Ir para o conteúdo LAQIA Ir para o menu LAQIA Ir para a busca no site LAQIA Ir para o rodapé LAQIA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Análise de alimentos, amostras farmacêuticas, plantas medicinais, efluentes, petróleo, combustíveis, biocombustíveis, sedimentos, solos e polímeros

Descrição

O LAQIA realiza a análise de diversos tipos de amostras quanto a presença e concentração de metais, não metais, cinzas e água.

Entre as amostras analisadas no LAQIA estão:

  • Alimentos;
  • Amostras farmacêuticas (princípios ativos, excipientes e formas farmacêuticas – comprimidos, cápsulas, suspenções, soluções injetáveis, etc.);
  • Combustíveis e biocombustíveis;
  • Efluentes industriais;
  • Petróleo;
  • Plantas medicinais;
  • Polímeros;
  • Sedimentos;

 

As determinações são realizadas por espectrometria de absorção atômica (AAS – F AAS e GF AAS), espectrometria de emissão ótica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES), espectrometria de massas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS), cromatografia de íons (IC), potenciometria, volumetria e gravimetria.

As determinações realizadas no LAQIA são:

  • Metais pesados (arsênio, cádmio, cobre, estanho, antimônio, chumbo, bismuto, prata, mercúrio, molibdênio, paládio, ródio, rutênio, cromo, níquel e vanádio): são realizadas por AAS, ICP OES e ICP-MS.
  • Elementos terras raras (escândio, ítrio, lantânio, cério, praseodímio, neodímio, promécio, samário, európio, gadolínio, térbio, disprósio, hólmio, érbio, túlio, itérbio e lutécio): são realizadas por AAS, ICP OES e ICP-MS.
  • Outros metais: antimônio, bário, berílio, cálcio, césio, cobalto, ferro, gálio, gálio, lítio, magnésio, manganês, ouro, potássio, sódio, urânio e zinco: são realizadas por AAS, ICP OES e ICP-MS.
  • Fluoreto (IC e potenciometria)
  • Iodo e bromo (IC e ICP-MS)
  • Boro, enxofre, fosforo, selênio e silício (AAS, ICP OES e ICP-MS).
  • Cinzas (gravimetria);
  • Água (Titulação Karl Fisher).
Contato