Ir para o conteúdo CT Ir para o menu CT Ir para a busca no site CT Ir para o rodapé CT
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Integrante do Taura Bots conquista o primeiro lugar em competição no Irã



O estudante de engenharia da computação, Daniel Nesvera, conquistou o primeiro lugar na competição FIRA RoboWorld Cup que ocorreu no Irã entre os dias 01 a 04 de março. Ele concorreu nas categorias Robótica Humanoide Kid-Size e Carros Autônomos, na qual ganhou. Nessa categoria é utilizado um chassis de automodelo (veículo controlado remotamente), juntamente com um mini-computador, sensores e atuadores que desenvolvem um veículo que dirija autonomamente por meio de algoritmos inteligentes. 

O objetivo do robô de Daniel era dirigir seguindo o traçado da pista, desviar de objetos, e andar rápido quando possível. Essas habilidades eram consideradas em duas provas que faziam parte da competição. Uma das provas era uma pista de corrida na qual o objetivo era completar o circuito no menor tempo possível e a outra consistia em uma simulação de área urbana, onde o veículo necessitava navegar respeitando as regras do trânsito. O competidor conta que a estrutura desenvolvida sobre o chassis para transportar de forma segura os equipamentos e a potência do computador em executar os algoritmos de forma veloz foram os diferenciais que o levaram a essa vitória. 

Em 2018, o grupo já havia sido convidado, pelo professor titular da Universidade de Taiwan e presidente da Fira, Jacky Baltes, a participar da AUT Cup no Irã. A equipe foi representada pelo professor do Departamento de Processos de Engenharia Elétrica, Rodrigo Guerra, e pelo aluno Guilherme Christmann, que voltaram ao Brasil com o 3° lugar da competição. Com o resultado obtido o grupo continuou trabalhando para participar dos próximos eventos. “Vitórias como esta são uma das maneiras de demonstrar o potencial do nosso time no cenário de robótica e carros autônomos, áreas que estão crescendo a cada dia. É legal saber que com o devido esforço é possível superar a falta de investimentos”, conta Daniel.

“Os eventos da FIRA têm como objetivo desenvolver o cenário da robótica como um todo. Os times estavam lá para mostrar o seu melhor, porém o espírito solidário sempre estava presente. Achei muito legal ver a interação positiva entre as equipes. O evento recebeu equipes de diversos países, assim o contato com essas pessoas proporcionou novas amizades e troca de conhecimento”, finaliza.  

Acompanhe as competições e tudo o que acontece com o grupo Taura Bots no Facebook. 

 

Texto por Jéssica Medeiros, acadêmica de Jornalismo – Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.

 


 

Quer divulgar seu projeto ou evento no nosso site? Fez uma viagem técnica? Teve seu trabalho premiado? Participa de uma iniciativa bacana? Conta pra gente!

Entre em contato pelo e-mail: noticiasct@ufsm.br.

Siga o CT nas redes sociaisFacebookInstagram e Twitter.


Publicações Recentes