Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

CT promove palestra nesta terça-feira (11) sobre novas Diretrizes Curriculares dos Cursos de Engenharia



Nesta terça-feira (11), às 9h, no auditório do prédio do INPE, o Professor Vanderli Fava de Oliveira, Presidente da Associação Brasileira de Educação em Engenharia, apresentará as novas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Engenharia.

Em janeiro deste ano (2019), o Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou as novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para os cursos de engenharia. O documento, homologado pelo Ministério da Educação (MEC) em abril,  foi formulado pela Mobilização Empresarial pela Inovação, fórum vinculado à Confederação Nacional da Indústria (CNI), em conjunto com a Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge).

Dentre as razões para ser elaborado um novo plano de DCNs está o fato de que a última revisão feita no documento aconteceu em 2002, ou seja, há mais de 17 anos. Diante das mudanças frequentes, advindas da presença cada vez maior da tecnologia na Indústria, destaca-se a necessidade da reformulação e adaptação do processo de ensino a esse novo cenário.

Atualmente, a graduação em engenharia se baseia na formação por conteúdo, em sua maioria, teórico. Por conta disso, muitos dos engenheiros recém-formados vão para o mercado de trabalho apenas com conhecimentos adquiridos nas salas de aulas e experiências práticas realizadas nos laboratórios da universidade.

As atualizações propostas nas DCNs têm como objetivo a flexibilização do curso, possibilitando a implementação de práticas inovadoras, que são essenciais para formar engenheiros capacitados para as exigências atuais do mercado. Algumas instituições no Brasil já possuem em sua grade curricular alguns dos fatores citados no documento. No entanto, o objetivo é que seja implementado em todos os cursos do Brasil.

A apresentação das novas Diretrizes Curriculares Nacionais e a mediação das discussões será feita pelo Professor Vanderli, que participou do processo de formulação do documento através da Mobilização Empresarial pela Inovação, fórum vinculado à Confederação Nacional da Indústria (CNI), em conjunto com a Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge).



Publicações Recentes