Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Rádio Universidade de Santa Maria visita o campus de Palmeira das Missões



Uma equipe da Rádio Universidade da UFSM de Santa Maria esteve no campus de Palmeira das Missões no final deste mês de agosto, dia 28. O objetivo da visita foi realizar entrevistas para o programa Campus da Gente, um espaço para debater assuntos acadêmicos e divulgar as atividades realizadas na Universidade Federal de Santa Maria. Estiveram na Instituição o Diretor de Programa, Roberto Montagner, o jornalista Jair Alan Siqueira e o sonoplasta Gilberto Soares. O grupo conversou com professores, técnicos-administrativos e acadêmicos do campus.   

Entre eles estava o chefe do Núcleo de Apoio Pedagógico – NAP – Nelson Girardi Neto. Nelson destacou as principais funções sociais do setor que atende os alunos da Instituição. “Aqui no campus além das funções de Apoio Pedagógico, como seleções de monitoria, acompanhamento dos alunos que estão com alguma dificuldade nas disciplinas, a gente também faz toda a parte de Assistência Estudantil, que em Santa Maria é feita pela PRAE (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis). Então a gente busca, de todas as formas, no Núcleo de Apoio Pedagógico, garantir a permanência do estudante até a conclusão do curso. Para isso, fizemos toda a parte de Benefício Socioeconômico, com a nossa colega, Assistente Social, a Isabel; a parte de auxílio transporte, auxílio-alimentação, moradia estudantil na Casa do Estudante e auxílio de material pedagógico.

Nelson destacou o aumento de alunos de outros estados que têm ingressado no campus de Palmeira das Missões nos últimos anos e a importância do Núcleo para a permanência de todos. “A gente tem recebido muitos alunos de fora do estado. Temos uma aluna do Pará, de Roraima, então de certa forma, mesmo não tendo essa pretensão a gente acaba virando um pouco a família, a referência do aluno que chega”.

O programa também recebeu a participação do Zootecnista Danilo Freitas da Silva, responsável técnico do Laboratório de Estudo e Pesquisa com Abelhas. Entre os assuntos discutidos, o profissional falou sobre os resultados colhidos durante o período de um ano de existência do Laboratório. “Com o laboratório estamos conseguindo desenvolver melhor os projetos de pesquisa, com os alunos do curso de Zootecnia; e também os projetos de extensão, com os apicultores ou produtores que estão interessados em iniciar na atividade apícola. Com o laboratório, estamos de portas abertas para receber os interessados em fazer um treinamento, dando a oportunidade de conhecerem as principais práticas da apicultura, para que possam iniciar na atividade”.

A Enfermeira e professora do curso de Enfermagem, Andressa da Silveira que, da mesma maneira, atua no curso de Biologia, também foi uma das entrevistadas do Programa. O Jornalista Jair Alan destacou que o curso de Enfermagem foi uma das exigências da região de Palmeira das Missões e, exatamente pela carência que havia nessa área de assistência à saúde, havia uma grande expectativa com a implantação do curso. O entrevistador salientou que essas expectativas têm sido cumpridas e perguntou sobre a VIII Semana Acadêmica de Enfermagem, realizada no final do mês de agosto. “A nossa Semana Acadêmica teve como eixo central os contextos da humanização nos diferentes cenários de saúde de Palmeira das Missões. O nosso objetivo de falar de humanização é porque nós trabalhamos, de uma forma central, com seres humanos, trabalhamos com pessoas e precisamos humanizar o cuidado de enfermagem. Nós estamos trabalhando com cuidado de vida. Nós trabalhamos com uma probabilidade mínima de erros, então nós temos que pensar nos aspectos éticos, pensar como a gente conduz o processo de formação desse profissional. Eu tenho que considerar que um paciente não é apenas um número de um quarto ou apenas uma patologia, ele é mais do que isso. A gente diz que o paciente é o amor de alguém, então ele tem muito significado pra sua família, para as pessoas que convivem com ele”, salientou a professora.

Quem também esteve no bate-papo com a equipe da Rádio Universidade de Santa maria foram as acadêmicas do curso de Biologia e também integrantes do Diretório Acadêmico do curso: Sabrina Ferreira e Mariana Lucas. A presidente do Diretório, Sabrina Ferreira, destacou os assuntos abordados na VIII Semana Acadêmica da Biologia, também realizada no final deste mês de agosto. “O tema esse ano foi a Biologia na Contemporaneidade. A gente buscou trazer temas atuais que muitas vezes não são debatidos dentro da sala de aula, como por exemplo: mulheres na ciência, o papel que elas ocupam; o tema Epigenética, que é um tema novo e que está relacionado com as questões da saúde; também discutimos sobre o uso dos agrotóxicos, quais os efeitos dele pra fauna, pra saúde dos animais, pra saúde humana e quais seriam as alternativas para não se utilizar os agrotóxicos. Outro tema abordado foi sobre a bioquímica que também está diretamente relacionado à saúde, na maneira de como que a radiação está afetando a nossa saúde”. A estudante ressaltou a importância de eventos como esse para a qualidade do Ensino Acadêmico. “O conhecimento tem que ser partilhado, não adianta a gente só absorver e não compartilhar esse conhecimento. Então é importante a realização desses eventos para poder compartilhar com os nossos colegas e alunos que estão iniciando a vida acadêmica”.

Outro assunto abordado no Programa Campus da Gente foi o trabalho realizado pela Incubadora Social da UFSM. A servidora Jñana Gadea Mello, que atua no projeto da Incubadora Social no campus de Palmeira das Missões foi a entrevistada. “A incubadora Social busca atender demandas regionais sobre uma perspectiva da geração de trabalho e renda, da sustentabilidade socioambiental com grupos que são vulneráveis socialmente. São 10 grupos que estão incubados na Incubadora Social da UFSM. Aqui em Palmeira nós temos um grupo que eu sou a responsável, que é a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde. Hoje a Associação tem 42 pessoas, todos catadores. Temos no projeto professoras da área de Enfermagem que atuam no sentido do autocuidado dos associados, professoras da Administração, Economia e pessoas de outros órgãos também, já que o projeto tem vária demandas sociais e administrativas”, afirmou a servidora.

Jñana também explicou como é feito o trabalho com os catadores. “A gente auxilia em várias questões: na questão da organização do trabalho deles, para eles se fortalecerem como grupo, como associação, para conseguirem trabalhar como associação. Hoje eles não possuem um terreno, uma estrutura para trabalhar, para fazer a seleção dos resíduos e a gente está trabalhando principalmente nisso, focando na aquisição de um terreno para eles, via prefeitura municipal, um galpão, alguns materiais, caminhão, para tentar estruturar a Associação. Além disso, temos tem trabalhado também com a questão do saúde do trabalhador”, finalizou.

Outro projeto que teve destaque nas entrevistas foi a empresa Visão Júnior, vinculada ao curso de Administração e Ciências Econômicas do campus. O presidente da empresa, Arthur Muller Júnior, falou sobre a importância da prática na academia. “A Visão Júnior hoje veio a completar aquela lacuna que tinha de você ver a matéria, o conteúdo na disciplina, mas tu só viu aquilo e tu não fez, tu não praticou, não desenvolveu, não pegou o que você aprendeu e colocou em prática. Então ela possibilita trabalhar com aquilo que se aprende em uma vivência empresarial, desde contato, network, negociação, experiência com o cliente, experiência na prática da profissão que tu está se formando”. Arthur também destacou o trabalho realizado com as empresas do município. “No município de Palmeira das Missões a Visão Júnior vem estimulando e desenvolvendo as empresas com os serviços prestados; seja para o cliente entender melhor o seu público consumidor e o seu mercado, seja para ele verificar a possibilidade de abrir um negócio, ter um maior controle de suas finanças, na hora de fazer a divulgação da sua marca”.

Por fim, participaram também das entrevistas, o professor Nilson Luiz Costa, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios e o coordenador substituto, João Pedro Velho. O professor Nilson salientou o desenvolvimento do curso desde a sua implantação. “Nosso programa é interdisciplinar, formado por professores de diversas áreas, eu que sou Economista, prof. João Pedro que é Zootecnista, nós temos Administradores, Médicos Veterinários; nossa formação é bem interdisciplinar mesmo, porque a própria abordagem que se faz do Agronegócio é uma abordagem interdisciplinar. Enquanto área temática demanda conhecimento de várias disciplinas e o nosso desafio nesse processo é somar a esse segmento que, de fato, hoje representa em torno de 22,5% do PIB brasileiro, ou seja, um segmento importante que gera emprego, gera renda, capaz de hoje representar quase 50% das exportações brasileiras e a Universidade nesse processo tem um papel. Esse nosso papel é cada vez mais contribuir para entender o dinamismo do agronegócio, as suas interfaces com o processo de desenvolvimento econômico e também pesquisar tecnologias na área de gestão de sistemas de produção agroindustrial, na área de competitividade”, ponderou o professor.

O professor João Pedro deu destaque às Linhas de Pesquisa trabalhadas no curso. “As nossas dissertações são da área de concentração de Desenvolvimento e Sustentabilidade nos Agronegócios. Quando a gente fala Sustentabilidade no nosso Programa de Pós-Graduação, nós pensamos realmente neste tripé: ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável; realmente no sentido da palavra sustentabilidade. Claro que, muitas vezes, não é fácil a gente atingir a sustentabilidade, mas é o grande desafio da formação dos nossos alunos. Então nós temos duas Linhas de Pesquisas: Os Arranjos Organizacionais e Competitividade nos Agronegócios e Gestão de Sistemas de Produção Agroindustrial; e por que isso, porque nós estamos realmente onde acontece o agronegócio, nós estamos onde se faz o agronegócio, estamos aqui pertinho, onde estão as cooperativas, o produtor e a dificuldade, e os nossos alunos, na maior parte, também fazem parte deste contexto”.

Esses foram os participantes dessa edição do Programa Campus da Gente realizada no campus de Palmeira das Missões. O programa vai ao ar das 9h às 10h, com produção e apresentação de Roberto Montagner, pela Rádio Universidade AM 800 e UniFM107.9.

 

Texto: Assessoria de Comunicação UFSM-PM

Foto: Natalio Antunes

40281911 236071580403042 7860525815153295360 n



Publicações Recentes