Ir para o conteúdo .TXT Ir para o menu .TXT Ir para a busca no site .TXT Ir para o rodapé .TXT
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Viva o nosso campus



Evento organizado pela UFSM busca a interação da cultura local com a comunidade de dentro e fora da Universidade

Reportagem: Rubens Guilherme Santos – Fotografia: Thuane de Oliveira

O cenário de produção artística autoral e independente de Santa Maria merece atenção da comunidade da cidade. Por todos os cantos, pode-se perceber a presença de bandas, grupos teatrais, de dança e outros formatos de expressões artísticas que fomentam a cultura local. No entanto, os espaços públicos disponíveis para apresentações culturais ao redor da cidade, como a Concha Acústica e a Estação da Gare, encontram-se numa situação de desuso e até mesmo de abandono. Assim, a população que procura por atividades de lazer, principalmente aos finais de semana, acaba ficando em casa por falta de opção. Tendo em vista este contexto, a UFSM, através da Pró-Reitoria de Extensão (PRE), decidiu em setembro de 2014, criar o Viva o Campus.

O evento é aberto à comunidade de Santa Maria e proporciona aos artistas da cidade um espaço de divulgação e apresentação dos seus trabalhos. A ideia de elaborar o Viva o Campus surgiu a partir da observação de iniciativas culturais realizadas em outros campi espalhados pelo Brasil. “Eu particularmente vivi isso na Unicamp e na USP também. E tinha vivido algumas experiências de atividades culturais quando fui professor na PUC de Curitiba”, afirma Ascisio Pereira, Pró-Reitor Adjunto da PRE e coordenador de Eventos e Difusão Cultural. Desde o início, o foco é o “acolhimento da comunidade através de um evento que dá a oportunidade para que os grupos de produção artístico-cultural de fora e de dentro da Universidade possam utilizar o espaço”, complementa o Pró-Reitor.

As primeiras edições eram realizadas somente no campus de Camobi, em frente ao Planetário da UFSM, e envolviam uma série de atividades culturais, como shows tradicionalistas, apresentações de dança, jogos e brincadeiras. Com o tempo, os organizadores decidiram adotar os shows musicais de bandas locais como atração principal do evento, porém o local não era totalmente apropriado para as apresentações. Já que os custos para realizar as manutenções eram altos, a partir da segunda metade de 2015, o Viva o Campus passou a ser realizado no Espaço Multiuso. Para facilitar o trabalho de montagem de equipamentos para as bandas, o local conta com uma estrutura pré-montada e um palco. Servindo como modelo, o evento foi para outros campi da UFSM, como o de Cachoeira do Sul, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões.

Diversas bandas locais já se apresentaram no palco do Espaço Multiuso, como a Guantánamo Groove. Conhecida pela mistura de vertentes musicais que unificam seu som, hoje é um dos grupos de maior repercussão na cidade. Por outro lado, há aquelas que não são tão conhecidas pelo público, como a GranJah Roots, criada por ex-estudantes da UFSM há 13 anos. “Para nós, é muito simbólico estar tocando dentro da Universidade porque é uma banda que foi criada aqui, por estudantes que passaram pelo campus e que hoje exercem outras atividades”, comenta Sílvio Calgaro, backing vocal e flautista da banda. O grupo trata de temáticas importantes, mas pouco abordadas dentro do cenário da música regional. Sustentabilidade dos recursos naturais, exclusão dos povos indígenas e negros e preservação da natureza são temas presentes em suas canções autorais.

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-714-2365

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes