Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Discussão sobre a Política de Igualdade de Gênero da UFSM foi realizada no campus de Palmeira das Missões

Na última sexta-feira (30) foi realizado mais um encontro para discutir a Política de Igualdade de Gênero da Universidade Federal de Santa Maria. Dessa vez o debate foi no campus de Palmeira das Missões. A ideia da discussão se deu a partir da criação de uma Comissão Institucional de Política de Igualdade de Gênero, no ano passado, em decorrência do aumento nos índices de casos de assédio no país. Baseado nisso, uma portaria de setembro de 2017 estabeleceu a necessidade de um espaço institucional para ampliar o debate acerca dessas questões.

A construção dessa política inclui eixos como prevenção, assistência, combate, acesso e garantia de direitos. Segundo a comissão, o processo de elaboração tem sido feito de forma autônoma, pois nenhuma outra instituição do país possui uma política de gênero consolidada que pudesse servir de base. Desde o ano passado, a comissão tem levado o projeto para análise dos centros de ensino e coletivos, como forma de agregar mais demandas que eventualmente surgirem.

A discussão sobre gênero é cada vez mais relevante, principalmente no âmbito acadêmico, devido ao crescimento da violência sexual nas universidades brasileiras e à falta de políticas específicas voltadas a essa questão.  “O debate sobre a política de gênero aqui no campus, abordou questões de desigualdades de gênero e as opressões diárias principalmente dentro de universidades, e como esse jogo de poder mantém as mulheres e as pessoas LGBTIA+ em cargos menores na hierarquia acadêmica e profissional. A discussão teve o objetivo de fomentar a construção da Política de Igualdade de Gênero da UFSM, documento que deve ser apreciado nos próximos meses no Conselho Universitário”, explicou a Secretária Executiva do campus UFSM-PM, Charlene Trindade.

Assessoria de Comunicação UFSM-PM