Ir para o conteúdo Frederico Westphalen Ir para o menu Frederico Westphalen Ir para a busca no site Frederico Westphalen Ir para o rodapé Frederico Westphalen
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Enfermeira da UFSM-FW explica o fluxograma de casos suspeitos e cuidados com o coronavírus



Desde que o coronavírus chegou ao Brasil através de turistas que vinham da Itália, muito se fala sobre os cuidados para evitar o contágio: lavar as mãos com sabão, passar álcool gel e fazer isolamento social. Apesar de a doença ter uma baixa taxa de mortalidade (cerca de 3,6%) comparada a taxa de contágio, com o agravamento dos casos, o sistema de saúde dos países fica superlotado.

Para que não haja aumento da taxa de contágio e não haja superlotação dos hospitais, é importante saber quando procurar um hospital ou uma unidade básica de saúde. Em Frederico Westphalen, por exemplo, a orientação é que pacientes que sentir os sintomas agravados, como dificuldade respiratória ou febre alta, busque a Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Ayres Cerutti e evitem ir ao Hospital Divina Providência.

Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Ayres Cerutti: será utilizada como centro de coleta de exames de casos suspeitos de Covid-19 e deve ser procurada quando o paciente sentir sintomas agravados.

As autoridades de saúde determinaram o fluxograma de atendimento de casos suspeito, que deve ser seguido pelos profissionais de saúde e pela população. A enfermeira do Núcleo de Apoio a Saúde da UFSM explicou as orientações.

Quais casos são suspeitos

Caso 1: Febre + sintoma respiratório + histórico de viagem para área de transmissão local nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas;

Caso 2: Febre + sinal ou sintoma respiratório* + contato próximo de caso suspeito de novo coronavírus nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

Caso 3: Febre ou sinal ou sintoma respiratório* + contato próximo de caso confirmado de novo coronavírus em laboratório nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

Quando procurar o serviço de saúde?

Pessoas que apresentem febre, acompanhada de tosse e/ou falta de ar devem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e não optar por ir ao Hospital Divina Providência.

Segundo a enfermeira do campus, Fernanda, o atendimento, preferencialmente, deve ser realizado nas unidades básicas de saúde porque “o hospital deve ser reservado para pessoas com sintomas mais graves”, informa a enfermeira.

A doença causada pelo Coronavírus (COVID-19) é semelhante à gripe e geralmente cura sem gravidade. Os sintomas mais comuns são: febre, dor no corpo, cansaço, mal estar geral, congestão ou corrimento nasal, dor de garganta ou dor no peito.

Pessoas idosas e portadores de doenças crônicas como pressão alta, diabetes e doenças cardíacas têm um maior risco de desenvolver formas graves.

Alunos da UFSM-FW podem entrar em contato com a enfermeira Fernanda Maciel, do NAS, pelo Whatsapp do Núcleo (55 991574726) ou pelo e-mail nasfw@ufsm.br, para dúvidas e orientações. Além disso, a UFSM possui uma central telefônica para atendimento de casos suspeitos: (55) 3220-8500 ou (55) 3213-1800.

Cuidados Gerais recomendados

  • Buscar orientação médica, mesmo assintomático, caso tenha viajado para áreas onde circula o vírus ou tenha tido contato com caso suspeito ou confirmado;
  • Restringir contatos e visitas, aderindo ao isolamento voluntário, se possível, em casa;
  • Manter o ambiente de casa ou trabalho sempre arejado;
  • Evitar apertos de mãos, abraços e cumprimentos pelo toque;
  • Ao chegar em casa, crie o hábito de lavar as mãos com água e sabão e higieniza-las frequentemente;
  • Lavar as mãos antes e após ir a restaurantes e banheiros;
  • Acumular tarefas e fazê-las no mesmo dia, preferencialmente, evitando saídas desnecessárias;
  • Se depender do uso do elevador, evite usá-lo se estiver com outras pessoas, especialmente idosos, mantendo a distância mínima de 1 metro um do outro;
  • Evite locais com grande circulação de pessoas, como restaurantes, bares, boates, clubes, shopping;
  • Após tocar em dinheiro, maçanetas e corrimãos, lavar as mãos ou passar álcool gel;
  • Se estiver gripado ou resfriado, não entre em contato com outras pessoas ou use máscara;
  • Evitar contato físico com pessoas com sintomas de gripe;
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca sem higiene prévia das mãos;
  • Tenha sempre consigo um frasco pequeno de álcool gel;
  • Não compartilhe copos, use uma garrafinha individual;
  • Não faça rodas de chimarrão, se for tomar, cada um faça o seu;
  • Evite caronas solidárias ou transporte público, pois não se sabe quem pode estar contaminado;
  • Se for espirrar ou tossir, mantenha a etiqueta respiratória (uso do lenço de papel ou usar a parte interna do braço).

Ajuda à distância

A partir desta quarta-feira (18), a Universidade Federal de Santa Maria abriu um canal de atendimento à comunidade no combate ao novo coronavírus. O Disque CovidUFSM é uma central voltada à comunidade interna e externa e funcionará das 7h às 19h pelos telefones (55) 3220-8500 e 3213-1800. A Central está disponível para esclarecer a comunidade acerca dos procedimentos a serem adotados individualmente ou em relação a pessoas próximas em caso de qualquer suspeita.O principal objetivo é impedir o pânico generalizado, evitando a superlotação  do sistema de saúde.

Além disso, o Ministério da Saúde disponibilizou um “App Coronavírus SUS”. Nele você encontra informações sobre as Unidades de saúde de sua região e algumas informações relevantes sobre o Coronavírus, sintomas da doença COVID-19, como se transmite, como se previne, quando usar máscara, como funciona a vigilância e a notificação dos casos, entre outras.


Publicações Recentes