Ir para o conteúdo FACOS-UFSM Ir para o menu FACOS-UFSM Ir para a busca no site FACOS-UFSM Ir para o rodapé FACOS-UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Me brand: os processos de desenvolvimento de marcas na contemporaneidade

Me brand: os processos de desenvolvimento de marcas na contemporaneidade

Fabiano Maggioni, Magnos C. Casagrande e Rafael S. Hönig (organizadores)
Me Brand: os processos de desenvolvimento de marcas na contemporaneidade

O termo Me Brand movimenta discussões desde 2015, ano em que ganha repercussão a partir de um relatório da agência de publicidade J. Walter Thompson. Após o período, é apropriado por profissionais independentes, agências especializadas, eventos do ramo e matérias jornalísticas com o objetivo de designar o fenômeno das marcas protagonizadas por sujeitos. Além de possuir hoje certa notoriedade, sinaliza algumas metodologias próprias como fenômeno em profundo crescimento no contexto social e mercadológico. O livro que desenvolvemos o encaminha, ao mesmo tempo, para aproximações e distanciamentos de marcas tradicionais, principalmente no que tange às reflexões sobre o que se pretende humanizado, pessoal e único, mas que internaliza lógicas de marca. Tendo em vista as observações, estabelecemos uma organização com elementos centrais para que os escritos sejam retomados e aprofundados posteriormente. A investida situa-se sobre as práticas humanas de linguagem, especificamente em uma abordagem semiótica a partir da estruturação e da manifestação de uma marca.

Me Brand: os processos de desenvolvimento de marcas na contemporaneidade

O termo Me Brand movimenta discussões desde 2015, ano em que ganha repercussão a partir de um relatório da agência de publicidade J. Walter Thompson. Após o período, é apropriado por profissionais independentes, agências especializadas, eventos do ramo e matérias jornalísticas com o objetivo de designar o fenômeno das marcas protagonizadas por sujeitos. Além de possuir hoje certa notoriedade, sinaliza algumas metodologias próprias como fenômeno em profundo crescimento no contexto social e mercadológico. O livro que desenvolvemos o encaminha, ao mesmo tempo, para aproximações e distanciamentos de marcas tradicionais, principalmente no que tange às reflexões sobre o que se pretende humanizado, pessoal e único, mas que internaliza lógicas de marca. Tendo em vista as observações, estabelecemos uma organização com elementos centrais para que os escritos sejam retomados e aprofundados posteriormente. A investida situa-se sobre as práticas humanas de linguagem, especificamente em uma abordagem semiótica a partir da estruturação e da manifestação de uma marca.

Acesso à obra