Ir para o conteúdo CE Ir para o menu CE Ir para a busca no site CE Ir para o rodapé CE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projetos de Pesquisa

2014 – Atual

CARTOGRAFANDO EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS COM CINEMA: ATÉ ONDE A SÉTIMA ARTE PODE CHEGAR?

O Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social GEPEIS vem nos últimos vinte anos trabalhando com pesquisa, ensino e extensão na área de Formação de Professores, alicerçado no campo teórico do Imaginário Social. Este é um projeto que pretende construir relações e vivências de professores com o cinema, no que se refere às suas histórias pessoais e profissionais, e às formas pelas quais o cinema nelas se faz presente. Busca-se compreender suas visões, saberes e fazeres profissionais por intermédio do cinema. Interrogaremos não somente a forma como o cinema se faz presente, mas as razões de sua ausência no trabalho docente no dia a dia da escola; cuidaremos em ver os significados e sentimentos inscritos nos encontros dos docentes com o cinema dentro e fora da escola. Esta pesquisa objetiva conhecer, através do método cartográfico, as potencialidades da relação entre cinema e educação, pensando a sétima arte como dispositivo de formação. Além de identificar e analisar as tensões implicadas no exercício da docência nos dias atuais, suas perspectivas em relação aos enfrentamentos, procurando verificar como o trabalho com o cinema se insere ou se localiza neste contexto. E mapear as pesquisas nacionais e internacionais que abordem a relação entre cinema e educação, a fim de construir um estado da arte e do conhecimento nesta temática.


2012 – 2013

EM TEMPOS DE FORMAÇÃO – O CINEMA, A VIDA E O CUIDADO DE SI. Exercícios autobiográficos e coletivos na atividade docente

Este projeto pretende identificar, caracterizar e analisar as relações e vivências de professores com o cinema. De um lado, o que refere às suas histórias pessoais e profissionais e às formas pelas quais o cinema nelas se faz presente, buscando compreender as visões e concepções, os saberes e fazeres docentes acerca desta arte em suas vidas. De outro, interrogamos não somente a forma como o cinema se faz presente, ou as razões de sua ausência no trabalho docente no cotidiano da escola, mas cuidamos de investigar acerca dos significados e sentimentos inscritos nos encontros dos docentes – suas práticas – com o cinema dentro e fora da escola.


2012 – 2013

ENREDOS DA VIDA, TELAS DA DOCÊNCIA: OS PROFESSORES E O CINEMA

Este projeto, aprovado pelo Edital Universal 2012 tem a coordenação da Profa. Dra. Inês Assunção de Castro Teixeira (UFMG) e o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social (GEPEIS 0- UFSM) participa como parceiro na rede de investigação, juntamente com a Universidade Federal de São João del Rey, a Universidade Federal de Ouro Preto, a Universidade Católica de Salvador e o Grupo Janela Indiscreta (Bahia) com a consultoria da profa. Dra. Rosália Duarte da Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Este projeto de investigação objetiva compreender acerca dos encontros e desencontros com o cinema ontem e hoje, allinhados com os problemas da docência e da educação com um todo. Interrogamos e buscamos compreender sobre suas ideias, seus sentimentos, suas experiências e práticas, individuais e coletivas ligados ao cinema, a partir das suas histórias de vida. O Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social participa com um projeto próprio neste projeto “guarda-chuva” buscando levantar dados sobre o cinema na vida dos professores, realizando um projeto de formação continuada com a Rede Muniiciipal de Ensino de Santa Maria/RS e a realização de um curta metragem/documentário com os professores participantes.


2010

O GRUPO COMO DISPOSITIVO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Este Projeto de investigação/formação se inscreve na Linha de Pesquisa Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional. Tem como objetivos, analisar as possibilidades de pensar em um grupo como um dispositivo de formação; identificar os saberes e as representações que contróem pessoas que compartilham a produção coletiva em um grupo de estudos e pesquisas e contribuir para a produção de alternativas teóricas na formação de professores. A trajetória do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social (GEPEIS / UFSM) que vem investindo no dispositivo grupal e um outro grupo estrangeiro, da Universidade de Buenos Aires serão focos de estudo nas suas diferentes configurações culturais e propósitos. Esta trajetória e seus pressupostos nos levam às seguintes questões de pesquisa: se pode pensar um grupo como um dispositivo de formação? Quais saberes e representações que trazem os sujeitos que compartilham do mesmo espaço coletivo? Que níveis de satisfação ocasiona nos que participam desta experiência? Quais os saberes que produzem neste contexto? Que aprendizagens destacam como significativas na vivência grupal? Como esta experiência auxilia no exercício da docência? Recorremos nesta investigação à produções como a de Mafessoli (1996), Castoriadis (1982), Souto (2007), Ferry (2004), Filloux (1996), Barbier (1999), Josso (2002), Tardif(2002), Thompson (1995), Oliveira et al.(2000, 2004, 2006). Nosso objeto de estudo é o GRUPO COMO DISPOSITIVO DE FORMAÇÃO. O conhecimento das representações e dos saberes que os participantes dos dois grupos construíram/constróem nos levam às aprendizagens docentes na experiência coletiva de produção. O caminho metodológico da pesquisa assume duas dimensões: uma bibliográfica para a aprofundamento dos estudos sobre grupo e a perspectiva do dispositivo grupal e os estudos de formação e autoformação a partir das narrativas biográficas e autobiográficas; outra empírica que inicia com uma proposição de uso de imagens foto.


2008 – 2010

A PROBLEMÁTICA EDUCACIONAL EM PORTUGAL E NO BRASIL: DESAFIOS TEÓRICOS E PRÁTICOS DA PEDAGOGIA UNIVERSITÁRIA

A proposta de um trabalho investigativo em parceria, reunindo universidades brasileiras e portuguesas, tem guarida em ações coletivas construídas pelos pesquisadores da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), a Universidade Federal de Santa Maria UFSM), a Universidade de Pelotas (UFPel) e as Universidades Portuguesas, do Porto (UP), de Lisboa (UL) e a Universidade do Minho (UM) que subscritam o Projeto do Edital.ACAPES – GRICE. A Pedagogia Universitária é o constructo articulador mais amplo. Dentro dele, temos recortes principais que mobilizam os interesses de pesquisa: 1) as políticas educacionais e a reconfiguração da pedagogia universitária, os movimentos institucionais que se apresentam ou não nessa direção; a formação/capacitação dos professores universitários: lugares e modalidades; 4) as inovações e suas condições de produtoras de conhecimento em pedagogia universitária; 5) a relação que a avaliação institucional estabelece com os processos pedagógicos universitários. Atendendo aos objetivos básicos do Edital de Cooperação Internacional do Programa CAPES/ CRIECES, as ações terão o desenvolvimento da pesquisa conjunta como base, procurando, assim, garantir um compromisso com uma produção de conhecimento que tenha o rigor e a significação como atributos básicos. Esse movimento em parceria repercute nos processos de formação que devem beneficiar os docentes e estudantes envolvidos, bem como suas Universidades e Programas de Pós-Graduação.


2005 – 2006

PROFESSORES & ALUNOS: ENTRE REPRESENTAÇÕES E SABERES

Este projeto de pesquisa tem por objetivo conhecer os espaços de construção dos saberes e das representações sobre um cotidiano escolar de professores. Adotando a metodologia da História de Vida, através da narrativa oral, nos aproximamos das representações que os professores construíram sobre a escola, sobre os alunos, sobre o seu papel e lugar social, sobre a profissão e a docência. Os alunos são também colaboradores desta investigação que intenciona conhecer o espaço escolar na sua riqueza, complexidade e potencial formativo. Utilizamos o método autobiográfico com os professores acionando com um processo de formação / investigação e, a entrevista estruturada com os alunos com o objetivo de conhecer também suas representações sobre os professores, sobre as aulas e sobre o projeto da escola nas suas vidas. Esta pesquisa se inscreve no campo da epistemologia da prática docente.


2004 – 2006

PROFESSORAS PESQUISADORAS DE SI: EM CENA SUAS HISTÓRIAS DE VIDA E PRÁTICAS ESCOLARES

O projeto esta sendo realizado com cinco professoras de Escola Municipal de Santa Maria/RS e busca a formação e autoformação das professoras e dos pesquisadores através de oficinas pedagógicas e relatos de suas Histórias de Vida, visando conhecer os saberes desses profissionais.


2004 – 2005

A RELAÇÃO ENTRE A EXPECTATIVA PEDAGÓGICA DOCENTE E O DESEMPENHO ESCOLAR DISCENTE

O projeto trata do estudo, através da observação em sala de aula, questionários aplicados aos professores e constante pesquisa teórica, da relação entre a expectativa do professor e do desempenho dos alunos expressos por meio de pareceres descritivos. Podemos concluir que a expectativa do professor sobre o sucesso ou o insucesso do aluno acaba confirmando o resultado “auto professado” que antecede o processo de aprendizagem por parte dos alunos.


2003 – 2004

Laboratório de Imagens: Significações da Docência na Formação de Professores

Esta pesquisa tem como objetivo investigar os saberes docentes dos professores atuantes nas redes de ensino fundamental, médio e superior, tendo várias produções: o livro com artigos da Escola Municipal Lívia Menna Barreto, as pesquisas realizadas no mestrado e as vivências realizadas nas escolas envolvidas com o projeto. Outro resultado significativo foi a realização do Fórum de Educação Cenas do Cotidiano Escolar: Os Saberes dos professores.


2003 – 2004

SABERES DOCENTES NO ESPAÇO ACADÊMICO E NO COTIDIANO ESCOLAR

Construímos o grupo de formação continuada que participará do projeto através dos encontros quinzenais, onde questões do cotidiano dos professores serão trazidos para o debate e para o espaço de estudo e reflexão. O primeiro material produzido pelas professoras foram as narrativas escritas, onde contam suas trajetórias pessoais e profissionais no envolvimento com a docência. 

 

2003 – 2003

CENAS DO COTIDIANO ESCOLAR: OS SABERES DOS PROFESSORES

Este projeto de extensão buscou a participação dos professores das redes de ensino de Santa Maria, visando a apresentação dos saberes produzidos nas escolas e nas salas de aula. A pesquisa buscou conhecer os saberes dos professores de uma escola municipal que tem sido acompanhada através da parceria escola-universidade na perspectiva da construção do seu projeto político-pedagógico.