÂMICA DOS ENCONTROS?

 

MARILDA OLIVEIRA: São prioritariamente encontros de estudo, é um grupo de pesquisa mas tem se configurado muito como um grupo que se reúne para estudar junto. Como nós somos um grupo antigo, nós já experimentamos diversas dinâmicas – apresentamos nossas pesquisas, fizemos estudos de autores, em alguns momentos escolhemos um autor e estudamos toda a obra dele, entre outras. Inclusive, também convidávamos colegas aqui no Centro de Educação que sabíamos que pesquisavam esses autores para virem estudar conosco e apresentarem suas pesquisas. Já estudamos por exemplo: Roland Barthes, Walter Benjamin, Gilles Deleuze, Félix Guattari e alguns outros. Atualmente o que nós temos estudado é a perspectiva do Pós-Estruturalismo, então estamos lendo um livro do James Williams que se chama “Pós estruturalismo”. A cada encontro estudamos um capítulo e três a quatro colegas ficam responsáveis pela discussão e mediação. Porque o pós-estruturalismo? Ano passado quando fizemos a avaliação do trabalho que vínhamos fazendo foi unânime pelos membros do grupo apontar a necessidade de aprofundarmos essa linha, porque tem muitas pesquisas que estão imbricadas com essa questão.

 

CONTATOS:

E-mail do grupo:  gepaec@gmail.com

E-mail Marilda:  marildaoliveira27@gmail.com

Local dos encontros: LAV – Laboratório de Artes Visuais – 3366 – 16

Telefone: 3220 – 8197

Líder: Glades Félix

 

Vice-líder: Fabiane Costa

 

NUCOM – QUAIS OS TEMAS QUE SÃO ESTUDADOS PELO GRUPO?

 

GLADES FÉLIX: São temas que dizem respeito a avaliação educacional, partindo especialmente da avaliação institucional, da avaliação participativa, indicadores de educação, que dizem respeito hoje ao IDEB, ao SAEB, a prova Brasil, o PISA, entre outros. São espectros largos do sistema de avaliação implementados hoje pelo Brasil. Trabalhamos também com projetos de avaliação institucional tanto no âmbito público como no âmbito de escolas privadas, no sentido de alavancar o estudo e a cultura da avaliação, incentivando cada vez mais entre os jovens, os futuros pesquisadores o tema da avaliação institucional.

 

NUCOM – QUAL O OBJETIVO DO GRUPO?

 

GLADES FÉLIX: O objetivo que temos é fomentar o debate sobre a avaliação na universidade. É um tema antigo mas com pouca participação, tanto de professores quanto de alunos nos processos recorrentes que a universidade tem implementado. Basicamente o objetivo é fomentar e impulsionar o gosto e uma cultura de avaliação no Centro de Educação e na universidade.

 

NUCOM – QUEM SÃO OS COMPONENTES DO GRUPO?

 

GLADES FÉLIX: É um grupo de 2000, logo que o CNPQ começou a organizar os grupos de pesquisa a gente já trabalhava com a avaliação institucional na universidade, então a gente constituiu um grupo inicial, que foi alunos, professores e funcionários. Hoje diversificou-se, temos pesquisadores externos inclusive, junto com estudantes, professores e TAES do nosso Centro. Temos contato com pesquisadores na área da avaliação em Angola, Chile, Portugal, Argentina e outras áreas do Brasil. Tentamos fazer um mix, para diversificar os estudos de como ocorre nesses diferentes países os processos de avaliação institucional. É composto basicamente de professores, TAES e estudantes.

 

NUCOM – HÁ PREFERÊNCIA POR UMA GRADUAÇÃO? SOMENTE ALUNOS DO CENTRO DE EDUCAÇÃO PODEM PARTICIPAR?

 

GLADES FÉLIX: Não, a afinidade é com o tema. Pessoas que tenham interesse e que gostem do tema da avaliação. Somos procurados por alunos que sabem que tem a comissão no centro ou que pesquisam no diretório do grupo. Os alunos que são interessados com a temática vem nos procurar. Não participam só alunos do centro de educação, porque é uma temática importante para qualquer área, temos alunos da comunicação, matemática, estatística.

 

NUCOM – COMO FAÇO PARA PARTICIPAR?

 

GLADES FÉLIX: É só nos comunicar, saber os dias, e aparecer para as reuniões com as leituras prontas. Os encontros são na sala 2152. Não tem um processo seletivo, é de livre adesão, de circulação aberta.

 

NUCOM – COMO É A DINÂMICA DOS ENCONTROS?

 

GLADES FÉLIX: São separados textos para o semestre, que são divulgados antes. São textos onlines, então os participantes vem com suas leituras prontas e  reflexões e fazemos o debates. Além disso, também trazemos a tona os projetos que estamos desenvolvendo. Apresentamos os resultados pra ver no conjunto como eles estão percebendo, já que eles também ajudam a gente a desenvolver e implementar esses processos avaliativos. Não ficamos só no debate, vamos para a ação também. Ao mesmo tempo que teorizamos, praticamos a avaliação aqui no centro. Implementamos a avaliação, do ínicio ao fim, e depois com os resultados fazemos a meta avaliação, que é avaliar a avaliação daquilo que foi feito. Após cada processo de avaliação fazemos folders para distribuir pelo CE.

Então esse grupo levanta essas temáticas, questões que são envolventes para todos os gestores do centro, porque sabem que a gente estuda o conteúdo do nosso projeto pedagógico, realizando avaliação dos gestores, dos taes, dos setores privados, dos docentes, dos estudantes, dos egressos, dos estágios, entre outros.

 

 

CONTATOS:

Página do grupo: http://www.caice.ufsm.br/

E-mail: caiceufsm@gmail.com

E-mail Glades Félix: gladesfelix@hotmail.com

Telefone: 3220 – 8435

Líder: Helenise Sangoi Antunes

 

NUCOM – QUAIS OS TEMAS QUE SÃO ESTUDADOS PELO GRUPO?

 

HELENISE: O grupo GEPFICA existe no Centro de Educação a praticamente 15 anos. É um grupo que trabalha sobre Formação Inicial e Continuada de professores e tem produção na área de alfabetização. Trabalhamos também sobre o ciclo de vida dos professores ao longo da carreira docente, sobre classes multisseriadas, fizemos cartografias eletrônicas, no que se refere a todas as escolas mapeadas (escolas do campo e no campo) e escolas multisseriadas. Temos uma produção significativa no campo das histórias de vida, de professores alfabetizadores, participando ativamente de convênios nacionais e internacionais. Também temos um trabalho na formação continuada de professores alfabetizadores, com o projeto Pró-letramento e o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

 

NUCOM – QUAIS OS PRINCIPAIS OBJETIVOS DO GRUPO?

 

HELENISE: Os principais objetivos do grupo são trabalhar investigando a formação inicial e continuada de professores, discutir a questão das escolas do campo e no campo e escolas multisseriadas. Também todo esse processo de desvalorização que está acontecendo com os professores alfabetizadores em situação rural, quanto ao fechamento das escolas. Discutimos também sobre o ciclo de vida dos professores ao longo da carreira docente. Temos um trabalho significativo na área extensionista, trabalhando a discussão do Pacto Nacional pela Alfebetização na Idade Certa e as políticas que são direito do professor alfabetizador, na formação em serviço.

 

NUCOM – QUEM SÃO OS COMPONENTES DO GRUPO? 

 

HELENISE: Nós temos professores doutores e mestres, estudantes de graduação, mestrandos, doutorandos e bolsistas de iniciação científica. Também temos pessoas da comunidade que vem aqui, discutem, trabalham e se organizam pra poder fazer seu processo de formação continuada.

 

NUCOM – HÁ PREFERÊNCIA POR UMA GRADUAÇÃO? SOMENTE ALUNOS DO CENTRO DE EDUCAÇÃO PODEM PARTICIPAR?

 

HELENISE: Não, está aberto para todos, mas pelo viés do grupo, que trabalha mais no enfoque da alfabetização, formação inicial e formação continuada, temos mais licenciados em Pedagogia e Educação Especial no grupo.

 

NUCOM – QUAL A PERIODICIDADE OS ENCONTROS?

 

HELENISE: São semanais, sempre nas sextas-feiras de manhã, das 9h às 12h na sala 3377 do prédio 16 do Centro de Educação. O dia dos encontros não se altera conforme o semestre.

 

NUCOM – COMO FAÇO PARA PARTICIPAR?

 

HELENISE: É só vir nas sextas-feiras nos encontros do grupo, ou entrando em contato comigo pelo e-mail. Não há um processo de seleção, a participação é ampla e vai do comprometimento de cada um. No final todos ganham certificado de participação conforme o tempo no grupo.

 

NUCOM – COMO É A DINÂMICA DOS ENCONTROS?

 

HELENISE: Temos um cronograma de leituras para fazer que são selecionadas a partir dos projetos que estamos desenvolvendo. Nos reunimos, discutimos essas leituras, fazemos relações com os projetos de mestrado e doutorado dos integrantes e das pesquisas coletivas do grupo. Dependendo do tema é pedido uma resenha para os integrantes e depois no final do semestre pedimos um artigo, para que as pessoas possam escrever sobre um tema e encaminharmos para publicação.

 

CONTATOS:

 

Página do grupo: http://w3.ufsm.br/gepfica/

E-mail Helenise: professora@helenise.com.br