Ir para o conteúdo .TXT Ir para o menu .TXT Ir para a busca no site .TXT Ir para o rodapé .TXT
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

EAD, uma opção de democratização do ensino



Barbara Barbosa – barbarabbarbosa@hotmail.com
Greice Marin – greice-marin@hotmail.com

A Internet surge como nova possibilidade de crescimento profissional para pessoas que não dispõem de tempo ou de recursos financeiros para freqüentar um curso presencial. Com o advento dessa tecnologia não é mais necessário que as pessoas estejam limitadas a um espaço físico para fazer um curso de graduação. O Projeto Universidade Aberta do Brasil (UAB), criado em 2005 pelo Ministério da Educação, visa à ampliação e interiorização da oferta do ensino superior gratuito no Brasil.

São oferecidos cursos de graduação, pós-graduação e extensão com o objetivo de implementar a educação à distância (EAD) em várias instituições públicas do território brasileiro.

O contato entre aluno e universidade na modalidade a distância acontece através de um ambiente virtual de ensino-aprendizagem: o Moodle. Por meio do Moodle os alunos recebem semanalmente tarefas, vídeo-aulas, módulos de leitura e exercícios. Além disso, há um fórum para os acadêmicos postarem dúvidas e esclarecerem conteúdos.

A servidora pública e acadêmica do Curso de Administração Pública EAD do pólo de Sobradinho, RS, Marilise de Moraes, 29 anos, afirma que o EAD surgiu como possibilidade de crescimento profissional e que graças a esse projeto ela pôde fazer um curso de graduação, pois freqüentar a universidade regular seria praticamente impossível pra ela que trabalha de dia e mora em Sobradinho (município que não possui universidade, a Unisc em Santa Cruz do Sul seria a mais próxima).

Em contrapartida, a educação presencial sempre teve e terá seu espaço no processo educativo: trata-se de um sistema tradicional, de bastante credibilidade que não dispensa a presença física do professor e promove a convivência entre alunos e docentes. Geralmente, os alunos do ensino regular são pessoas que não trabalham e que dispõem de mais tempo ou condições financeiras para se dedicarem a uma universidade em tempo integral.

Mas, por outro lado, a educação a distância pode tornar-se grande aliada no avanço do processo de ensino e na formação de profissionais capacitados para atuar no mercado de trabalho, pois o ensino nessa modalidade surge como alternativa para moradores de cidades que se encontram afastadas de uma universidade pública e principalmente para aqueles que não podem custear ou seguir o horário de cursos tradicionais. Os pólos da UAB em cidades de nosso estado podem contribuir para o processo de inclusão da sociedade na Educação.

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-714-317

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes