Ir para o conteúdo NAPO Ir para o menu NAPO Ir para a busca no site NAPO Ir para o rodapé NAPO
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Sobre

Núcleo de Análises e Pesquisas Orgânicas – NAPO, é um núcleo de pesquisa e de prestação de serviços  vinculado à Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, reconhecido por sua competência conquistada ao longo de anos de trabalho. Idealizado por pesquisadores do Departamento de Química da UFSM, o NAPO foi criado em 1997, inicialmente para realizar análises de resíduos de conservantes químicos de madeira em matrizes de interesse agrícola, para indústrias fumageiras. Com a preocupação crescente das indústrias exportadoras em eliminar cada vez mais a presença de o uso de conservantes químicos de madeira se fez necessário o monitoramento constante de materiais orgânicos fertilizantes, como cama de aviário, madeira e derivados de celulose. 

Em 1999, foi implementada também as análises de multi-resíduos de pesticidas: organoclorados, organofosforados, piretróides e ácidos fenoxiacéticos, devido a necessidade dos clientes, para monitoramento da produção exportada.

Voltado para o atendimento às necessidades dos clientes, o NAPO busca adequação de metodologias e equipamentos modernos, para realização total dos serviços prestados. Assim, o NAPO buscando a adequação do laboratório ao Sistema de Qualidade baseado na ABNT NBR ISO/IEC 17025 Requisitos Gerais Para Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração, em novembro de 2003 o NAPO concretizou o ideal de construir uma instalação própria para laboratório, com condições ambientais dentro do mais alto padrão de qualidade. O ano 2004 foi marcado pela conclusão do novo prédio e pelo início da implementação do sistema de qualidade. Em 2005, já nas novas instalações, foi iniciada a implementação do sistema de qualidade através do 5S (cinco sensos). Durante os anos 2006 e 2007 foi implantada a norma NBR ISO/IEC 17025:2005, com o treinamento de pessoal e elaboração de documentação. Em Fevereiro de 2008 o NAPO recebeu a primeira visita da Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro e em abril do mesmo ano recebeu o Certificado de Acreditação No. CRL 0304, segundo os requesitos estabelecidos na ABNT NBR ISO/IEC 17025. Esta acreditação constitui expressão formal do reconhecimento da sua competência para realizar os ensaios constantes no escopo de Pesticidas em Tabaco. Em outubro de 2008, após nova avaliação da Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro o escopo de ensaios do NAPO foi ampliado também para análise de halofenóis e haloanisóis em Tabaco, Celulose, papelão e embalagens. 

A partir de 2008 o NAPO passou a receber auditorias da Cgcre de dois em dois anos mantendo sua acreditação até a presente data.

No segundo semestre de 2013, o laboratorio recebeu em suas instalações um espectrômetro de RMN de 600 MHz (espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear),  passando a oferecer uma ferramenta fundamental para a pesquisa que envolva a elucidação estrutural de compostos químicos orgânicos e inorgânicos em solução ou em fase sólida.

Em 2014 o NAPO expandiu seu quadro de professores com a designação da profa. Dra. Clarissa Piccinin Frizzo como responsável técnica substituta e,  em 2017, com o prof. Dr. Manfredo Hörner na função de coordenador substituto e do químico Fabrício Bublitz na função de técnico de nível superior operando o espectrômetro de RMN.

Atualmente, o NAPO está em conformidade com a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 (versão dezembro 2017),  buscando aumentar a confiabilidade dos seus resultados, promovendo a confiança nas suas operações e competência técnica com foco nos resultados e no atendimento ao cliente, abordando riscos e oportunidades e aumentando a eficácia do sistema de gestão.