Ir para o conteúdo Silveira Martins Ir para o menu Silveira Martins Ir para a busca no site Silveira Martins Ir para o rodapé Silveira Martins
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA (CDM)

O que é
O Centro de Documentação e Memória se caracteriza como uma entidade mista que recebe doações de documentos, livros e objetos de pessoas que, de modo direto ou indireto, contribuíram para a construção da história e dos saberes próprios ao Centro de Artes e Letras (e) da UFSM. Com a mudança do local para Silveira Martins pretende-se preservar adequadamente, organizar e tornar acessível ao público interessado material recebido de familiares de docentes, pesquisadores e artistas que gravaram suas histórias no Centro de Artes e Letras. Integram o acervo inicial os fundos pessoais dos seguintes pesquisadores: Neusa Carson, Aldema Menini, Maria Luiza Ritzel Remédios entre outros, compostos por seus acervos documentais, bibliográficos e museológicos. Vale ressaltar que tal centro tem firmado um convênio internacional, desde 2013, com o Institut des Textes et Manuscrits Modernes na Ecole Normale Supérieure de Paris, França, para o tratamento arquivístico e de pesquisa de manuscritos modernos. Já realizamos, com patrocínio da CAPES, em novembro de 2016 a Escola de Altos Estudos sobre manuscritos, arquivo e memória com mais de 50 participantes vindos das mais diferentes instituições brasileiras e argentinas com uma conferencista francesa e dois, italianos, durante uma semana. Da mesma forma é importante salientar a aquisição de equipamentos específicos tais como os arquivos deslizantes e as mesas higienizadoras com recursos advindos do edital Pró-Equipamentos da CAPES.

O que faz
O Centro de Documentação e Memória tem por objetivos: a) – Guardar e difundir documentos de pessoas que, de algum modo, contribuíram para que a história do Centro de Artes e Letras da UFSM fosse escrita desta maneira e não de outra; b) – Receber e manter fundos documentais que reúnam arquivos sobre diferentes temáticas, mas que ao constituírem um Fundo tenham, no mínimo, uma origem comum: um pesquisador, um grupo de pesquisa, etc. (o que, em última instância, deverá nomear o Fundo); c) – Viabilizar pesquisas sobre arquivos pessoais e manuscritos de pesquisadores que ajudaram a constituir o que somos hoje enquanto disciplinar universitário. A consulta ao acervo do CDM ou Memória – Centro de Documentação é pública, realizada somente no local, (futuramente será disponibilizado de forma eletrônica, conforme a especificidade de cada conjunto documental – questões legais e do estado de conservação do documento) e o acesso aos documentos é mediado por um profissional responsável, mediante solicitação justificada através de formulário específico.

Perfil do Usuário:
a) Pesquisador – docentes e discentes da UFSM, de outras IES do Brasil e do exterior;
b) Pessoas da comunidade com interesses de pesquisa.

Acervo atual:
a) – Fundo Documental Neusa Carson: Professora da UFSM, importante linguista brasileira que descreveu três línguas indígenas amazonenses (manuscritos, correspondência pessoal e institucional e acervo bibliográfico);

b) – Fundo Documental Maria Luiza R. Remédios: Professora da UFSM, importante pesquisadora da literatura portuguesa no cenário do continente americano (manuscritos, correspondência pessoal com os principais escritores africanos de língua portuguesa, acervo bibliográfico da referida professora);

c) – Fundo Documental Aldema Menini Trindade: Professora da UFSM, figura principal na criação de política de alfabetização indígena em zona de fronteiras (manuscritos, mais de 50 cartilhas realizadas artesanalmente por professores indígenas, correspondências sobre a criação do Grupo de Montevidéu como participante e atuante na sua fundação, acervo bibliográfico).

d) – Acervo Bibliográfico Michael Phillips: Michael Phillips é um pesquisador inglês que dedicou sua carreira ao estudo, à critica e à recriação do método de impressão do poeta e pintor William Blake. Seu acervo é composto de parte de sua biblioteca critica. 

e) – Acervo Documental sobre Livros Didáticos: É um material impresso, estruturado, destinado ou adequado a ser utilizado num
processo de aprendizagem ou formação.

f) – Acervo Laboratório Corpus: 

g) – Fundo Documental da Aliança Francesa:

h) – Acervo Fotográfico Prof. Armando Valandro: Armando Valandro foi Reitor da UFSM entre os anos de 1981 e 1985, após ter entrado na Instituição, a convite do fundador, Mariano da Rocha, em 1962. Aposentou-se como professor e faleceu em abril de 2014, aos 94 anos de idade.

Coordenação:
Amanda E. Scherer | DLCL, Laboratório Corpus, PPGL, CAL

Vice-Coordenação:
Verli Petri | DLV, Laboratório Corpus, PPGL, CAL

SITE DO CDM