Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Comandante da Aeronáutica visita CT

O Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato visitou o Centro de Tecnologia na tarde da última terça-feira (14), onde reuniu-se com o Vice-Reitor da UFSM, Luciano Schuch, e o diretor do CT, Tiago Marchesan, que coordenou um circuito de visitas por alguns dos laboratórios e grupos de pesquisa da UFSM. A visita teve como objetivo colaborar com a integração entre os pesquisadores do CT e a Força Aérea Brasileira (FAB).

A primeira atividade realizada foi uma conversa entre representantes da UFSM e da FAB sobre os rumos da pesquisa científica brasileira e até onde ela pode chegar. Durante o encontro, Tiago apresentou alguns dos avanços tecnológicos produzidos por pesquisadores do CT, entre eles a utilização da tecnologia LoraWan, que permite o controle remoto da iluminação da Avenida Roraima, a medição do gasto energético dos Centros da Universidade e o rastreamento do ônibus intracampus, por meio do aplicativo BUFSM, projetos que receberam elogios do Tenente Rossato.

Após alguns minutos, foi iniciado o circuito de visitas, coordenado por Tiago, que passou pelos laboratórios do Grupo de Eletrônica de Potencia e Controle (GEPOC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Instituto Nacional de Redes Inteligentes (INRI), onde o Tenente Rossato teve a oportunidade de conhecer a usina solar da Universidade, que está em construção. A eficiência energética é uma das áreas de maior interesse da FAB, segundo Rossato. A última etapa da visita foi uma reunião com o Reitor da UFSM, Paulo Burmann, no prédio da reitoria.

A boa relação entre UFSM e FAB vem sendo construída desde abril, quando Tiago esteve em viagem institucional promovida pela FAB, em que teve a oportunidade de conhecer as instalações do Serviço de Proteção ao Voo de São Paulo, da Academia da Força Aérea, da Embraer e da empresa Avibrás. Para ele, uma possível parceria com a FAB pode trazer benefícios para o CT: “temos exemplos positivos de projetos conjuntos com o Exército Brasileiro. Receber o apoio da Força Aérea para os nossos projetos pode alavancar nossa capacidade de produzir avanços”.

O Tenente Rossato mostrou otimismo com os caminhos que podem ser trilhados pela pesquisa científica da UFSM e do Brasil. A eficiência energética, para ele, é uma área de grande potencial: “O grande desafio é que o esforço seja totalmente voltado a ideias novas, que não existam em outros lugares, e que sejam objetivas. É preciso apontar um caminho claro para a economia e eficientização do uso da energia”.

Para mais informações, acesse o site da Força Aérea Brasileira.