Ir para o conteúdo CT Ir para o menu CT Ir para a busca no site CT Ir para o rodapé CT
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Inovar em sala de aula: uma missão para toda a UFSM



Trabalhar o modo de dar aulas e plantar a sementinha da inovação em sala de aula a partir do Centro de Tecnologia, esta é a ideia do Diretor da Unidade, Luciano Schuch, ao iniciar o CT Ação com o “Seminário de Aulas Inovadoras”, nessa quinta-feira, 27 de agosto. Para além do que já é feito pelos professores nos Cursos da UFSM com muito brilhantismo, o plano é reestruturar salas, incentivar mais os professores a terem o espírito inovador e repensar o modelo de ensino aplicado.

            Com auditório cheio, entre estudantes, técnicos-administrativos em educação, professores, diretores de unidades da Universidade e pró-reitores, o primeiro seminário do CT Ação recebeu mais de 200 pessoas. Os convidados que vieram apresentar suas experiências foram o Gustavo Borba, formado pela UFSM e atualmente Diretor da Unidade Acadêmica de Graduação – Unisinos, e o Fábio Garcia Reis, Diretor do Centro UNISAL – Unidade de Lorena.

            Com a missão de trazer exemplos do que tem sido feito e compartilhar o que mobiliza a mudança dos paradigmas em sala de aula, os palestrantes instigaram os professores presentes a repensarem suas práticas de ensino. A discussão em torno do papel do professor em sala de aula e qual o futuro dela daqui há 10 anos, em uma geração onde a informação é de fácil acesso, também foi ponto forte de argumentação para a necessidade de reciclagem eminente nos padrões de ensino brasileiros. “O que torna a gente professores que tem uma conexão mais próxima com os alunos?” e “O que faz com que estes estejam mais presentes em sala de aula?” foram algumas das perguntas que o professor Gustavo trouxe para instigar a plateia.

            Tirar os professores e os alunos da zona de conforto é a missão do CT Ação, que engloba também pesquisa, extensão e gestão, que juntamente com o ensino são os quatro pilares da Universidade. Ao longo dos próximos cinco anos, diversas ações serão realizadas a fim de trazer o empreendedorismo, a inovação e o desenvolvimento para o Centro, que visa a ir além da divulgação para toda a comunidade acadêmica e a cidade de Santa Maria, mas tem pretensões de expandir suas boas práticas a nível nacional e internacional.

            Formar alunos e professores com o espírito inovador, em voga na atualidade, essa é missão do Centro de Tecnologia, e quiçá se expanda para toda a UFSM. Para isso, os primeiros passos já estão sendo dados no sentido de fazer ações mais articuladas, com um objetivo maior de proporção a longo prazo.

            Na área de pesquisa, uma das metas é ampliar o número de pesquisadores, através do incentivo para os professores interessados em compor o time da pós-graduação. Já na área de extensão, a ousadia vem de propor um grande desafio de busca de soluções com os alunos, juntamente com o AGITTEC-CT, e também se articular melhor com as Empresas Juniores para que estas cumpram a meta da extensão, de estar aliada ao desenvolvimento da sociedade que investe nas Universidades Federais. No pilar de gestão, a missão é ainda mais ampla, além avaliar constantemente o desempenho das ações, ela irá garantir que o planejamento do projeto CT Ação seja cumprido em um ciclo coerente e definitivo de avanço e desenvolvimento, a fim de mudar a realidade da Universidade e da unidade acadêmica. 



Publicações Recentes