Ir para o conteúdo Palmeira das Missões Ir para o menu Palmeira das Missões Ir para a busca no site Palmeira das Missões Ir para o rodapé Palmeira das Missões
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM Divulga Ciência: mostre ao mundo o seu trabalho!



Produzir ciência é uma das bases de uma universidade. E compartilhar o conhecimento produzido deve ser uma de suas prioridades. Nesse sentido, a divulgação científica é fundamental para facilitar e ampliar os diálogos entre a universidade e a sociedade. 

 

E o que é divulgação científica?

É o processo de produção e veiculação de informações científicas, tecnológicas ou associadas a inovações, que têm como audiência o cidadão leigo. O objetivo da divulgação científica é democratizar o conhecimento e, para isso, a linguagem utilizada deve tornar as informações acessíveis a uma ampla audiência não especializada.

 

Na data em que se celebra o Dia Nacional da Ciência e Dia Nacional do Pesquisador, 8 de julho, a Universidade Federal de Santa Maria dá início ao UFSM Divulga Ciência, projeto estratégico que visa ampliar a difusão da ciência e do conhecimento produzido na instituição para toda a sociedade. A UFSM, que já atua nesse sentido, reforça esse como seu principal objetivo de comunicação institucional.

Esforço conjunto de todos os setores de Comunicação da Universidade, a iniciativa tem como propósito ampliar a cultura da divulgação científica na instituição. 

Uma das etapas iniciais do projeto é mapear ações já existentes de divulgação científica na UFSM a partir de vídeos, podcasts, perfis nas redes sociais, etc. Para isso, foi criado um formulário on-line com o intuito de identificar programas, projetos, pesquisas, grupos, setores e pessoas que visam popularizar a ciência na Universidade. A partir desse mapeamento, a ideia é criar uma rede de divulgação científica, articulando e fortalecendo as iniciativas por meio dos veículos de comunicação institucionais e da imprensa.

O formulário está disponível para docentes, técnico-administrativos e estudantes e pode ser acessado AQUI.

 

Mas por que divulgar ciência? 

Por diversos fatores. Um deles é a transparência. Como instituição pública federal, a universidade é financiada com recursos oriundos dos impostos pagos por toda a população. É um dever prestar contas de onde e como esse dinheiro é empregado. A divulgação científica não apenas mostra o resultado direto desses investimentos, com exemplos de projetos e ações, como também faz uma adequação das informações para a sociedade.

Nesse sentido, temos outro fator importante: o conhecimento que ajuda a população no seu cotidiano. Um novo medicamento, a descoberta dos benefícios de um alimento, um aplicativo que ajuda agricultores na produção, tecnologias que economizam energia, análises históricas, capacitação de professores, etc, são alguns exemplos. Quaisquer informações que apoiem a tomada de decisão dos cidadãos serão sempre benéficas, principalmente no contexto de grande circulação de fake news em que vivemos.   

Cumprindo esses papéis de transparência e democratização do conhecimento, teremos outro benefício: a visibilidade positiva da Universidade. Facilitar que o público entenda o que realmente se faz em uma universidade e sua contribuição para a sociedade é de extrema importância. Uma imagem positiva favorece movimentos de defesa, principalmente frente a ataques constantes às instituições de ensino e ao serviço público.

Por fim, podemos citar benefícios diretos para os projetos. A presença de uma pesquisa na mídia vai colocá-la em evidência para públicos antes não atingidos, podendo aproximar seus responsáveis de financiadores de pesquisas, de administradores públicos e mesmo de outros pesquisadores. É usar esse espaço para conversar com o público.

 

Algumas iniciativas da UFSM

Revista Arco: revista de jornalismo científico e cultural da UFSM com a proposta de que o conhecimento não fique restrito aos laboratórios e às salas de aula. Através de linguagem didática e de visual atraente, busca discutir temas de interesse múltiplo, em geral desenvolvidos por pesquisadores da UFSM. 

Podcasts Arco no Fone podcast de jornalismo científico e cultural produzido pela equipe da revista Arco.

Programa Elas na Ciência: apresenta a trajetória de algumas pesquisadoras da UFSM e o impacto do trabalho delas para a sociedade. A série contou com 9 episódios em sua primeira edição e foi exibida no canal 15 da NET e nas redes sociais da emissora e UFSM.

Posts nas redes sociais: além das divulgações diárias de notícias, desde maio, o Instagram da UFSM apresenta em seu feed, sempre nas terças e quintas-feiras, grupos de pesquisa; projetos de ensino, pesquisa e extensão; grupos PET e Pibid; iniciativas da UFSM visando à divulgação do trabalho realizado.

Banco de Fontes Institucional: mapeamento construído a partir de informações dos próprios pesquisadores e extensionistas, facilitando o acesso a “quem fala sobre o quê”.

Ações dos setores e Unidades de Ensino: alguns trabalhos de divulgação científica já são compartilhados por toda a UFSM. Alguns exemplos são: série de vídeos Inovação Além do Arco produzidos pela Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia (Agittec) e série de vídeos Aqui tem UFSM produzidos pelo Centro de Ciências da Saúde (CCS).

 

Sobre o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador

O 8 de julho é comemorado como Dia Nacional da Ciência e Dia do Pesquisador. Instituído pela Lei nº 10.221, de 18 de abril de 2001, o Dia Nacional da Ciência é uma homenagem à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), fundada em 8 de julho de 1948. A entidade é um dos pilares que sustentam a atividade científica no país. 

Sete anos depois, a data também passou a homenagear quem faz ciência com a criação do Dia Nacional do Pesquisador (Lei nº 11.807 de 13  de novembro de 2008). A data é importante para dar visibilidade às produções científicas e aos pesquisadores do país e ainda divulgar esse conhecimento para a sociedade em geral.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes