Ir para o conteúdo Guia Eventos Ir para o menu Guia Eventos Ir para a busca no site Guia Eventos Ir para o rodapé Guia Eventos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Eventos Online

A partir das ferramentas de transmissão online e da pandemia do coronavírus, foi necessário fazer uma adaptação nos eventos institucionais na UFSM. Tanto formaturas quanto outros eventos como palestras, jornadas e encontros tiveram de ser adaptados.

Abaixo, estão algumas ferramentas e orientações para cada uma:

Indicado para reuniões e eventos com número de participantes limitado.

Uma sala de reunião pode ser criada por qualquer usuário do aplicativo Google Meet. Após a criação, um link específico será gerado e os participantes precisam tê-lo para acessar o evento.

Um ponto importante do Google Meet é que todos os participantes da sala podem abrir o microfone e falar para a sala. Considere essa questão ao organizar seu evento.

Caso seu evento tenha um número grande de participantes, por questões de segurança e praticidade, indica-se a utilização do Farol ou redes sociais para a transmissão.

O Farol UFSM é uma ferramenta de transmissão de lives e também um repositório de materiais audiovisuais da UFSM.

O sistema permite que os espectadores façam comentários no chat, em tempo real.

Para ter seu evento transmitido pelo Farol UFSM, faça a solicitação pelo link: https://servicos.cpd.ufsm.br/otrs/customer.pl

Tutorial para Eventos transmitidos pelo Farol


1º passo: Faça a solicitação de transmissão pelo Farol no site https://servicos.cpd.ufsm.br/otrs/customer.pl

2º passo: Aguardar a confirmação do CPD

3º passo: Solicite tradução em LIBRAS do evento junto a equipe da CAED  peli link https://www.ufsm.br/orgaos-executivos/caed/servicos/solicitacao-de-interprete-de-libras/

4º passo: O organizador do evento deverá criar uma sala no Google Meet, para o dia e horário da transmissão, enviar os convites para palestrantes, mediador do evento, mestre de cerimônias (quando houver), equipe de tradução simultânea (LIBRAS) e equipe do CPD

5ª passo: No dia do evento, o organizador do evento deverá gerenciar a presença de pessoas na sala do Meet. Em função de segurança na web, a sala deverá ter apenas os envolvidos no evento: participantes, organizador, mestre de cerimônias e tradutores de LIBRAS.

6º passo: O CPD utilizará a sala do Google Meet para fazer a transmissão e gerar um link no Farol. O link divulgado para público em geral deverá ser o do Farol e não o do Meet.

7º passo: Comentários e perguntas do público em geral serão feitas no Farol. O organizador do evento deve prever uma equipe para acompanhar as perguntas e repassar aos convidados na sala do Meet. 

As redes sociais são ferramentas que, de certa forma, facilitam a realização de transmissão ao vivo do seu evento.

Cada uma delas tem as suas peculiaridades e pontos a serem considerados.

Instagram: apenas duas pessoas podem participar da live. É preciso que ambas estejam logadas no aplicativo. Uma das contas inicia a live e aceita a participação da outra.

Facebook:  Se a live tiver apenas um participante – entre na página do seu facebook (pelo computador/webcam ou pelo celular) e clique em “Iniciar um vídeo ao vivo”. Se a live for realizada com mais de um participante, é preciso utilizar um software de codificação – o mais comum nas lives é o Open Broadcaster Software (OBS).

Youtube: Da mesma forma como no facebook, se a live tiver a participação de mais de uma pessoa, será preciso utilizar o OBS. Caso seja participante único, é preciso fazer o login na conta pelo site youtube.com/webcam, faça o upload de uma miniatura e selecione “Transmitir ao vivo”.