Ir para o conteúdo CTISM Ir para o menu CTISM Ir para a busca no site CTISM Ir para o rodapé CTISM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

CTISM 50 | Torneio de Xadrez recebe grupo da UFSM



Alunos integrados do CTISM disputam rodada no Torneio de Xadrez da escola

A edição do primeiro semestre do Torneio de Xadrez, realizada neste sábado (25), teve pela primeira vez a participação do grupo Oficina de Xadrez, vinculado à Prae (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis). Entre os alunos do CTISM, o vencedor da competição foi Lucas Pierin, da turma 423 (2º ano de Informática Integrado).

A disputa de xadrez é tradicionalmente organizada pelo professor Augusto Pio Benedetti (Educação Física). Nesta edição, ele teve o auxílio do estudante de Filosofia da UFSM Tiago Azambuja Rodrigues, que é bolsista da Oficina de Xadrez.

O torneio ocupou três salas de aula do CTISM. Em uma delas, ocorreu a competição entre alunos. Simultaneamente, outra sala foi usada para uma competição entre membros da Oficina de Xadrez. Uma terceira sala sediou partidas amistosas entre alunos principiantes no xadrez.

Alunos posam com premiações; à direita, Augusto e Rodrigues

Roger Luan Ribeiro dos Santos, da 411 (1º ano de Eletrotécnica Integrado), e Yuri Brendler Ferreira, da 421 (2º ano), ficaram em segundo lugar. Camile D’Avila e Ken Shimomura, da 423, levaram o bronze. Os quatro ganharam medalhas. O campeão Pierin levou ainda um troféu. Os três melhores colocados da Oficina de Xadrez também faturaram medalhas.

OFICINA

O grupo Oficina de Xadrez faz parte do Satie (Setor de Atenção Integral ao Estudante), que, por sua vez, está inserido na Prae. Augusto conta que foi procurado por Rodrigues para ligar a Oficina de Xadrez ao evento do colégio. Augusto concordou em oferecer o espaço do CTISM, pois tinha a intenção de transformar o Torneio de Xadrez em “uma coisa mais ampla”.

A Oficina de Xadrez promove competições periódicas entre alunos da UFSM que são fãs do jogo. Ela também tem as funções de ensinar xadrez àqueles que não conhecem as regras e de “disseminar a cultura do xadrez”, de acordo com Rodrigues.

 

por Rossano Villagrán Dias

fotos Rossano Villagrán Dias


Publicações Recentes