Ir para o conteúdo Estatística Ir para o menu Estatística Ir para a busca no site Estatística Ir para o rodapé Estatística
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS

– DISCIPLINAS COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO:
Segundo a Resolução 027/99 da UFSM, Disciplina Complementar de Graduação é a que se destina a complementar, aprofundar e atualizar conhecimentos referentes às áreas de interesse do aluno ou que atenda aos objetivos do curso, expressos ou não em ênfases, e integrantes da parte flexível de um Currículo. Tais disciplinas surgem como oportunidade aos alunos de aprofundarem seus conhecimentos naquelas áreas de maior interesse.
As DCG’s tratadas neste Projeto Pedagógico englobam aquelas disciplinas que abordam os conteúdos necessários:
– à complementação da formação proposta;
– à manutenção das atribuições profissionais dos egressos deste curso;
– aos interesses particulares dos alunos.
As DCG’s serão destinadas a assegurar complementos à formação e a preservação das atribuições profissionais dos egressos deste curso, sendo que estas disciplinas serão ofertadas ao longo dos semestres. O egresso somente receberá o título de Bacharel em Estatística após cursá-las.
Entre as DCG’s do Curso, são oferecidas disciplinas de “Libras”, atendendo à Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002 e ao Decreto n. 5.626 de 22/12/2005.


– ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO:
Segundo a Resolução 022/99 da UFSM, são consideradas Atividades Complementares de Graduação as participações em eventos (seminários, congressos, conferências, encontros, cursos de atualização, semanas acadêmicas), as atuações em núcleos temáticos, as atividades de extensão, os estágios extra curriculares, as atividades de iniciação científica e de pesquisa, os trabalhos publicados, a participação em órgãos colegiados, as monitorias e outras atividades a serem definidas pelo Colegiado do Curso.
Periodicamente, a Coordenação do Curso promoverá uma semana de atividades técnico-científica com o objetivo de facilitar ao acadêmico, a integralização da carga-horária em Atividades Complementares de Graduação (ACG’s). Essa semana, dentro do possível, poderá ser integrada com outras atividades técnico-científica oficiais da UFSM, tais como a Jornada Acadêmica Integrada (JAI) e a Semana Acadêmica Integrada do (SAI) do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE).
Caberá ao Colegiado do Curso definir e atribuir a carga-horária a ser considerada para efeito de integralização curricular às diferentes Atividades Complementares de Graduação.
Outras atividades extra-curriculares serão consideradas Atividades Complementares de Graduação (ACG’s) e visam aprimorar técnica, cultural e socialmente o aluno para o exercício de sua profissão. Relatam-se algumas a seguir:

– Extensão universitária
Paralelamente ao Ensino e à Pesquisa, a Extensão Universitária é uma das atividades fundamentais das Instituições de Ensino Superior. Abrange um amplo setor de atividades de pesquisa aplicada, ensino extra-curricular, assessoramento a empresas e às mais diversas instituições e organizações sociais e culturais. Através da Extensão Universitária estabelece-se uma forte interação entre pesquisadores, professores, alunos e a comunidade externa à Universidade. Uma das características das atividades de extensão é a população alvo. Diversas formas de participação são requeridas tanto no planejamento quanto na execução dos projetos de extensão. Metodologias participativas revelam-se, particularmente, eficazes em projetos dirigidos ao campo da educação.
A nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº9394/96) favorece todos os procedimentos de normalização de todo o sistema de ensino do país, incluindo a Educação Básica, o Ensino Fundamental e Médio e a Educação Superior. Mas, esta mesma lei não prevê, claramente, a aproximação da empresa e escola, critérios de inserção e parceria entre órgãos governamentais e empresariais o que vem dificultar o papel da extensão universitária.
A mesma LDB, no Art. 52, caracteriza as universidades como instituições pluridisciplinares de formação de profissionais de nível superior, de pesquisa, extensão e domínio e cultivo do saber humano. Ainda neste artigo e nos Art. 44 e Art. 53 são enfatizas a competência das universidades de regionalizarem o ensino e estabelecer planos, programas e projetos de extensão que garantam sua qualidade e seu compromisso social educacional.
A extensão universitária na UFSM é implementada e normatizada de acordo com o texto “Política de Extensão da UFSM”, sendo as ações de extensão caracterizadas por:
– Programa;
– Projeto de Extensão;
– Curso de Extensão;
– Eventos;
– Prestação de serviços;
– Produção e publicação.
– Cursos e/ou atividades fora da Instituição
São cursos oferecidos por várias Instituições de Ensino Superior do país em períodos de férias e visam oferecer uma alternativa de formação complementar em Estatística. O Curso de Estatística incentiva tais ações encaminhando alunos e apresentando-os nestas Instituições. Além disso, a participação dos alunos em tais cursos serve para auxiliar na definição de rumos que poderão vir a seguir no tocante a programas de Mestrado e/ou Doutorado futuros.

– Palestras, mini-cursos e seminários
Durante as semanas acadêmicas serão realizadas palestras, seminários e mini-cursos, abordando temas atuais pertinentes ao curso, organizados pela Coordenação e pelos Grupos de Pesquisa do Departamento de Estatística. Participarão alunos e professores do Curso bem como convidados que possam acrescentar conhecimentos que venham a contribuir para melhor formação acadêmica.