Ir para o conteúdo Palmeira das Missões Ir para o menu Palmeira das Missões Ir para a busca no site Palmeira das Missões Ir para o rodapé Palmeira das Missões
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

PET Saúde Interprofissionalidade da UFSM-PM promove ações sobre Plantas Medicinais em Escolas e Unidades de Saúde de Palmeira das Missões



O projeto, “Política intersetorial da Saúde e da Educação” tem como objetivo a integração e articulação permanente da educação e da saúde e contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde.

Integrantes do Eixo das PICS – Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, do Programa PET Saúde Interprofissionalidade da Universidade Federal de Santa Maria, campus Palmeira das Missões, têm realizado, desde o 2º semestre do ano passado, encontros virtuais com professores do ensino fundamental de escolas rurais que atuam nas comunidades de abrangência da Estratégia Saúde da Família (ESF) Rural do município de Palmeira das Missões. A iniciativa, que tem a participação de estudantes dos cursos de Ciências Biológicas, Enfermagem e Nutrição, tem a coordenação da professora Tanea Maria Bisognin Garlet.

Construção de um Jardim Medicinal na ESF Amaral, em Palmeira das Missões.

Assim, em parceria com as escolas Duque de Caxias, Almirante Tamandaré,  Júlio Pereira, Dona Carolina e Antônio de Souza Neto, o grupo PET Saúde Interprofissionalidade da UFSM-PM vem desenvolvendo o projeto, “Política intersetorial da Saúde e da Educação”. O objetivo desse projeto é a integração e articulação permanente da educação e da saúde e contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde.

Os encontros virtuais, que aconteceram de setembro a dezembro de 2020, já abordaram os seguintes temas: As Plantas e a Saúde; Princípios fundamentais sobre as plantas; Plantas Alimentícias Não Convencionais; Anemia ferropriva: o que você precisa saber; e Plantas imunoestimulantes. A expectativa é que a ação seja retomada ainda no início deste ano.

Em um dos encontros, a enfermeira Queli Daiane Sartori Nogueira, coordenadora da ESF Rural, ressaltou a importância do público em geral e dos profissionais da saúde, em adquirir conhecimento sobre as plantas medicinais, pois, muitas vezes, as pessoas podem ter alguma planta em casa que poderia auxiliar em algum tratamento. A enfermeira também comentou sobre a alimentação das crianças que, às vezes, podem estar bem alimentadas, mas com algum déficit alimentar e que algumas famílias com poder aquisitivo baixo podem utilizar algumas plantas como alimento, como por exemplo, a planta Taioba. Assim, a proposta de atividades a distância, que tem a temática “As plantas e a Saúde”, contempla, além das espécies medicinais, aquelas conhecidas como Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC). Após os encontros com os educadores, a ideia é realizar atividades práticas para os educandos.

Sala de espera com Jardim Medicinal na ESF Centro Social Urbano.

Além dessa atividade, o grupo tem realizado também um trabalho intenso em Unidades de Saúde do município, com a construção de um Jardim Medicinal em algumas ESFs. Algumas plantas medicinais foram plantadas e disponibilizadas aos usuários que, além de poderem levar para casa, ainda podem conhecer novas plantas que possam auxiliar no bem-estar de toda a família.

Outra novidade que vem sendo realizada é a construção de um Jardim Medicinal no campus de Palmeira das Missões, através do projeto “Jardim Medicinal”, que teve a colaboração das arquitetas Taiane Girardi e Tatiana Castro para construir canteiros em forma de mandala, com caminhos circulares. Conforme a coordenadora do projeto, a expectativa é que, assim que possível, o local possa receber visitas de toda a comunidade local e regional.  “Após passar todo esse período de pandemia, nós pretendemos fazer atividades que possam servir de apoio para as equipes de saúde, escolas de educação básica, comunidade acadêmica e a comunidade em geral, para que as pessoas possam vir até esse espaço fazer a identificação, reconhecer e conhecer algumas plantas”, explicou Tânea.  

Jardim Medicinal em finalização no campus de Palmeira das Missões.
O Jardim será aberto à visitação e pretende servir servir de apoio para atividades de equipes de saúde, escolas, comunidade acadêmica e comunidade em geral.

Projeto “Plantas medicinais de uso popular no Rio Grande do Sul”

Todas essas atividades fazem parte de um projeto maior, intitulado “Plantas medicinais de uso popular no Rio Grande do Sul”, também coordenado pela professora Tanea Maria Bisognin Garlet. Conheça um pouco sobre o projeto:

Resumo: A crescente busca por produtos à base de plantas medicinais tem despertado o interesse de órgãos governamentais na elaboração de políticas nacionais com foco na Atenção Primária à Saúde, conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde. No estado do Rio Grande do Sul, as pesquisas com plantas medicinais vêm sendo incentivadas, a partir de estudo feito pelo Projeto de Implementação da Política Intersetorial de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos na Secretaria Estadual de Saúde e que compilou levantamentos de plantas medicinais mais utilizadas no Rio Grande do Sul. A compilação resultou em uma lista de plantas medicinais mais utilizadas no estado e de interesse de utilização no Sistema Único de Saúde (REPLAME/RS). Dessa forma, a fim de contribuir com esclarecimentos sobre o acesso seguro e o emprego correto de plantas medicinais e seus derivados, e o uso sustentável da biodiversidade, são propostas ações educativas com espécies medicinais de uso popular no Rio Grande do Sul, tendo como público-alvo escolas de formação básica e comunidade em geral do município de Palmeira das Missões, RS.

Objetivos: Divulgar o conhecimento sobre as espécies de plantas medicinais mais utilizadas na medicina popular no Rio Grande do Sul e destacar sobre a importância do uso sustentável da biodiversidade.

Para saber um pouco mais sobre o assunto, acesse o e-book Plantas medicinais nativas de uso popular no Rio Grande do Sul, produzido pela Pró-Reitoria de Extensão da UFSM. Para ter acesso a essa e outras informações, acompanhe o grupo no Instagram pelo perfil @pet.pics.ufsm.

Assessoria de Comunicação UFSM-PM

Produção: Thaane Otero – estagiária de Jornalismo


Publicações Recentes