Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Representantes da Petrobras visitam o CT para conhecer laboratório de pavimentação

Cinco homens e duas mulheres estão de pé, lado a lado. À frente, quatro homens estão agachados lado a lado.Na última sexta-feira (5), Maria Helena Prisco Paraíso Ramos e Luis Alberto Herrmann do Nascimento, respectivamente gerente de produtos e consultor técnico da Petrobras, conheceram a sede do Grupo de Estudos e Pesquisas em Pavimentação e Segurança Viária (Geppasv). Na ocasião, eles estiveram acompanhados dos professores Luciano Specht, Deividi Pereira e Magnos Baroni, os três do Departamento de Transportes da UFSM, além do diretor e da vice-diretora do Centro de Tecnologia, respectivamente Tiago Bandeira Marchesan e Tatiana Cervo Cureau, do reitor Paulo Afonso Burmann e do vice-reitor Luciano Schuch.

A programação da visita também contou com reuniões e apresentações de trabalhos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil. “Este momento foi muito importante, pois marca o encerramento de uma etapa e a preparação para novos desafios, que só foram possíveis com a participação dos investimentos da Petrobras”, disse o professor Luciano Specht, que é coordenador do projeto Aquisição de Equipamentos para o Laboratório de Materiais de Construção Civil da UFSM para a Realização de Pesquisas em Ligantes e Pavimentos Asfálticos.

A parceria da Petrobras com o Geppasv remonta ao ano de 2010. Desde então, segundo o professor Specht, a empresa já aportou nesse núcleo de pesquisa mais de R$ 7 milhões em equipamentos e bolsas. Dos quatro projetos resultantes dessa parceria, apenas um está em andamento; os restantes já foram concluídos. Em colaboração, a universidade investiu cerca de R$ 800 mil na reforma da área física localizada junto ao Laboratório de Materiais de Construção Civil, no prédio 10 do Centro de Tecnologia (CT). Specht conta orgulhoso que “o laboratório de ligantes que nós temos aqui é o único do estado. Completo, igual a esse, nós temos só mais dois no Brasil: o da própria Petrobras e o da USP.”

Todo investimento é voltado para a pesquisa de um novo método de dimensionamento brasileiro para que o desempenho de pavimentos seja mais efetivo. Nesse sentido, o Geppasv trabalha integrado à Rede Temática de Asfaltos, formada por várias universidades e pelo Instituto de Pesquisas Rodoviárias. Com a infraestrutura laboratorial existente, podem ser realizados na UFSM estudos e pesquisas para a caracterização de ligantes asfálticos, caracterização mecânica de materiais a partir de ensaios dinâmicos e para a realização de levantamentos de irregularidade longitudinal e afundamentos de trilha de roda de pavimentos experimentais em serviço.

 


 

Quer divulgar seu projeto ou evento no nosso site? Fez uma viagem legal? Teve seu trabalho premiado? Participa de uma iniciativa bacana? Conta pra gente!

Entre em contato pelo e-mail: noticiasct@ufsm.br.

Siga o CT nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.