Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Sobre o Curso

Objetivos do Curso

O curso de Engenharia Aeroespacial tem como objetivo formar profissionais com habilidades e competências para que possam atuar nas indústrias aeronáutica, espacial e de defesa. Desta forma, o curso visa propiciar ao estudante a incorporação de um conjunto de experiências de aprendizado que possibilitem a formação de um profissional com perfil generalista, crítico e reflexivo, consciente do seu papel na sociedade e no meio aeroespacial, capaz de contribuir para o processo de desenvolvimento local, regional e nacional na área de engenharia, além de tornar-se agente ativo no desenvolvimento social e tecnológico, agindo dentro dos preceitos da ética profissional.

Demanda

A demanda por estes profissionais existe, mas deve aumentar bastante nos próximos anos. O Brasil ainda tem poucas indústrias especializadas no setor, por ter também poucos recursos humanos com esta especialidade. O maior aporte de recursos humanos especializados favorecerá a criação de empresas de nicho e a criação de novas divisões nas empresas existentes, em um ciclo virtuoso de expansão do setor aeroespacial.

Área de Atuação

O Engenheiro Aeroespacial atua nas áreas de pesquisa científica e aplicada, desenvolvidas em institutos de pesquisa, empresas e universidades, também podendo atuar nos diversos segmentos da indústria aeronáutica, da aviação e das indústrias de alta tecnologia. Assim, é possível realizar estágio em empresas nacionais e estrangeiras.

A Engenharia Aeroespacial foi considerada, nos últimos 4 anos, área estratégica para o país. Sendo assim, a tendência é que esta seja especificamente incentivada. O Brasil, atualmente, importa muita tecnologia deste setor, fato que deve ser revertido no correr dos anos.

O Engenheiro Aeroespacial será um profissional bastante completo para que possa atuar em todos os setores da mobilidade aérea. Estará apto a atuar na indústrias aeronáutica, desde o setor civil até aplicações militares, bem como no setor aeroespacial propriamente dito, compreendendo veículos lançadores e sistemas de propulsão, bem como modelagem atmosférica, projeto e controle de satélites e seus subsistemas, assim como sondas e espaçonaves e estações orbitais. Estará apto também a atuar no mercado metal-mecânico geral, uma vez que terá uma formação próxima com a da engenharia mecânica.

O mercado está em expansão, sendo atualmente uma carência nacional em uma área estratégica para o país. O parque industrial nacional específico é ainda modesto, porém com grandes previsões de crescimento no futuro. Além disso, é um mercado de trabalho bastante internacionalizado, com diversas oportunidades também no exterior.

Perfil do Egresso

O Engenheiro Aeroespacial é o profissional com sólido conhecimento técnico-científico associado ao desenvolvimento da criatividade e à capacidade de se adaptar aos novos desafios tecnológicos na pesquisa, projeto, controle, modelagem, análise, desenvolvimento ou implantação de serviços, produtos ou sistemas aeroespaciais.

Forma de Ingresso:

A partir de 2016 o único método de ingresso para todos os cursos da UFSM será o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir do Enem.

Modalidade:

O curso de Engenharia Aeroespacial é ofertado apenas na modalidade Presencial.

Número de vagas:

40 vagas.

Ingresso:

Primeiro semestre do ano (anual).

Editais:

Todos os editais da UFSM, sejam eles de concursos, graduação e pós-graduação podem ser encontrados na página de editais da UFSM http://site.ufsm.br/editais/

Número de semestres do curso:

O período de duração do curso é de 10 semestres.

Outras informações:

Alunos carentes ou de outra cidades podem pleitear o Benefício Sócio Econômico e moradia estudantil da UFSM.

Mais informações em: http://w3.ufsm.br/prae/