Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

DECOM promove palestras sobre acessibilidade e gênero

O Departamento de Ciências da Comunicação (DECOM) promove, nesta semana, duas palestras com temática as temática de acessibilidade e gênero. As palestras ocorrerão nos dias 12 e 13 de dezembro, na Escola Estadual de Ensino Médio Cardeal Roncalli, às 19h.

Confira abaixo os temas e os palestantes:

Narrativas e comunicação deficientes – 12/12 – 19h – sala 6

Sobre a palestra: Comunicação deficiente, sem acessibilidade comunicativa, nas práxis cotidianas do Grupo RBS de Comunicação e a construção de narrativas acessíveis às pessoas com deficiência sensorial em tempos de cultura digital.

Sobre o palestarnte: Prof. Marco Bonito, Doutor em Ciências da Comunicação (UNISINOS), professor e pesquisador da Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA, coordenador do Curso de Jornalismo. Membro dos grupos de pesquisa PROCESSOCOM E T3xto, onde investiga temas relacionados à acessibilidade comunicativa ante a cibercultura.

Bichas intelectuais: um manifesto pelos saberes localizados – 13/12 – 19h – sala 6

Sobre a palestra: Trata-se de uma conversa que elabora, a partir da posição de pesquisador bicha, um manifesto em defesa da produção de um conhecimento científico posicionado e localizado. Neste sentido, busca expor e contestar os mitos de imparcialidade e objetividade da ciência canônica branca e masculinista, visualizando também uma profanação da figura do intelectual em um contexto contemporâneo de disputa política e luta por reconhecimento.

Sobre o palestrante: Me. Dieison Marconi Pereira – Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCOM- UFRGS). Mestre em Comunicação Midiática e Bacharel em Comunicação Social (Jornalismo) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Integra o Grupo de Pesquisa em Processos Audiovisuais (PROAv-UFRGS) e o Moviola – Laboratório de Estudo, Pesquisa e Produção em Memória e Narrativas Audiovisuais (UFSM), ambos registrados junto ao CNPq. Recebeu o premio nacional Eduardo Peñuela na categoria de Melhor Dissertação de Mestrado de 2016, oferecido pela Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós). Tem experiência na área da Comunicação,com ênfase em mídias, gêneros e sexualidades, atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos Queer; Cinema Queer; Mídias e movimentos LGBT; Documentário brasileiro; Autoria Cinematográfica; Antropologia do cinema; Estéticas e narrativas audiovisuais.

Com informações do DECOM