Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Professor português ministra palestra sobre incêndios no CT

prof.joão paulo

Palestras internacionais tem sido uma constante no nosso Centro de Tecnologia. Para confirmar a frase anterior, o Programa de Educacação Tutorial (PET) da Engenharia Civil promoveu, na última terça-feira (28) a palestra “Comportamento e dimensionamento de estruturas em situação de incêndio”, ministrada pelo professor português João Paulo Rodrigues. O professor é doutor pela Universidade de Coimbra e é um dos maiores especialistas mundiais na área de incêndios, participando de diversos grupos internacionais que debatem o tema. “O objetivo da palestra foi dar visão à regulamentação de segurança quanto ao incêndio na Europa e no Brasil, versando sobre a regulamentação geral, o comportamento das estruturas em incêndio e o que tem se feito em pesquisa na área”, afirmou o professor Rodrigues.

A palestra estabeleceu um estudo comparativo sobre as diversas formas de se legislar o incêndio. No Brasil e na maioria dos países do sul da Europa, segundo o pesquisador, adotamos a metodologia prescritiva, que cria normas fixas e inquebráveis para a segurança. Já países do norte da Europa e Estados Unidos adotam a metodologia de desempenho, onde a legislação é feita à base de testes de diferentes situações. João Paulo informa que em Portugal havia uma certa displiscência quanto aos incêndios, até a ocorrência do Incêndio do Chiado, em agosto de 1988, que matou duas pessoas e destruiu parte do Armazém do Chiado, mercado público histórico de Portugal. Será que a tragédia na Boate Kiss, ocorrida em janeiro de 2013 na nossa cidade, pode mudar o paradigma brasileiro de incêndios. De acordo com o professor português, sim: “Isso acontece, infelizmente, no mundo inteiro, é preciso haver uma tragédia para que a regulamentação seja alterada, as sociedades se baseiam nas tragédias para agir”.

Membros do PET Eng. Civil, professores e alunos presenciaram a fala do professor. Para o participante do PET e acadêmico de Engenharia Civil Eduardo Sonda, a palestra foi produtiva por tratar de um tema que é pouco tratado na formação dos alunos, transformando o assunto em um conteúdo de difícil acesso. “É um assunto que não é muitas vezes tratado em sala de aula, na nossa formação, não é muito aprendido. Pelo fato do professor ter muita experiência na área, a palestra agregou bastante à nossa formação”, afirmou Eduardo.

 

Texto elaborado por Mateus de Albuquerque, acadêmico de Jornalismo – Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.