Ir para o conteúdo Ciências Econômicas Ir para o menu Ciências Econômicas Ir para a busca no site Ciências Econômicas Ir para o rodapé Ciências Econômicas
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projetos de Extensão



O Curso de Ciências Econômicas apresenta um rol de Projetos de Extensão da UFSM. 

Os alunos que estão no currículo verão 2020 devem ter no mínimo 180h de participação em Atividades de Extensão. 

O objeto de trabalho é uma prestação de serviços, pois a AIESEC trabalha todos os dias por intercâmbio para gerar liderança jovem. b) Objetivos: Nosso objetivo geral é atingir 500 experiências de liderança como organização, ou seja, proporcionar que 500 jovens vivam os nossos intercâmbios e em específico será desenvolver todos os nossos membros para se tornarem líderes conscientes através dessas vendas de intercâmbios que irão realizar. c) Metodologia: A metodologia de planejamento e execução que estamos utilizando atualmente é OKR, criada por Andy Grove, a qual é uma metodologia de gestão focada em simplificar a definição e rastreamento dos objetivos e resultados-chave de uma empresa. Esses “Objectives and Key Results” dão uma direção clara e parâmetros mensuráveis para a conquista dos números ideais. d) Período de execução: O período de execução do projeto será do dia 09/03/2021 a 28/02/2022, pois as gestões da AIESEC duram 1 ano. e) Resultados esperados: 500 intercâmbios fechados durante o período de execução.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68020

Em 2017, foi alterada a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de modo a trazer mudanças para o ensino médio em termos de suas diretrizes curriculares. No estado do Rio Grande do Sul, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) está realizando o processo de implantação do Novo Ensino Médio por meio das escolas-piloto. Essa iniciativa prevê a inclusão gradativa dos itinerários formativos, escolhidos pelas escolas. A presente proposta de ação extensionista trabalhará com a comunidade escolar, mais especificamente, com os professores de duas escolas estaduais da cidade de Caçapava do Sul que estão participando deste processo como escolas-pilotos: Escola Antônio José Lopes Jardim e Escola Nossa Senhora da Assunção. O Novo Ensino Médio indica que os itinerários formativos sejam abordados de forma interdisciplinar e transversal, e isso tem se tornado um desafio para muitos professores em virtude de não possuírem, em sua trajetória acadêmica, experiências ou formação específica voltada para os conhecimentos acerca do empreendedorismo. Frente a esse desafio, as escolas-piloto de Caçapava do Sul buscaram suporte junto a UFSM para a construção de uma metodologia/abordagem voltada a aplicação do itinerário “empreendedorismo” na concepção do Novo Ensino Médio. Portanto, destaca-se como objetivo geral desta ação de extensão, a co-criaçao de uma metodologia para a implementação do itinerário “empreendedorismo” nas escolas-piloto do Novo Ensino Médio de Caçapava do Sul. Neste sentido, esta proposta atuará sobre o viés da educação empreendedora, que busca o desenvolvimento de competência, de modo a formar cidadãos autônomos e proativos que atuem na construção de um mundo melhor.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68098

A Expo Ecoinovar tem o objetivo de apresentar projetos e negócios, novos ou existentes, que possam contribuir para a construção de um futuro mais justo e sustentável, dos pontos de vista ambiental, social e econômico. A exposição apresentará ao público projetos e soluções previamente selecionados, desenvolvidos por alunos de ensino superior e empreendedores de startups, empresas e organizações não governamentais (ONGs). O evento torna-se relevante na medida em que visa despertar a consciência voltada à sustentabilidade e a inovação e, ao mesmo tempo, incentivar ações e iniciativas com o intuito de estimular a reflexão para uma sociedade mais justa e sustentável no futuro. Os projetos e negócios apresentados da Expo Ecoinovar terão o estímulo e o reconhecimento da sociedade para a sua continuidade, privilegiando ações que tragam impacto para a sociedade em geral. É importante enfatizar o papel do evento em promover a troca de ideias e experiências entre os estudantes, promovendo a interação desses com o meio empresarial, a comunidade acadêmica e a sociedade em geral. Acredita-se que a geração de novos conhecimentos, ideias e iniciativas no âmbito da sustentabilidade e da inovação exige a composição de diferentes especialidades, formações e áreas de conhecimento.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66143

O Marketing Social propõe reduzir e eliminar problemas sociais em prol do bem-estar e da qualidade de vida da sociedade em geral (Silva e Mazzon, 2018). Segundo Kotler e Lee (2010) “O Marketing social é um processo que aplica os princípios e as técnicas de marketing para criar, comunicar e fornecer valor a fim de influenciar o comportamento do público-alvo que beneficiem a sociedade (saúde publica, segurança, meio ambiente e comunidades), bem como público alvo”. Este projeto almeja empregar os construtos e técnicas de marketing social e marketing digital no aprimoramento e expansão das atividades de marketing social já implementadas no Centro de Apoio à Criança com Câncer (CACC), desenvolvidas no projeto de extensão anterior. Dessa forma, o presente projeto apresenta tanto objetivos frente a comunidade externa (a) quando objetivos acadêmicos (b). Junto a comunidade externa (a), o presente projeto objetiva: 1) Aproximar a Universidade as instituições sociais, aumentando o vínculo com as mesmas; 2) Fortalecer a extensão acadêmica e o relacionamento entre a UFSM com a comunidade externa. 3) Apoiar uma instituição social com material humano, científico/conceitual e fomento ou desenvolvimento de ações de marketing. Já os objetivos acadêmicos (b) são 1) Propiciar aos alunos a oportunidade de conhecer e trabalhar junto a instituições de cunho social e 2) Oportunizar a aplicabilidade de conceitos e construtos acadêmicos de marketing na prática de uma instituição social, envolvendo-os em atividades sociais. Destaca-se que o presente projeto de extensão trata-se de uma extensão e ampliação dos projetos de extensão previamente desenvolvidos pelo Grupo de Estudos de Marketing da UFSM: o Projeto De Desenvolvimento De Marketing Social, de 16/03/2015 a 09/03/2020, sob o número 039582.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66061

O presente projeto será destinado a organizações que se localizem nos territórios dos municípios da quarta colônia e de Caçapava do Sul. As organizações atingidas pelos projetos podem ser de qualquer porte e ramo como agroindústrias, microempresas, empreendedores individuais. Todos que necessitarem uma melhor qualificação e controle de seus gastos, receitas e patrimônio. A intenção do projeto é auxiliar no processo de gestão e manutenção dos negócios dessas entidades.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66079

O presente projeto será aplicado em escolas estaduais do munícipio de Santa Maria no intuito de promover o desenvolvimento de ações na área de Educação Financeira tendo em vista o efetivo exercício da cidadania por parte da comunidade, contribuindo para que as pessoas consigam gerenciar melhor os seus gastos. Espera-se, com a implantação do projeto nas escolas, contribuir para que haja maior esclarecimento de como se programar com gastos, e melhor utilizar a receita que cada cidadão possui. Abordar à utilização de recursos de maneira consciente para que não se criem jovens e adultos endividados.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65301

O Geoparques são territórios reconhecidos pela UNESCO por sua particularidade geomorfológica, e que conseguem fortalecer o desenvolvimento econômico em virtude desta singularidade. Desta forma, os geoparques são paisagens singulares de relevância geológica reconhecidas internacionalmente e que sua gestão consegue trabalhar de forma integrada e holística a proteção, educação e o desenvolvimento sustentável do território. Na região de abrangência da UFSM, encontra-se dois territórios (Quarta Colônia e Caçapava) que apresentam essas condições geomorfológicas, nos quais se inserem um conjunto de ações de ensino, pesquisa e extensão para dar apoio ao processo de reconhecimento dessas localidades como Geoparques por parte da UNESCO. Desta forma, o Projeto Geoparques é uma ação institucional voltada ao desenvolvimento regional. Neste sentido, o presente projeto um conjunto de ações de extensão a serem desenvolvidas nos projetos geoparques (Quarta Colônia e Caçapava) que visam apoiar a comunidade local, empreendedores e o poder público no que diz respeito a área de gestão e de negócios. Essas ações são divididas em dois focos: suporte a estrutura de governança dos Geoparques; e apoio aos empreendedores e a comunidade a fim de desenvolver suas competências e aptidões para o fortalecimento dos negócios, e das iniciativas voltadas ao turismo. Portanto, os objetivos dessa ação envolvem: (a) auxiliar no processo de governança do Geoparque Quarta Colônia e Geoparque Caçapava; (b) fomentar o empreendedorismo e apoiar o desenvolvimento dos negócios; (c) promover a Extensão Universitária em diferentes áreas de atuação, possibilitando que o Laboratório seja um lócus de extensão para alunos de diferentes áreas de formação com interesse em negócios e empreendedorismo. O Geoparques: Laboratório de Negócios tem como missão capacitar empreendedores para a construção e desenvolvimento de empreendimentos e negócios que realmente transformem e realidade local, gerem renda e contribuam para o fortalecimento dos Geoparques. O Laboratório terá o papel de apoiar e assessorar esses empreendedores desde a concepção até a execução dos projetos, buscando desenvolver ações na área de gestão. O Laboratório busca estabelecer um espaço colaborativo, de modo a construir uma rede de empreendedores, investidores, apoiadores, parceiros, professores, estudantes, comunidade, voluntários profissionais e governo que desejem promover e apoiar ações do Geoparque Quarta Colônia e Geoparque Caçapava. Este projeto de extensão irá atuar em diferentes eixos como por exemplo: Empreendedorismo, Inovação, Negócios, Economia Criativa, Empreendedorismo Social, Inovação Social, Turismo. Para isso, a metodologia de trabalho envolve uma sequencia de ações que permitem mapear as demandas das regiões dos Geoparques citados em termos de apoio à construção e fortalecimento dos negócios. As ações do Laboratório vão desde capacitar a comunidade para um novo viés econômico, passando pela seleção dos empreendimentos e se fortalecendo a partir do suporte técnico e instrumentalização dos gestores. O Laboratório pretende ir agregando uma equipe multidisciplinar de professores, os quais auxiliarão na governança dos Geoparques e no desenvolvimento dos empreendimentos apoiados a partir de suas áreas de conhecimento.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65916

O projeto será desenvolvido junto às mulheres catadoras e recicladoras do município de Santa Maria/RS, por se constituir uma organização que representa trabalho, renda e convivência de um grupo de pessoas que dependentes dessa atividade para a sua sobrevivência e de suas famílias. Mas que carece de recursos e capacitação (Sen, 2000) para organizar-se e desenvolver-se. O objetivo principal é desenvolver alternativas para melhoria de renda das mulheres da Associação de Reciclagem Seletiva Esperança (ARSELE) e catadoras autônomas vinculadas, articulando ações ao desenvolvimento local sustentável nos aspectos sociais, econômicos, ambientais, educacionais e culturais, reforçando, assim, a autonomia através da consciência ecológica e da auto-organização no exercício da cidadania. O projeto está baseado em práticas educacionais com as recicladoras e catadoras através de atividades que proporcionem o desenvolvimento de suas funcionamentos individuais enquanto membros de uma Associação, da importância da consciência de seu trabalho e do agir coletivamente. Na sequência o projeto buscará discutir criticamente as condições de trabalho, de procurar o envolvimento de organizações públicas e privadas que possam contribuir para a melhoria da vida das mulheres e possam garantir uma mudança sustentável de política. De modo que busca a melhora em termos de aquisição de informação que facilita a comunicação e o agir como indivíduos autônomos e capazes de gerir um negócio de forma coletiva.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63075

O presente projeto será aplicado na Universidade Federal de Santa Maria no intuito de promover o desenvolvimento de ações na área de Educação Fiscal no âmbito da UFSM tendo em vista o efetivo exercício da cidadania por parte da comunidade acadêmica da Instituição. Espera-se, com a implantação do projeto na universidade, contribuir para que haja maior esclarecimento quanto à origem e a aplicação dos tributos, maior consciência sobre os direitos e deveres dos cidadãos no ambiente acadêmico e comunidade geral, melhor uso dos recursos públicos, maior qualidade nos serviços prestados e maior atuação no controle social.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=62551

O projeto foi concebido com a intenção de contribuir para a inclusão socioeconômica de mulheres em situação de vulnerabilidade social da Vila Maringá em Santa Maria por meio da geração de trabalho e renda, os objetivos deste trabalho serão buscados a partir da seguinte metodologia: Formação de um grupo de estudo, por alunos e docentes do curso de administração que tenham interesse em trabalhar em um projeto social, para desenvolver as ações definidas; Sistematização, com o grupo de mulheres participantes do projeto, das atividades de interesse para escolha das oficinas de aprendizagem (artesanato, culinária, patchwork e outros); ” Busca de assessoria para desenvolvimento das oficinas de aprendizagem; Capacitação sobre elementos inerentes ao trabalho em equipe e cooperação por meio de seminários e dinâmicas de grupo; Realização de seminários sobre gestão financeira visando esclarecer questões técnicas para comercialização dos produtos elaborados; Mapeamento de potenciais espaços que favoreçam a comercialização dos produtos elaborados para geração de trabalho e renda do público alvo.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63202

Preocupados com os jovens que, ao completarem 18 anos, precisam sair dos abrigos em que moram, este projeto visa planejar e estruturar uma rede de apoio para estes adolescentes, almejando o preparo para uma vida autônoma, fora das instituições de acolhimento. Para tanto pretende, em um primeiro momento, estabelecer parcerias para a formação de um grupo de pessoas e instituições que possam auxiliar estes adolescentes nesta nova etapa de suas vidas, primeiramente focando nos seguintes aspectos: trabalho, moradia, finanças e identidade. Dessa maneira, pretende-se organizar um evento voltado às pessoas e instituições que podem contribuir para a formação desse grupo de apoio. Além disso, pretende, paralelamente, elaborar e implementar um Plano Individual de Acompanhamento (PIA) para um/a adolescente em acolhimento, com 16 anos, pois esta experiência possibilitará a compreensão dos próximos passos do projeto, que envolvem: estruturar parcerias com universidades (e seus respectivos cursos, laboratórios e empresas juniores), instituições públicas, empresas e profissionais autônomos, a fim de que este projeto possa ser ampliado para atender a todos jovens que estão nessa situação na cidade de Santa Maria, a partir de 2020.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63099

O atual cenário econômico exige das organizações a elaboração de estratégias desafiadoras e criativas para que os mesmos possam manter negócios competitivos em relação aos concorrentes. Neste contexto competitivo, a gestão de um negócio torna-se um desafio constante em que os gestores precisam estar capacitados e comprometidos com a organização. A educação empreendedora, segundo Lopes (2010), está conectada de forma direta com o processo de estimular a capacidade de inovar, reter conhecimento e criatividade, identificando e aproveitando oportunidades e tem por objetivo levar ao educando autonomia de modo a fazer suas escolhas “visando contribuir para o fortalecimento do seu projeto de vida, sendo um sujeito ativo na construção do desenvolvimento social” (SANTOS, 2012 p. 77). Desta forma, o objetivo central deste estudo consiste em estimular e desenvolver a atitude empreendedora por meio de práticas de educação empreendedora em alunos e docentes de escolas municipais de ensino básico, em parceria com a associação distrito vivo em santa maria. E de forma específica, será identificado as características, atitudes e intenções do comportamento empreendedor de docentes de escolas municipais de ensino fundamental de Santa Maria, será proposto e aplicado modelos pedagógicos em parceria com a associação Distrito Vivo de Santa Maria visando desenvolver a atitude empreendedora dos alunos e docentes das escolas municipais envolvidas e promover a capacitação docente, e em relação às práticas que intensifiquem as características e atitudes empreendedoras dos alunos. A pesquisa justifica-se pela importância da formação empreendedora dos indivíduos, pela capacidade de correr riscos calculados e pela formação de profissionais criativos e inovadores. Trata-se de uma pesquisa com enfoque qualitativo e quantitativo, do tipo exploratório e descritivo, com base em pesquisa teórico-empírica. O período de atuação inicial contempla janeiro de 2019 a março de 2020. Espera-se atender aos objetivos propostos, com os seguintes resultados: capacitação dos participantes quanto ao conhecimento sobre comportamento empreendedor, gestão de inovação e criatividade; promoção da educação empreendedora e conscientização quanto à importância do empreendedorismo para a sociedade, melhora da percepção geral sobre comportamento empreendedor; e, integração entre sociedade, academia e entidades parceiras.

Nos dias de hoje cada vez mais necessitamos ajuda de organizações que visam a melhoria da sociedade sem a perspectiva de obter lucro com suas ações. Porém, tais organizações quando renunciam de tal lucratividade, eles também renunciam de ter remessas contínuas de dinheiro que poderiam ser reinvestidos em suas próprias organizações. Estas ações geram prejuízos administrativos para as mesmas, e em tentativa de minimizar esses prejuízos, criamos o primeiro Saber Social, um evento que visa a capacitação de gestores de ONG’s em áreas administrativas de organizações sociais.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=61873

O projeto OBJETIVA JR, visa consolidar as atividades desenvolvidas pela OBJETIVA JR – Consultoria Empresarial preparando pessoas diferenciadas para impactar a sociedade, desenvolvendo graduandos da UFSM através da aplicação prática dos conteúdos apresentados em sala de aula. Para isto, a empresa realiza consultorias empresariais para micro, pequenas e médias empresas de Santa Maria e região, possibilitando aos seus membros contato com o mercado de trabalho, relacionamento com o cliente e aprendizado sobre diferentes formas de estudo, metodologias, projetos, conhecimentos, práticas, experiências e pesquisa do mercado da região. Por meio desse projeto espera-se ofertar serviços de qualidade a sociedade e ao mesmo tempo contribuir para a formação e desenvolvimento desses futuros profissionais, tornando-os aptos a atender e empreender no mercado.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=61137

O projeto ADM em Movimentação consiste em promover o intercâmbio, a divulgação e o estímulo a produção de conhecimento, que possibilitem qualificar as pessoas para o desenvolvimento de propostas e soluções para o enfrentamento de problemas da realidade e propiciar a interação pró-ativa da Universidade com a comunidade e a sociedade de modo geral. Por meio da realização de encontros que farão parte do projeto supracitado que contará com a participação de empresários locais, estudantes da pós-graduação e profissionais dos mais diversos segmentos empresariais pretende-se contribuir com o desenvolvimento da comunidade local e regional através da realização de iniciativas de cunho social, ambiental, educacional e gerencial capacitando os acadêmicos e transformando-os em agentes de mudança.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=59751

A Mostra Científica Ecoinovar reunirá estudantes do ensino fundamental, ensino médio e técnico, de escolas públicas e privadas, do Estado do Rio Grande do Sul anualmente. Em 2018, em sua segunda edição, o evento terá como temática: “Navegando para o futuro: em busca de tecnologias inovadoras e sustentáveis”. A Mostra Científica ocorrerá paralelamente à realização do VII Fórum Internacional Ecoinovar e será realizada no dia 06 de setembro de 2018, na Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. O principal objetivo da Mostra Científica consiste em promover o intercâmbio, a divulgação e o estímulo à produção de conhecimento, propostas e soluções que contribuam para o desenvolvimento de novas ideias, iniciativas e a construção de alianças para a inovação e a sustentabilidade, despertando e estimulando vocações científicas e tecnológicas em jovens talentosos, estimulando-os a seguirem carreiras científico-tecnológicas. O evento torna-se relevante na medida em que visa despertar a consciência voltada à sustentabilidade e ao mesmo tempo incentivar ações e iniciativas com o intuito de fomentar o ambiente inovador. O evento se propõe a divulgar os trabalhos e projetos realizados pelos alunos dos ensinos fundamental, médio e técnico, das escolas públicas e privadas da cidade de Santa Maria-RS. Esta divulgação, além de dar visibilidade para estas iniciativas, contribuirá para a integração entre os diferentes estágios de formação e o relacionamento com os estudantes de graduação e pós-graduação, tendo em vista a realização da mostra científica em conjunto com o VII Fórum Internacional Ecoinovar. Como resultados espera-se um elevado número de submissões de trabalhos ao evento (cerca de 50 trabalhos); a aproximação de pesquisadores com estudante de ensinos fundamental, médio e técnico, despertando vocações científicas e tecnológicas e criando oportunidades de desenvolvimento de futuros trabalhos que visem a melhoria da economia e da pesquisa brasileiras; o auxílio na divulgação do ensino e da pesquisa nas áreas de inovação e sustentabilidade no estado do Rio Grande do Sul; a ampliação no número de parcerias acadêmicas e a aproximação do Programa de Pós-Graduação em Administração da UFSM com os estudantes de escolas públicas e privadas da cidade de Santa Maria-RS; o incremento na produção acadêmica e técnica dos discentes e docentes do Programa de Pós-Graduação em Administração; o estimulo à produção científica e valorização do interesse dos estudantes de ensino fundamental, médio e técnico para a carreira científico-tecnológica; o reconhecimento dos principais talentos, possibilitando a premiação dos melhores trabalhos apresentados no evento.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=59691

O FÓRUM INTERNACIONAL ECOINOVAR é uma realização do Departamento de Ciências Administrativas do Centro de Ciências Sociais e Humanas – CCSH da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, por meio do Grupo de Pesquisa Ecoinovar, Programa de Pós-Graduação em Administração – PPGA e Curso de Administração. O evento ocorre em parceria com o PROGESA – Programa de Gestão Socioambiental vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Administração da USP (conceito 7 da Capes), o GPS – Grupo de Pesquisa em Sustentabilidade do Programa de Pós-Graduação em Administração da UFRGS (conceito 5 na Capes), a CULTI – Grupo de Pesquisa em Inovação, Internacionalização, Cultura e Empreendedorismo do Programa de Pós-Graduação em Administração da UnB (conceito 5 na Capes), a Universidade de Vigo da Espanha, a Universidade Aberta de Portugal e a Institut Supérieur de Gestion (ISG Business School Paris) da França. O objetivo do evento consiste em promover o intercâmbio, a divulgação e o estímulo à produção de conhecimento, propostas e soluções que contribuam para o desenvolvimento de novas ideias, iniciativas e a construção de alianças para a inovação e a sustentabilidade. O evento acadêmico e empresarial reúne, anualmente, estudantes de graduação e pós-graduação, empresários, pesquisadores, administradores, ONGs ambientalistas e profissionais de diferentes áreas. Nos últimos anos, o Ecoinovar contou com uma média de público de aproximadamente 400 pessoas. Em sua programação, são apresentados aproximadamente 300 trabalhos acadêmicos, envolvendo em torno de 600 autores, advindos de aproximadamente 50 instituições de ensino superior de diversos estados brasileiros e universidades estrangeiras. O evento conta, ainda, com a participação de renomados professores e palestrantes das mais conceituadas universidades do país e do exterior. Para o evento, estão previstas palestras, apresentações de trabalhos, nas modalidades oral e pôster, exposição de cases empresariais, minicursos, consórcio doutoral e a realização dos tradicionais Painéis Internacionais, que contarão com a presença de professores estrangeiros.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=59698

Tendo em vista a importância do empreendedorismo no desenvolvimento econômico, no crescimento das organizações e no desenvolvimento das regiões, essa temática vem sendo amplamente explorada no âmbito acadêmico, especificamente no Curso de Administração da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. Destacam-se as iniciativas de compreender e refletir acerca do comportamento empreendedor, das características associadas ao sucesso nos negócios, das atitudes e da tolerância frente aos riscos envolvidos, da tomada de decisão na ação empreendedora, entre outras abordagens. Sobretudo, ressalta-se a importância de incentivar a relação Universidade-Empresa, proporcionando aos acadêmicos o contato com empresários, representantes de instituições de classe e promotores do empreendedorismo e da inovação no município, bem como ampliar o contato com a sociedade santa-mariense, possibilitando a troca de experiências e a valorização das ideias produzidas no curso de Administração. Nesse contexto, surge a MOSTRA DE NEGÓCIOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UFSM, um evento que busca reunir estudantes, empresários, representantes de instituições e associações locais, pesquisadores, administradores, profissionais de diferentes áreas e sociedade santa-mariense em torno da temática do empreendedorismo e da inovação. O evento tem como temática: “Pensar fora da caixa: conectando oportunidades empreendedoras e ideias inovadoras”. A iniciativa é uma realização do Curso de Administração, vinculado ao Departamento de Ciências Administrativas do Centro de Ciências Sociais e Humanas – CCSH da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, em parceria com o Programa de Pós-graduação em Administração da UFSM, sob a coordenação do Prof. Dr. Roberto Schoproni Bichueti e execução do Grupo de Pesquisa Ecoinovar. A Mostra de Negócios do Curso de Administração da UFSM será realizada anualmente no período compreendido nesse projeto (2018-2022), nas instalações do Centro de Ciências Sociais e Humanas, no campus sede da UFSM.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=59695

Resumo Projeto Fiex 2016 Com o atual contexto econômico brasileiro em que o país se encontra, se faz cada vez mais necessário que os indivíduos possuam conhecimento financeiro, e boas atitudes e comportamentos relacionados a finanças, visto que esses influenciam diretamente nas decisões econômicas pessoais e da sociedade em que estão inseridos. Além disso, sabe-se que a disponibilidade de produtos financeiros nos dias de hoje está cada vez mais ampla, portanto, ensinar crianças e jovens a lidar com questões financeiras possibilitará que quando adultos, sejam capazes de gerenciar seus recursos, garantir reservas financeiras e evitar dívidas. E, com esse intuito, de que os futuros adultos possam tomar decisões mais acertadas, que se demonstra a importância da alfabetização financeira, conceituada pela Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD, 2013) como uma combinação de raciocínio, conhecimento, habilidade, atitude e comportamento necessários para tomar boas decisões financeiras e, finalmente, alcançar o bem-estar financeiro individual, trazendo benefícios tanto para os indivíduos, quanto para as famílias (GRABLE; JOO, 2006). Dessa forma, o objetivo geral do presente projeto é melhorar o nível de alfabetização financeira de alunos de escolas públicas na cidade de Santa Maria. Como objetivos específicos tem-se: (i) avaliar o nível atual de alfabetização financeira dos alunos de escolas públicas; (ii) oferecer um curso básico de alfabetização financeira para esses alunos; e (iii) avaliar o nível de alfabetização financeira após o curso oferecido. Para tanto serão selecionadas escolas públicas, onde inicialmente será aplicado um questionário com questões relacionadas a finanças, gerenciamento financeiro e perfil. Posteriormente será ministrado o curso, onde serão contemplados os seguintes tópicos: história do dinheiro, tipos de moedas, compras, cartões de crédito e débito, crédito, consumo consciente, necessidade e desejos, dívida, planejamento de gastos, orçamento, valor do dinheiro no tempo, juros simples e composto, poupar, risco, perigo e oportunidade. Será também desenvolvida uma cartilha, a qual será doada aos alunos, contendo os mesmos tópicos da apresentação, os quais são considerados indispensáveis para o aprendizado sobre Alfabetização Financeira. Após o curso, será aplicado o segundo questionário, com questões idênticas às questões do primeiro. Por fim, para fixar mais o conteúdo será desenvolvido um jogo, o qual os alunos devem responder questões referentes ao que foi exposto no curso.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=52460

Pressupondo que o negócio social tem princípios equivalentes ao business management, entende-se a necessidade de utilização de ferramentas estratégicas que auxiliem na administração voltada para o bem social. Neste sentido ferramentas estratégicas como o marketing social tornam-se importantes no desenvolvimento de ações promissoras dentro de negócios sociais. Segundo Kotler e Lee (2010) “O Marketing social é um processo que aplica os princípios e as técnicas de marketing para criar, comunicar e fornecer valor a fim de influenciar o comportamento do público-alvo que beneficiem a sociedade (saúde publica, segurança, meio ambiente e comunidades), bem como público alvo”. Para Kotler e Roberto (1992) marketing social é uma estratégia de mudança de comportamento. Ele combina os melhores elementos das abordagens tradicionais da mudança social num esquema integrado de planejamento e ação, além de aproveitar os avanços na tecnologia das comunicações e na capacidade do marketing. Nesse sentido, o Marketing Social é utilizado afim de impulsionar as ações destas organizações. ‘Projeto de Desenvolvimento de Marketing Social’ tem um duplo objetivo: (1) contribuir com o crescimento e propagação desse tipo de organização a partir da geração de ações e atividade; e (2) propiciar aos discentes do curso de Administração da UFSM a oportunidade de envolver-se diretamente (na prática) com a gestão dos negócios sociais. Utilizar os princípios e técnicas de marketing social no desenvolvimento de ações e atividades de apoio, aplicadas a negócios sociais e voltadas ao atendimento das necessidades da sociedade local.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=48664

Pressupondo que o negócio social tem princípios equivalentes ao business management, entende-se a necessidade de utilização de ferramentas estratégicas que auxiliem na administração voltada para o bem social. Neste sentido ferramentas estratégicas como o marketing social tornam-se importantes no desenvolvimento de ações promissoras dentro de negócios sociais. Segundo Kotler e Lee (2010) “O Marketing social é um processo que aplica os princípios e as técnicas de marketing para criar, comunicar e fornecer valor a fim de influenciar o comportamento do público-alvo que beneficiem a sociedade (saúde publica, segurança, meio ambiente e comunidades), bem como público alvo”. Para Kotler e Roberto (1992) marketing social é uma estratégia de mudança de comportamento. Ele combina os melhores elementos das abordagens tradicionais da mudança social num esquema integrado de planejamento e ação, além de aproveitar os avanços na tecnologia das comunicações e na capacidade do marketing. Nesse sentido, o Marketing Social é utilizado afim de impulsionar as ações destas organizações. ‘Projeto de Desenvolvimento de Marketing Social’ tem um duplo objetivo: (1) contribuir com o crescimento e propagação desse tipo de organização a partir da geração de ações e atividade; e (2) propiciar aos discentes do curso de Administração da UFSM a oportunidade de envolver-se diretamente (na prática) com a gestão dos negócios sociais. Utilizar os princípios e técnicas de marketing social no desenvolvimento de ações e atividades de apoio, aplicadas a negócios sociais e voltadas ao atendimento das necessidades da sociedade local.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=48664

O desenvolvimento tecnológico é fundamental para o crescimento econômico de qualquer país, e uma das maneiras mais eficazes de modernização tanto do setor produtivo privado como das estatais, é por meio do processo de interação entre instituições dos diversos segmentos (cooperativas, empresas, organizações não governamentais, entre outras) e universidades, visando a geração de pesquisas, inovação e adequada formação dos novos profissionais. O baixo nível de interação entre universidades e empresas, tem sido apontado como um dos principais fatores para o baixo índice de inovações gerado no Brasil. Um empecilho para essa cooperação é a divergência de interesses entre as instituições de ensino e as econômicas. Enquanto a prioridade das universidades é a propagação do conhecimento, as empresas primam pela geração de lucro e o sigilo dos resultados. Além disso, a liberdade de escolha dos temas de pesquisa e do tempo de sua realização são muito maiores dentro da universidade do que nas empresas. Entretanto, aos poucos o relacionamento entre essas instituições está mudando, tendo em vista que os objetivos começam a ser convergentes. Pode-se associar essa mudança ao modelo Hélice Tríplice, o qual defende a interação entre governo, universidade e indústria para o aperfeiçoamento do sistema econômico. Conforme Henry Etzkovitz, criador do termo, somente através da interação desses três atores é possível criar um sistema de inovação que seja sustentável e duradouro. As vantagens dessa cooperação intercorrem em todos os três lados dessa tríplice. Para a universidade essa interação é benéfica, pelo fato de que assim, ela pode direcionar melhor as suas atividades de ensino, pesquisa e extensão. Para com isso, elas serem mais produtivas para a indústria, além de com a cooperação, captar mais recursos financeiros e dar a oportunidade para seus acadêmicos, terem um contato maior com as indústrias e verem de um melhor ângulo o que eles podem e devem esperar de seus futuros locais de trabalho. Para a empresa, as vantagens vão desde o acesso aos laboratórios e bibliotecas da universidade, à redução de custos com pesquisas e desenvolvimento tecnológico. Outros benefícios também podem vir posteriormente, como incentivos fiscais vindos do Estado e acesso a demais recursos públicos. Em relação ao estado, o qual deve ser o interlocutor entre as empresas e universidades, os benefícios são principalmente de ordem social e econômica, pois com essa interação, o país tende a ter um desenvolvimento econômico maior, uma população universitária com um maior conhecimento de causa, e melhorias propiciadas pelos produtos e serviços desenvolvidos ou aperfeiçoados no processo de cooperação. Nesse contexto, o Projeto Pedagógico do Curso de Administração da UFSM prevê, em suas Atividades Complementares de Graduação, como complementação da formação dos seus alunos, a realização de atividades voluntárias junto a organizações privadas, públicas e não-governamentais, participação em empresas juniores e em núcleos de estudos e de pesquisas vinculadas às áreas estratégicas do Curso e viagens de estudo, dentre outras. Isso para que seja viável o alcance das seguintes características do perfil do egresso do Curso de Administração da UFSM: 1. Formação técnica e científica para atuar na administração das organizações, além de desenvolver atividades específicas da prática profissional em consonância com as demandas mundiais, nacionais e regionais. 2. Competência para empreender e tomar decisões, analisando criticamente as organizações, antecipando e promovendo suas transformações. 3. Flexibilidade e proatividade diante das mudanças. 4. Capacidade interativa, integrativa e de coordenação. 5. Capacidade de compreensão da necessidade do contínuo aperfeiçoamento profissional e do desenvolvimento da autoconfiança, demonstrando pré-disposição para o aprendizado contínuo. E ainda para possibilitar o alcance das seguintes competências: Visão sistêmica e estratégica: compreender o todo administrativo, de modo integrado, sistêmico e estratégico, bem como suas relações com o ambiente externo; Orientação para resultados: agir em busca de resultados comprometidos com o futuro da organização e com o seu compromisso social; Liderança: selecionar estratégias adequadas de ação, visando a atender interesses interpessoais e institucionais. A atuação profissional do administrador consiste na identificação de oportunidades, diagnóstico, análise e solução de problemas organizacionais através do uso de conhecimento e interpretação dos conceitos e da habilidade para ajudar os outros a compreenderem os problemas em termos mais objetivos, ultrapassando os sintomas manifestos. O mercado para esse profissional consiste em atividades na iniciativa pública e privada, consultoria em organização, gerência de empresa de qualquer natureza, segmento empreendedor e instituições de ensino são algumas áreas em que pode atuar este profissional. O administrador necessita ser um profissional ativo, empreendedor, com postura criativa, aberto a novas idéias, catalisador de mudanças e consciente de que sua atualização profissional faz parte de um processo de aprendizado permanente.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=45145

Este projeto objetiva o desenvolvimento de materiais vídeos e folders digitais de ensino de práticas capazes de qualificar o conhecimento dos escolares na importância da sustentabilidade ambiental e, especialmente da problemática que envolve o destino do resíduo sólido e sua capacidade de transformação do setor agroalimentar a partir da disponibilização de ferramentas eficazes de capacitação de tecnologias de produção alimentar sustentável. Diagnosticou-se a necessidade dessas incursões a partir de relatos de profissionais de educação e de pesquisas anteriores acerca da necessidade de tornar mais efetiva as diretrizes da política pública do Programa Nacional de Alimentação escolar – PNAE. A proposta ancora-se em preceitos que dialogam com experiências anteriores de pesquisadores e instituições aptas ao pleno desenvolvimento dessa proposta inovadora.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68328

O projeto de extensão, Paralelo 33, vinculado ao Curso de Graduação em Relações Internacionais, procura valer-se de recursos lúdicos e da abordagem interdisciplinar das Relações Internacionais para debater temáticas relacionadas ao Sul Global, fomentando o interesse da sociedade para o desenvolvimento do conhecimento plural e o debate coletivo e procurando auxiliar na construção de empatia e capacidade crítica. Trata-se de programa de rádio (UNIFM e Rádio Universidade AM), replicado em podcast on-line, com periodicidade regular. O projeto envolverá a promoção de debates sobre temas de cultura, sociedade, economia e política sobre o Sul Global, mediante o uso de recursos lúdicos (música, cinema, literatura e outras artes) e a colaboração de professores e especialistas convidados. No Paralelo 33 pretende-se fomentar diálogos amplos entre acadêmicos e a sociedade sobre temáticas acerca dessas regiões, por meio de debates, músicas e entrevistas. As atividades envolverão amplamente a comunidade na qual a UFSM está inserida, caracterizada pela presença significativa de imigrantes e descendentes de regiões do Sul Global (América Latina, África, Oriente Médio e Sul-Sudeste Asiático). A comunidade local será agente no processo e incentivada a participar ativamente das atividades a serem promovidas pelo projeto.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68404

A Liga de Políticas Públicas é um projeto extensionista criado com o objetivo fomentar a cultura da avaliação e acompanhamento das ações públicas, por meio da participação social. Para tanto, pretende-se realizar três ações extensionistas. A primeira tem como objetivo capacitar alunos, gestores e população em geral no ferramental de avaliação de políticas públicas, por meio de oficinas e eventos gratuitos. A segunda consiste em publicizar o material produzido pela Liga em linguagem acessível e interativa, de modo a gerar insumos para a tomada de decisão na gestão e acompanhamento da ação pública. Já a terceira consiste em colocar em prática todo o conhecimento desenvolvido, trabalhando junto com a população para o aprimoramento das políticas e a disseminação da cultura de avaliação e transparência na gestão pública. Assim, espera-se que a Liga fomente o papel cidadão durante a elaboração, execução e avaliação das mesmas e que participe ativamente no apoio do desenvolvimento de políticas públicas municipais.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68242

Este projeto visa propor cenários de recuperação para as economias e realidades sociais de cada localidade interessada por meio da criação de ferramentas de gestão. Especificamente, pretende-se desenvolver um curso a distância sobre o momento atual por que a sociedade está passando e os possíveis cenários de retomada em nível socioeconômico; elaborar relatórios de análise das oportunidades, ameaças, forças e fraquezas locais; elaborar boletim socioeconômico com os principais impactos da pandemia na realidade local; desenvolver um APP em sistema Android, com todos os relatórios produzidos pela pesquisa; propor eventos para divulgação dos resultados e mobilização da sociedade regional. Nesse sentido, utilizar-se-ão planos de ações, relatórios, aplicações digitais e outros ferramentais de gestão para contribuir na discussão socioeconômica com a realidade local. A metodologia deste projeto é colaborativa, podendo ser modificada e adaptada conforme demandas das realidades locais.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=67659

Este evento visa promover seminários temáticos, em formato remoto, com pessoas ligadas ao mercado editorial, tendo por objetivo a troca de experiências, bem como o subsídio de ações para planos de gestão, de marketing, de comunicação visando que a Editora UFSM consiga superar os efeitos deletérios oriundos da COVID-19. Especificamente fomentar o intercâmbio de ideias com profissionais e entidades ligadas ao mercado editorial; bem como promover e fortalecer a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão em nível intra e extra instituição; divulgar as ações e os livros da Editora UFSM; e oportunizar que a sociedade conheça os objetivos e metas de uma editora universitária. Ao final do projeto espera-se que os resultados forneçam subsídios para que medidas futuras possam ser tomadas, a fim de auxiliar na melhoria das questões de desenvolvimento local e de acesso à informação da população. A repercussão dos resultados dar-se-á por meio de publicações de trabalhos em revistas e congressos pertinentes, além da divulgação dos resultados através de workshops.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=67385

A F5 Junior – Consultoria Internacional é uma empresa júnior que atua na área de estratégia e análise do Comércio Exterior com foco nos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas (ODS / ONU) e com projetos engajados na agenda 2030. Sem fins lucrativos, a empresa é formada e gerida por estudantes universitários e busca por meio da vivência empresarial auxiliar na formação de líderes e profissionais comprometidos e capazes de transformar realidades. Sendo uma oportunidade de acesso à vivência empresarial dentro do ambiente da graduação, a F5 se propõe a auxiliar no desenvolvimento pessoal e profissional dos seus membros por meio de projetos na área de Consultoria Internacional com viés integrado aos ODS. O presente projeto de extensão da F5 terá período de execução de cinco anos, sendo marcado por trocas anuais da Diretoria Executiva. A empresa é orientada pelo prof. Dr. Günther Mros e visa a cultura de resultados por meio de três grandes pilares. O primeiro pilar é sustentado pela busca do desenvolvimento dos indivíduos, com os propósitos de mudar realidades, fornecer capacitação e vencer desafios encontrados no cotidiano do ambiente de uma empresa júnior. O segundo pilar trata da atuação no desenvolvimento social, por meio de consultorias e capacitações oferecidos pelos alunos à sociedade. Este ponto é essencial para a existência da F5 Junior, uma vez que o preparo dos projetos e capacitações tende a se tornar uma forte ferramenta para o desenvolvimento profissional dos alunos e uma possibilidade acadêmica de impactar na sociedade com os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Por fim, como terceiro pilar, busca-se o impacto dentro da Universidade Federal de Santa Maria ao se possibilitar um ambiente sadio de implementação das atividades de extensão, unindo teoria e prática.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66065

O uso de drogas é um assunto de grande interesse público, tanto na área jurídica, pois gera um mercado consumidor para uma atividade ilícita, quanto na área de segurança, já que o consumo e a comercialização da droga desencadeiam uma série de eventos violentos, e também na área da saúde, devido ao consumo de drogas aumentar a probabilidade de ocorrência de doenças e poder desencadear distúrbios neurológicos. Essas situações trazem custos econômicos para a sociedade, pois aumentam a demanda pelo sistema de saúde e pela segurança pública e prejudicam a formação do capital humano, devido ao comprometimento cognitivo dos usuários e também às vítimas da violência gerada pelo consumo e pela comercialização da droga. Essa problema também integra a realidade social de Santa Maria. Conforme o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) até o primeiro semestre de 2017 o tráfico de entorpecentes era responsável por cerca de 28% de todas as prisões realizadas no estado gaúcho. Diante disso, este projeto de extensão procura contribuir com a discussão a respeito da prevenção e enfrentamento do consumo de drogas na cidade de Santa Maria, bem como de seus determinantes, buscando trazer resultados e ações que possam auxiliar na formulação de políticas públicas. Para isso, as ações serão organizadas em duas frentes, enfrentamento e prevenção. A ação de enfrentamento consiste em analisar as informações e características socioeconômicas das pessoas privadas de liberdade em Santa Maria pelo crime de tráfico de drogas, a fim de obter maior elucidação acerca de algumas variáveis que são determinantes dessa atividade criminosa no município. Além disso, serão realizadas as atividades de discussão abertas à comunidade, relacionadas aos impactos do tráfico e do consumo de drogas. As ações de prevenção consistem em atividades com os alunos do Ensino Médio em algumas escolas públicas de Santa Maria para a conscientização dos malefícios o uso de drogas, seguindo a metodologia proposta no Manual do Programa Saúde na Escola (PSE, 2015), que contém ações voltadas a prevenção do consumo de drogas. Assim, o projeto agrega atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, uma vez que serão realizadas atividades de análise dos dados do tráfico de drogas (pesquisa), com base na Teoria Econômica do Crime e ferramental estatístico, que são elementos integrantes do processo de formação do Economista (ensino) de modo a contribuir com a elaboração de políticas públicas para o enfrentamento do tráfico de drogas e prevenção do consumo entre os jovens (extensão).

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65580

Assessoria econômica a sindicatos de trabalhadores de Santa Maria. Nas relações entre o trabalhador e seu empregador, existem os dissídios coletivos. Nestes dissídios são negociados os reajustes anuais de salários. Para fundamentar um pedido de reposição salarial, tem que ser analisadas as perdas inflacionarias e os ganhos de produtividade. No caso do setor público, isso implica em estudos sobre evolução da receita corrente, logo a arrecadação de impostos, taxas e repasses dos governos federal e estadual. Também estudos sobre o grau de comprometimento dos gastos com pessoal em relação a receita corrente. Esses estudos são estudos técnicos para fundamentar um pleito salarial. Os estudos pressupõem conhecimentos das Ciências Econômicas, nas áreas de Economia do Trabalho, de Economia dos Recursos Humanos, de Finanças Públicas e de Métodos Quantitativos. Este projeto existiu sob o número 1992, registrado em 02/01/2003 e interrompido em 31/12/2010, por motivo de afastamento para doutorado. Em 2014, ao voltar do doutorado, continuei desenvolvendo o projeto sem registro. Os principais sindicatos atendidos são o Sindicato de Professores Municipais de Santa Maria e o Sindicatos de Docentes da UFSM.

 

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63440

O UFSMUN é um modelo de simulações das Nações Unidas e de organismos internacionais em geral, organizado por estudantes da UFSM e voltado para o público de alunos de graduação e superior nas áreas das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas de instituições de ensino superior da cidade e região, bem como de outros estados; Alunos do Ensino Médio de todas as instituições; Estudantes de cursos pré-vestibulares de todas as instituições. Fundado em 2016, cada edição do UFSMUN possui um motto ou tema que representa o escopo do evento, além de promover o debate e a propagação do ensino. No ano de 2019, o tema “A questão dos Direitos Humanos na Venezuela” levará os participantes a refletirem sobre as diversas realidades que se apresentam atualmente e que não podem ser esquecidas na construção de um mundo mais justo e igualitário.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=60120

A criminalidade é um problema social crescente no Rio Grande do Sul e demais estados brasileiros, com diversas implicações, inclusive, econômicas. Além dos crimes de motivação financeira, que geram custos de recuperação e prevenção da população e do governo, a marginalização de cidadãos e os milhares homicídios causam perdas de recursos humanos em potencial. A hipótese de que condições econômicas e a criminalidade estão correlacionadas é a base da teoria econômica do crime, que busca as causas empíricas da criminalidade e sua relação com outras variáveis socioeconômicas para efetivar o combate a este male. Nesse sentido, através do cálculo índice de criminalidade para as cidades gaúchas, este projeto de extensão busca uma melhor compreensão do crime no estado, para que, observando os acontecimentos que relacionam-se a este fenômeno, possa-se contribuir para o debate e para o enfrentamento do problema de forma mais eficiente, reduzindo custos e, assim, aumentando o bem estar social. Este projeto está pautado em três ações extensionistas: educação popular em economia do crime, disponibilização de relatórios da situação da violência nos municípios e seções de discussão abertas à comunidade para a sensibilização sobre os impactos locais e regionais da criminalidade. São possíveis parceiros para o desempenho das ações extensionistas: o poder público nos níveis municipal, estadual e federal; organizações não-governamentais (ONGs); núcleos de pesquisa, ensino e extensão da UFSM ou de outras universidades; instituições de fomento à pesquisa e à extensão.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=59639

Este convênio visa à constituição de acordo de cooperação entre os partícipes com a finalidade de promover a integração na execução de atividades de interesses comuns que visem o desenvolvimento de ações de assistência ao ensino, pesquisa e extensão, bem como, o progresso científico e tecnológico. A proposta inicial contempla a conjugação de esforços e ações para o auxilio na atualização e manutenção do projeto “Santa Maria em Dados” que consiste na constituição de um banco de dados, referentes a indicadores econômicos e sociais do Município de Santa Maria e Região. O objetivo da constituição do referido banco de dados é prover um ambiente que seja adequado e eficiente para recuperar, armazenar e manter as informações relevantes para o conhecimento das principais características do Município e Região, bem como, orientar na constituição de pesquisas, na elaboração de projetos, e na implementação de ações relevantes que visam promover o desenvolvimento econômico e social do Município de Santa Maria e da Região. Parágrafo Único: Para alcançar o objeto ora pactuado, os partícipes cumprirão o anexo Plano de Trabalho, elaborado de acordo com o disposto no § 1º, do art. 116, da Lei no 8.666/93, parte integrante deste Convênio.

 

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=54348

A ação de extensão “Cine Direitos Humanos” faz parte do programa de extensão “As fronteiras do direito: a permeabilidade das fontes normativas internacionais na esfera local” e relaciona-se teórico-conceitualmente com o projeto de pesquisa “Direito internacional e políticas públicas locais: o papel da cooperação internacional sul-americana para a efetivação dos direitos humanos”. Esta ação parte da constatação que a consciência popular do direito internacional dos direitos humanos apresenta sérias deficiências. Mesmo na universidade, a instrução de caráter meramente descritivo e de transmissão de conteúdo é espelho das mazelas que o egresso confronta no cotidiano da atividade profissional, não conseguindo vislumbrar na realidade aquilo que lhe foi ensinado na academia por longos anos. Da mesma forma, a consciência popular do direito e das relações internacionais está frequentemente vinculada aos privilégios das elites globais, que transitam entre diferentes línguas e culturas, não tendo nenhuma relação com a sua realidade “local”. Assim, o abismo entre o fato e a ficção é repensado, por meio de novas concepções de popularização dos temas globais. Para tanto, o uso pedagógico do cinema é instrumento de tornar a visão limitada do leigo em construção de conhecimento crítico e reflexivo. Dessa forma, essa ação pretende promover sessões públicas de cinema seguidas de debates sobre direitos humanos, para estimular a percepção das consequências locais do direito internacional. Tendo como público alvo toda a comunidade acadêmica da UFSM quanto a comunidade e movimentos sociais, a abordagem deverá ocorrer sobre a forma de problemas. O debate entre os participantes terá como fundamento primeiro o relato da situação-problema, devidamente fundamentadas, que necessitem de pesquisa e aprofundamento. A condução dos trabalhos será realizada pelos responsáveis, privilegiando o debate horizontal entre os participantes. No primeiro momento serão realizados encontros preparatórios com os alunos envolvidos com o intuito de formar quadros aptos a educação popular através da arte. No segundo momento serão realizadas as sessões públicas e gratuitas de filmes relacionados a temática de direitos humanos, acompanhadas de um debate sobre a temática abordada. Por fim, no terceiro momento, serão realizados encontros de reflexão entre os alunos envolvidos, afim de ressaltar os aspectos positivos e negativos das atividades, avaliando a sua capacidade ou não em atingir os objetivos propostos.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=53975

O “Ciclo de debates em Direito Internacional” visa introduzir na formação universitária dos estudantes e no imaginário/prática dos movimentos sociais/sociedade locais estudos recentes acerca do direito internacional que inovem teórica, conteúdo e metodologicamente a apresentação da disciplina. Dessa forma, esse projeto visa ofertar a cada semestre um “Ciclo de debates em Direito Internacional”, onde serão lidos e debatidos de forma sistematizada e aprofundada uma obra que impacte a disciplina de direito internacional, seja este impacto em termos de conteúdo, metodologia ou impacto social. Em cada semestre será desenvolvido um “Ciclo”, onde será debatido um livro em vários encontros presenciais. Tendo como público alvo toda a comunidade acadêmica da UFSC quanto a comunidade e movimentos sociais, a abordagem deverá ocorrer sobre a forma de problemas. O debate entre os participantes terá como fundamento primeiro o relato do capítulo/trecho da obra em analise, e deverá ocorrer devidamente fundamentado, o que que necessita pesquisa e aprofundamento por parte dos participantes. A condução dos trabalhos será realizada pelos responsáveis, privilegiando o debate horizontal entre os participantes.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=54033

O projeto de extensão “Ateliê de Pesquisa em Direito Internacional” faz parte do programa de extensão “As fronteiras do direito: a permeabilidade das fontes normativas internacionais na esfera local” e relaciona-se teórico-conceitualmente com o projeto de pesquisa “Direito internacional e políticas públicas locais: o papel da cooperação internacional sul-americana para a efetivação dos direitos humanos”. Este projeto parte da constatação de que a consciência popular do direito internacional apresenta sérias deficiências. Mesmo na universidade, a instrução de caráter meramente descritivo e de transmissão de conteúdo de forma disciplinar é espelho das mazelas que constituem a compreensão e a prática do direito internacional. Desta forma, o projeto “Ateliê de Pesquisa em Direito Internacional” visa introduzir na formação universitária dos estudantes, na prática de organizações não governamentais protetivas de direitos humanos (ONG) e no imaginário/prática dos movimentos sociais/sociedade locais a prática de pesquisa acerca do direito internacional que inovem teórica, conteúdo e metodologicamente a apresentação da disciplina. O objetivo deste projeto é fomentar o desenvolvimento de pesquisas científicas relacionadas ao direito das relações internacionais que possam subsidiar três eixos de atuação prática: (1) pesquisa científica acadêmica a ser utilizada por alunos de iniciação científica, graduação e pós-graduação de quaisquer cursos da UFSM e de outras instituições de ensino superior eventualmente interessados; (2) pesquisas para subsidiar o eixo de atuação advocacy de organizações não governamentais protetivas de direitos humanos; e (3) pesquisas-descoberta no âmbito dos movimentos sociais, para que, através das suas necessidades práticas, os movimentos possam pensar o direito internacional não somente como vinculado aos privilégios das elites globais, mas como uma instância – interna e internacional – protetiva dos seus interesses. Para tanto, o “Ateliê de Pesquisa em Direito Internacional” faz uso das metodologias científicas interdisciplinares, envolvendo pesquisas jurídicas, políticas e sociais, a partir de diversos referenciais teóricos e metodológicos, para fomentar a construção de conhecimento crítico e reflexivo. Dessa forma, esse projeto pretende promover a cada semestre um “Ateliê de Pesquisa em Direito Internacional” onde serão discutidos: (a) pesquisas em andamento por outros pesquisadores e grupos de pesquisa “referência” na área; (b) referenciais teóricos atualizados e (c) parâmetros metodológicos inovadores, que tem tido impacto no desenvolvimento cientifico da área. Quanto aos eixos de atuação temático, o ” Ateliê de Pesquisa em Direito Internacional” desenvolverá pesquisa na área do Direito Internacional em três temas: (i) Direito Internacional da Decolonialidade; (ii) Direito Internacional dos Direitos Humanos e (iii) Global Justice/Injustice. Quanto a perspectiva metodológica, serão privilegiados métodos empíricos de investigação, com coleta de dados em pesquisa de campo (entrevistas, questionários, documentos, observações participantes), especialmente em zonas de fronteira ou em centros administrativos locais, nacionais ou regionais. Serão buscadas parcerias com instituições e organismos brasileiros e internacionais, bem como com projetos desenvolvidos na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e no Institut d’Etudes Politiques de Paris (Sciences Po).

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=55281

Esse projeto busca desenvolver a um programa que contempla, entre outros fatores, a prestação de serviços de assessoria e consultoria em controladoria, contabilidade, finanças, gestão da tecnologia e inovação e direito empresarial às empresas de inovação tecnológica incubadas na AGITTEC/UFSM, permitindo o desenvolvimento e consolidação das posições dessas startups nas áreas supramencionadas.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=64223

A fim de proporcionar desenvolvimento de atividades extraclasse a acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da UFSM, o presente projeto tem como objetivo proporcionar aos participantes o conhecimento sobre a análise dos índices econômico-financeiros, bem como, soluções práticas para os seus empreendimentos. Para tanto, é um projeto de extensão voltado para o atendimento de empresas que estejam passando por dificuldades financeiras que comprometem a sua continuidade/sobrevivência, bem como, empresas que necessitam de uma consultoria na área financeira. Deste modo, trata-se de um projeto voltado a prestação de serviços (consultoria), que visa realizar as análises econômico-financeiras dessas empresas e apresentar soluções práticas em finanças e orientar estas empresas, com vistas a contribuir para a sua sobrevivência e sucesso, que acaba por gerar uma dinâmica positiva de desenvolvimento econômico. Percebeu-se a necessidade de desenvolver este projeto considerando a importância do conhecimento sobre os indicadores econômico-financeiros e sua aplicação na prática das empresas, visto que a formação acadêmica deve abranger conhecimentos teóricos e sua aplicação nas empresas. A metodologia de execução do projeto compreende a realização de visitas técnicas as empresas que solicitaram atendimento, para o levantamento de informações financeiras e desenvolvimento das análises econômico-financeiras, no período de abril de 2019 a dezembro de 2021. O projeto se justifica pela necessidade de transmitir aos participantes o conhecimento referente aos indicadores econômico-financeiros e sua aplicação prática nas empresas. Deste modo, os principais resultados esperados é o conhecimento sobre os índices econômico-financeiros, sua correta análise e posteriormente interpretação para a indicação de soluções práticas no que tange a área financeira das empresas.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=64421

Este projeto extensionista objetiva promover o desenvolvimento de ações educativas fiscais no Curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Maria tendo em vista o efetivo exercício da cidadania por parte da comunidade acadêmica do Curso. Espera-se, com a implantação do projeto, contribuir para que haja maior esclarecimento quanto à origem e a aplicação dos tributos, consciência sobre os direitos e deveres dos cidadãos no ambiente acadêmico e comunidade geral, melhor uso dos recursos públicos, maior qualidade nos serviços prestados e maior atuação no controle social.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63441

Este projeto de extensão tem como objetivo central capacitar membros interessados da comunidade Santa Mariense para a gestão de entidades Organizadas da Sociedade Civil. De caráter multidisciplinar, envolve conhecimentos das áreas de administração, contabilidade, educação, direito e serviço social. A partir da realização de orientações individuais, da realização de cursos ou palestras, busca-se orientar e capacitar os participantes do projeto em questões relacionadas a: a) atividades de gestão organizacional destas entidades; b) atividades de manutenção adequada de registros dos atos desenvolvidos nestas entidades; dos livros de caixa e dos registros contábeis; para observância das legislações aplicadas a estas entidades; e o atendimento as obrigações fiscais a ela aplicadas; e, em c) atividades de elaboração de projetos sociais. Os resultados esperados estão relacionados a sensibilização de membros da comunidade Santa Mariense e lideranças comunitárias para a importância da gestão de entidades Organizadas da Sociedade Civil, contribuindo assim para o seu fortalecimento e sua consolidação.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=62717

O presente programa de extensão visa a disseminação da Estatística e da Ciência de Dados à sociedade por meio da elaboração de conteúdos visuais e audiovisuais e de sua divulgação tanto através de plataformas digitais quanto em ações presenciais destinadas a setores específicos da sociedade. Pretende-se, desta forma, proporcionar a interação e troca de conhecimento entre alunos e docentes de escolas e universidades, profissionais no mercado de trabalho e demais setores da sociedade. Como meios de interação tem-se a participação presencial nas palestras e eventos organizados, bem como o acesso online ao material audiovisual e a fóruns de discussão. O conteúdo elaborado é diversificado em três tipos de ações extensionistas: 1) elaboração de ferramentas para divulgação {\color{red} da Estatística?} científica com foco em técnicas de visualização de dados; 2) palestras presenciais transmitidas ao vivo e posteriormente disponibilizadas na internet; e 3) vídeo-aulas sobre conteúdos de Estatística. Ação 1: Divulgação da Estatística A primeira ação extensionista consiste na elaboração e divulgação de instrumentos para democratização de conhecimentos gerais através de ferramentas de visualização de dados. Entre estas, destaca-se a elaboração de dashboards, gráficos interativos e aplicativos em shiny. Serão priorizadas bases de dados sobre temas de interesse geral da comunidade como, por exemplo, indicadores ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização de Nações Unidas (ONU). Além disso, será elaborado um portfólio do Curso de Estatística para divulgar as atividades do curso e possibilidades de inserção no mercado de trabalho. A elaboração deste tipo de conteúdo terá foco os discentes de ensino médio, de modo a contribuir para a prospecção de novos discentes para o Curso de Estatística. Os conteúdos criados serão disponibilizados em diferentes veículos de comunicação virtual, viabilizando o engajamento, integração entre diferentes setores da Universidade e da sociedade. Além de possibilitar maior acesso e conhecimento sobre o curso de estatística, a partir desta ação pretende-se alcançar maior visibilidade sobre as oportunidades no mercado de trabalho e divulgar informações acerca de temas relevantes para a sociedade. As atividades incluem: a) Criação de gráficos interativos utilizando bases de dados públicas, com foco em temas ligados aos ODS. b) Criação e gerenciamento de perfis em redes sociais como instagram, twitter e facebook para divulgação dos produtos de todas as ações extensionistas vinculadas ao programa. c) Elaborar um portfólio do Curso de Estatística e divulgá-lo junto à comunidade, com foco em alunos do ensino médio. Ação 2: Eventos Serão organizadas palestras e workshops com apresentações de pesquisadores e profissionais que atuam com estatística e ciência de dados em diferentes setores do mercado laboral e pesquisadores de referência internacional na área. Os eventos são particularmente úteis para profissionais atuantes em diferentes setores da indústria e prestação de serviços. O caráter presencial dos eventos tem por propósito ampliar o acesso da sociedade santamariense aos saberes e ao desenvolvimento tecnológico na área de Estatística e Ciência de Dados. Além disso, as palestras terão transmissão digital ao vivo e ficarão armazenadas em plataformas digitais. Entre os recursos utilizados para transmissão e divulgação dos eventos presenciais tem-se a plataforma Multiweb-UFSM e o Farol-UFSM. Para eventos exclusivamente online a transmissão será feita através do GoogleMeet e Youtube. Estes recursos permitirão a divulgação do trabalho também à sociedade brasileira como um todo, além de fomentar a troca de informações através do espaço para comentários disponibilizado nas plataformas. Também serão promovidos eventos com foco na divulgação do portfólio do Curso de Estatística junto à comunidade. As apresentações serão realizadas por docentes e discentes vinculados ao projeto e terão alunos de ensino médio como público-alvo principal. O objetivo destes eventos é contribuir com a divulgação dos conteúdos de portfólio elaborados durante a execução da primeira ação extensionista deste Programa de Extensão. A segunda ação extensionista também inclui a oferta de cursos de extensão abordando temas de interesse da comunidade. A realização poderá ocorrer na modalidade online ou presencial. Entre as vantagens da oferta de cursos online, destaca-se a facilidade de acesso por parte da comunidade externa à UFSM e o potencial de alcance nacional. Após um levantamento prévio com possíveis ministrantes e cursistas, tem-se como temas potenciais para os cursos de extensão a linguagem SQL (do inglês Structured Query Language), gerenciamento de banco de dados em linguagem R e Aprendizado de Máquina. O público alvo desta atividade são os profissionais que buscam aprimorar seus conhecimentos e aplicar os conteúdos ministrados em suas atuações no mercado de trabalho. Além dos discentes do Bacharelado em Estatística e alunos de outros cursos e universidades que poderão complementar sua formação por meio da realização desses cursos. Ação 3: Video-aulas Esta ação extensionista tem por objetivo propor formas inovadoras de trabalho e complementar os aprendizados adquiridos nas “tradicionais” salas de aula. Os materiais desenvolvidos nessa ação terão foco em conteúdos de probabilidade, inferência, linguagens de programação R, Python e SQL, entre outras. As aulas poderão ser utilizadas por docentes que ministram disciplinas de Estatística em diferentes cursos no país e por profissionais interessados em especializar-se em ciência de dados. As videoaulas serão produzidas pelo do Núcleo de Tecnologia em Educação da universidade (NTE-UFSM) e serão disponibilizadas online na plataforma NTE-Tube. Esta plataforma permite o acesso do público geral e a postagem em ambientes virtuais de aprendizagem. Alternativamente, alguns conteúdos poderão ser distribuídos através do canal StatUFSM na plataforma Youtube, o qual foi criado exclusivamente para a divulgação dos resultados ligados ao presente programa de extensão. A partir destas plataformas, potencializa-se o alcance dos conteúdos a inúmeros outros setores interessados. A disponibilização online permite também uma maior visibilidade e promoção da Estatística da UFSM, bem como a disseminação dos seus conteúdos a inúmeros outros setores interessados e fornecendo ferramentas pedagógicas que resultam em melhorias do aprendizado. O roteiro e a articulação das videoaulas será responsabilidade dos docentes vinculados ao projeto. Eventualmente, pesquisadores e discentes voluntários poderão contribuir com a criação de conteúdos para a exposição, estes últimos sob a supervisão dos docentes membros da equipe extensionista.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68923

Tem-se o objetivo de disponibilizar para a comunidade do Rio Grande do Sul, formas e espaços de acesso às estatísticas públicas que são bases para o desenvolvimento regional. Primeiramente serão levantadas as definições e bases de busca dos principais indicadores e estatísticas públicas apresentadas e discutidas em livros e artigos sobre o tema. Num segundo momento, serão utilizados recursos computacionais e de sistemas de informação para coletar as informações nos sites das principais instituições geradoras de estatísticas publicas e construir um espaço virtual específico para a apresentação destas informações abordando o contexto regional. Neste momento do projeto, serão realizadas apresentações sobre as informações e os ambientes para a comunidade externa. Após, serão realizados minicursos para a comunidade externa para disseminar o entendimento sobre as principais bases de informações públicas e sociais, como, por exemplo, o SIDRA e o FEE DADOS. Para isso, será utilizado laboratório de informática do Departamento de Estatística da UFSM. Serão confeccionados materiais didáticos para que a comunidade externa acompanhe os minicursos com mais facilidade e maior aprendizado. Por fim, serão utilizados textos (definições, convenções e caracterizações) sobre indicadores e estatísticas públicas, dados coletados nas fontes virtuais e, com isso, serão construídos materiais escritos (relatórios e/ou textos técnicos) apresentando e discutindo as informações mais relevantes para o desenvolvimento da região central do Rio Grande do Sul. Esperasse: proporcionar a comunidade regional uma base única, consolidada e de fácil acesso, de indicadores e estatísticas públicas relacionadas e potenciais ao desenvolvimento regional do centro do estado; disseminar o conhecimento sobre os indicadores, sobre as principais fontes de coleta e sobre os sistemas de informação aumentando, dessa forma, a qualificação profissional e a utilização de informações adequadas para o desenvolvimento regional; construir um canal de comunicação contínuo entre os aspectos acadêmicos e profissionais do uso de indicadores e estatísticas públicas. Além disso, esperasse uma maior interação e integração entre a UFSM e a comunidade externa. Esperasse que o projeto contribua com a construção de políticas de desenvolvimento regional ao interagir com as prefeituras municipais, Coredes, Associações de Comercio, Serviços e Industria e demais entidades interessadas com o progresso regional.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66082

A Empresa Júnior tem como objetivo o desenvolvimento de discentes sob as perspectivas de atuação técnica e empresarial, no que se refere ao Movimento Empresa Júnior (MEJ). Vinculada ao curso de Bacharelado em Estatística da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a Empresa é formada por futuros analistas de dados que buscam aplicar na prática métodos estatísticos e desenvolver habilidades de gestão organizacional. Neste contexto, a SIGMA JÚNIOR CONSULTORIA ESTATÍSTICA representa uma oportunidade para os discentes da UFSM que tenham interesse em atuar na área de consultoria estatística e ciência de dados. Além de proporcionar o aprimoramento e aplicação dos conhecimentos dos consultores em situações práticas, as atividades desenvolvidas pela Empresa permitem articular interações dialógicas entre a Universidade e a sociedade através da oferta de serviços de qualidade e em condições acessíveis.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=67129

A teoria dos jogos é um ramo da estatística e matemática aplicada que estuda situações onde os participantes escolhem diferentes ações na tentativa de maximizar alguma função de importância. Embora relativamente antigo e com muitas variantes, o jogo de pôquer possui mais de 200 diferentes estatísticas a serem analisados a cada instante durante uma partida. Recentemente, em 2010, a Federação Internacional dos Esportes da Mente (IMSA) reconheceu oficialmente o jogo de pôquer como esporte mental, confirmando o pôquer como um jogo de habilidade, assim como Xadrez, Bridge, Damas e Go. Desse modo, esse trabalho visa trabalhar a inserção do jogo de pôquer no ambiente escolar, tanto universitário como no ensino médio, com seminários teóricos envolvendo matemática, estatística, probabilidade, motivação empreendedora, pensamento estratégico, análise psicológica e emocional.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=62998

O objetivo geral é desenvolver nos participantes ações que proporcionem o desenvolvimento do raciocínio estatístico de modo a auxiliar aos participantes na tomada de decisões do seu cotidiano por meio de aplicações de enquetes para avaliar a satisfação da comunidade em relação às empresas prestadoras de serviços. Desta forma procura-se atrair os participantes a compreender com aplicações práticas e desenvolvidas no seu meio de inserção os conceitos e as aplicações da estatística. Procurando assim formar uma cultura de observar, detalhar e compreender o significado da informação estatística fornecida.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=60115

Este projeto tem por objetivo mostrar o comportamento e a variação dos preços dos 51 produtos que atualmente compõem a cesta básica de consumo popular, bem como o número de horas que um indivíduo necessita trabalhar para adquirir esta cesta, envolvendo as áreas de alimentação, higiene pessoal e limpeza doméstica, em Santa Maria, RS. A metodologia utilizada para a determinação destes produtos e quantidades necessárias foi obtida por meio da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) realizada em Porto Alegre, RS, com 565 famílias formadas por 3 pessoas com renda entre 01 a 21 salários mínimos nacionais. Em Santa Maria, a coleta dos preços é efetuada em 10 supermercados da cidade, selecionados por apresentarem maior fluxo de consumidores, mediante a utilização de uma planilha com a relação dos produtos e das quantidades. O cálculo do custo do cesto é feito no Laboratório de Apoio ao Ensino Pesquisa e Extensão em Estatística – LAEPEE, do Departamento de Estatística do Centro de Ciências Naturais e Exatas da Universidade Federal de Santa Maria. Após a análise os resultados são encaminhados para a imprensa local encarregada da divulgação. O resultado deste projeto é fornecer o custo da cesta básica que serve de indicador para a população de Santa Maria e região a fim de avaliar o comportamento dos 51 produtos e suas quantidades consideradas essenciais para o sustento de uma família com três pessoas. Além disso, o desenvolvimento deste projeto tem ampliando o conhecimento de muitos acadêmicos que estão envolvidos neste projeto.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=56391

A Casa das Nações tem por objeto constituir-se em um espaço físico – de referência regional, à escala, inicialmente do MERCOSUL – para sediar representações diplomáticas de caráter honorário, escritórios de organismos internacionais e mesmo de Organizações Não Governamentais – ONGs, estas últimas com atuação mundialmente reconhecida, especialmente na área dos Direitos Humanos, e aquelas primeiras de países pobres/em desenvolvimento, especialmente por meio da assessoria jurídica popular em Políticas Públicas. Visa, assim, promover, planejar e executar ações orientadas ao acesso à justiça social, por meio do reconhecimento e concretização de direitos fundamentais (individuais e coletivos) de minorias – brasileiras e estrangeiras -, com vistas a uma prática extensionista diversa da tradicional, não assistencialista. Tais objetivos deverão ser atingidos por meio da Residência, que envolve não apenas a permanência mais efetiva de seus participantes nos espaços/equipamentos públicos e comunitários como, também, a participação de profissionais egressos – da UFSM e de outras IESs – com vistas à orientação dos estudantes das mais diversas áreas do conhecimento, para a prestação de serviços às comunidades tradicionais/estrangerias. Do ponto de vista teórico, tendo em vista que o Programa Nacional de Direitos Humanos 3/PNDH-3 continua em vigor, seus Eixos Orientadores servirão de referencial, contribuindo, assim, para a construção de um política de curricularização da Extensão na UFSM, por meio da elaboração de novos PPCs, inclusive. Da mesma forma, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Milênio – ODSs serão observados enquanto normativa internacional de consenso em matéria socioambiental, ambas temáticas com natureza transversal, indispensáveis à formação profissional e à construção do conhecimento, tarefas a que a Universidade do século XXI não mais pode ignorar, já que além de pública, gratuidade e de qualidade, se pretende em socialmente referenciada.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=68025

A proposta consiste no mapeamento das instituições públicas e privadas com atuação nas 8 Regiões Administrativas da cidade de Santa Maria (RS), a fim de estruturar uma rede de arrecadação/distribuição de doações de gêneros alimentícios, roupas, calçados, utilidades domésticas, etc., por meio de parcerias com grandes equipamentos, como escolas, clubes, igrejas, associações, etc., lugares que, após a Pandemia, poderão ser usados como espaços de formação não só profissional, para geração de renda, mas, também, para uma intervenção mais qualificada dos moradores para o desenvolvimento das respectivas comunidades. Dentre as atividades de formação, terão especial atenção aquelas atinentes à Economia Doméstica.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=66512

O Programa de Extensão Assessoria a Imigrantes e Refugiados é o eixo extensionista do Migraidh/UFSM, Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão, Direitos Humanos e Mobilidade Humana Internacional, responsável técnico pela Cátedra Sérgio Vieira de Mello UFSM, convênio firmado em 2015 entre a universidade e a Agência das Nações Unidas para Refugiados. Está voltado às ações práticas dirigidas à proteção e promoção de direitos humanos, ao acesso a direitos, ao apoio psicossocial, ao combate à xenofobia, ao desenvolvimento de processos legislativos e políticas públicas e ações de integração local da população migrante e refugiada, estruturalmente vulnerável. O Programa é subsidiado e subsidia diretamente seis linhas de pesquisa que atualmente constituem o Migraidh/CSVM, ligadas aos cursos de Direito, Ciências Sociais, Psicologia, Comunicação e Letras, e tem como referência o Direito Humano de Migrar. Sua atuação é interdisciplinar e envolve pesquisadores/as, estudantes de graduação e pós-graduação e profissionais de variadas áreas do conhecimento. Como programa, constitui-se em um espaço institucional de assessoria técnico-jurídica em demandas individuais e coletivas e de atuação para a proteção do grupo vulnerável de migrantes e refugiados, bem como voltado à execução de ações de caráter de alcance local, estadual e nacional de promoção de direitos humanos desta população. Destas, destacam-se: a) iniciativa e autoria da Resolução n. 41/2016 da UFSM, que instituiu o Programa de Acesso ao Ensino Superior e Técnico aos Refugiados e Imigrantes em Situação de Vulnerabilidade, referenciada pelo ACNUR e ONU; b) o 1º Curso de Formação e Capacitação para Servidores Públicos em Santa Maria, Refúgio, Migração e Políticas Públicas, do qual foi aprovada a Carta de Santa Maria sobre Políticas Públicas para a População Migrante e Refugiada; c) a Nota Técnica ao PL 2516/2015 (Lei de Migração), defendida em audiência pública na Câmara dos Deputados. O Migraidh é um grupo de fluxo contínuo e, atualmente, o Programa de Extensão do Migraidh, instituído em março de 2015, encontra-se na sua 2ª fase.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65607

Percebe-se atualmente que a sustentabilidade engloba múltiplos aspectos, bem além de seu viés ambiental. Nesse sentido, verifica-se que o consumo de modo sustentável é um dos fatores essenciais que a compõem. Para tanto, o presente projeto visa reconhecer o modo como o município têm se adequado às exigências da Política de Educação para o Consumo Sustentável, buscando contribuir para a realização de ações para o estímulo da adoção de práticas de consumo sustentável no cenário municipal. Quer verificar a aplicabilidade da Lei Federal nº 13.186, de 11 de novembro de 2015, que institui a Política de Educação para o consumo sustentável, no âmbito do ensino básico do município de Santa Maria-RS, visando a identificação das políticas implementadas nessa esfera, com a posterior efetivação.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65506

Em meio às diversas crises sociais, econômicas, políticas, culturais, dentre outras, pelas quais passa a atual sociedade mundial é imperioso que se continue defendendo a valorização e tutela dos Direitos Fundamentais (plano interno) e dos Direitos Humanos (plano internacional), bem como sua relação com o constitucionalismo em clara interface com a proteção e garantia da dignidade da pessoa humana. Assim, propõe-se o presente projeto de extensão intitulado “OS DIREITOS FUNDAMENTAIS NA SOCIEDADE EM REDE: DIMENSÕES DE CONHECIMENTO E (IN)EFICÁCIA PELA COMUNIDADE ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA/RS.” Os avanços e retrocessos, infelizmente, são próprios da condição humano, o que deve incitar a sociedade a continuar defendendo o conhecimento e à prevalência dos direitos fundamentais. Cançado Trindade, nesse sentido, afirma que a vida e, porquanto as instituições públicas, que são formadas pelas pessoas que a circundam, oscilam, pois, como é próprio da vulnerável condição humana (CANÇADO TRINDADE, p. 410, 2018) . Constata-se assim que laborar na proteção nacional e internacional dos direitos fundamentais – é como o mito de Sísifo uma tarefa que não tem fim. É como estar constantemente empurrando uma rocha para o alto de uma montanha, voltando a cair e a ser novamente empurrada para cima, entre descidas e subidas, gira o labor da proteção. Dessa forma, justifica-se a necessidade de vincular além da pesquisa, também a extensão na defesa desses direitos. Já que a extensão universitária objetiva vivenciar na prática elementos de suas árias de atuação. E, a extensão universitária deve ser formada por professores, alunos e comunidade externa. Optou-se pela delimitação nas escolas municipais em virtude da necessidade de redução de espaço e tempo para pesquisa. Ademais, reduziu-se – ainda mais – devido ao contato com a secretaria municipal de Santa Maria (SMED) e a sugestão em se pesquisar – inicialmente – as escolas de maior vulnerabilidade, que foram nominadas pela secretaria: EMEF Foutoura Ilha, EMEF Diácomo João Luiz Pozzobon, EMEF Junto ao CAIC Luizinho de Grandi e EMEF Adelmo Simas Genro.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=65074

Se é verdade que o senso comum teórico dos juristas sobre a punição muitas vezes não corresponde à sua realidade operacional, também é verdade que os meios de comunicação de massa têm promovido uma compreensão distorcida sobre o mesmo objeto, a qual repercute socialmente com facilidade. Do contraponto entre o imaginário social e as pesquisas no campo da criminologia crítica, este projeto busca produzir conteúdo de popularização dos questionamentos necessários à redução das dores provocadas pelo sistema de justiça criminal e também pela criminalidade massiva produzida por poderes públicos e privados. O projeto tem por objetivo integrar os saberes acadêmico e popular sobre o crime e a punição, proporcionando reflexões críticas a serem realizadas através de três principais campos de atuação: a) a formação de estudantes de direito para a assessoria jurídica popular no campo criminal; b) a construção de laços do curso de direito com pessoas que sejam sujeitos de processos de execução penal, assim como instituições de reclusão e familiares de presos; c) a construção de um observatório da mídia sobre o crime e de produção de conteúdo midiatizado para a participação no processo de construção social da criminalidade a partir da popularização da ciência criminológica em sua vertente crítica, que prima pela defesa dos direitos humanos. O projeto é interdisciplinar, na medida em que reúne esforços dos campos do direito, da comunicação social e das ciências sociais.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=63053

o presente Projeto de Extensão “Direitos Autorais Nas Escolas” objetiva-se a levar o conhecimento sobre direitos autorais aplicada a realidade estudantil do Ensino Fundamental das Instituições de Ensino da rede pública e particular de Santa Maria/RS e região. Pertinente, trazer a informação para discentes e docentes acerca da utilização correta dos materiais didáticos; bem como, demonstrar o uso legal e indevido das plataformas digitais; tratar sobre a importância de colocar as citações e referências bibliográficas; nessa contingência, dialogar sobre a “pasta do professor”, que viola diretamente os direitos autorais. Soma-se ainda, demais assuntos que versam sobre direitos do autor na contemporaneidade não positivada pela legislação brasileira e internacional, que já nasce defasada, pois não acompanha as inovações tecnológicas e mudanças no mundo, no entanto, se faz presente na sala de aula.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=60854

As novas tecnologias da informação e comunicação (TIC) propiciam diversas interações com as questões sociais, jurídicas e políticas da atualidade, além de oferecer ferramentas que podem servir como transformadoras da realidade social e para reivindicação e proteção de direitos. Entretanto, as TIC também podem ser prejudiciais, devido ao mau uso e à falta de proteção em relação aos seus efeitos e sua utilização. Por este motivo, é essencial a prática da extensão para promover a utilização inteligente do ciberespaço, por parte da população de Santa Maria, buscando educar e compartilhar conhecimento sobre os riscos e as oportunidades da rede. O projeto será executado até o ano de 2021, com possibilidade de prorrogação e espera-se a qualificação do uso da Internet por parte das parcelas da sociedade civil que serão tomadas como público-alvo, de acordo com as suas demandas e necessidades.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=57790

O projeto que ora se propõe executar foi motivado pelos resultados obtidos na primeira fase do projeto de Ensino e Pesquisa titulado “Gestão Ambiental do Campus” registrado no GAP/CT sob o n. 041536. Contou com a participação dos alunos da disciplina de Direito Ambiental no Curso de Engenharia Sanitária e Ambiental com apoio da Coordenação do Curso. Considerando os resultados positivos e a motivação dos alunos para além daquele semestre letivo, alguns foram incluídos como pesquisadores no Grupo de Pesquisa LEIn/NEJURP/CNPq, conforme pode ser constatado no site do grupo (www.ufsm.br/lein). O Planejamento Ambiental da UFSM é composto pelo Setor de Planejamento Ambiental, órgão da Pró-reitoria de Infraestrutura (PROPLAN), e pela Comissão de Planejamento Ambiental. Dentre as principais atribuições deste setor estão a Gestão de Resíduos, ações de Coleta Seletiva e Logística Sustentável, Licenciamento Ambiental, infraestrtura e segurança voltadas à produtos químicos em geral. O Laboratório de Estudos Internacionais (LEIn) através do Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos sobre Bens Naturais de Domínio Público (NEJURP) que desenvolve pesquisas na área ambiental, pretende encontrar um modelo padrão para medir a sustentabilidade na UFSM. O NEJURP irá analisar um conjunto de práticas, que utilizadas, contribuem para aumentar o índice de desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida socioambiental no Campus universitário, tendo como base os princípios humanitários, científicos e éticos.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=52166

Trata-se de projeto de extensão originado a partir da potencialidade extensionista visualizada ao longos dos encontros do Grupo de Estudos Direito e Literatura, ocorrido em 2013/2 e da disciplina Direito e Literatura, em 2014/1. Foi a partir destes encontros que se sentiu a necessidade de reformatar o Projeto que, neste momento, passará a assumir um viés de extensão universitária, contando com a participação de alunos e professores da UFSM e de outras IES, bem como membros externos à comunidade acadêmica interessados em uma aproximação com temáticas relacionadas a discussões jurídicas, a exemplo das seguintes: (a) teoria da fundamentação jurídica, (b) estigmatização da pena e seletividade do direito penal; (c) garantias constitucionais do processo e crise da jurisdição; (d) questões de gênero; (e) o problema do direito ambiental e da sustentabilidade, dentre outros. As propostas de discussão são vivas, ou seja, estão em constante mutação, sempre mantendo o objetivo de aproximar o Direito, a Filosofia, a Sociologia, a Ciência Política, a Psicanálise através da Literatura. Busca-se estudar o Direito, de forma transdisciplinar a partir da Literatura.
 

O Atletismo é uma modalidade esportiva que, historicamente se colocou e foi considerada como sendo base de todas as demais, ou seja, por meio de suas exigências e trabalhos motores e físicos, possibilita que seus praticantes adquiram vivências que os preparam para os desafios cotidianos e também para as vivências junto às demais modalidades e manifestações da cultura corporal de forma geral. Essa modalidade é composta por um conjunto de provas que se baseia em correr, marchar, saltar, lançar e arremessar (DICKENS, 1946; ODA, 1996). No entanto, mesmo sendo um esporte baseado em movimentos naturais e cotidianos, a prática desse esporte é muito pouco executada em nosso país (MARQUES e IORA, 2009), não sendo diferente no município de Santa Maria. A quase ausência de vivências atléticas não está vinculada apenas a manifestação esportiva relacionada ao alto nível, mas em todas outras possibilidades, como, por exemplo, escolar, de inclusão, adaptado, educacional entre outras. Todavia, a Universidade Federal de Santa Maria, através do Núcleo de Implementação da Excelência Esportiva e Manutenção da Saúde (NIEEMS) vem desenvolvendo o atletismo e obtendo ótimos resultados em distintos cenários. Por exemplo, no panorama esportivo, a equipe da UFSM obteve recentemente a medalha de ouro do revezamento 4 x 100 metros na Copa Unisinos (maior evento esportivo Universitário do Mercosul) em outubro de 2017 e o 6° lugar no Jogos Universitários Brasileiros nos 100 metros rasos individuais. Academicamente, as ações estão voltadas a formação plena do futuro profissional de distintas áreas do conhecimento (Educação Física, Fisioterapia, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, entre outros), sendo o NIEEMS um “laboratório vivo”, repleto de possibilidades e demandas para o desenvolvimento dos envolvidos. Porém, há uma demanda bastante grande na realização de atividades voltadas a iniciação do atletismo e a oportunidade de vivências dentro dessa modalidade, competitivamente ou não, para pessoas de diferentes idades e situações sociais, além da necessidade da existência de ações objetivando implementar melhorias estruturais, formativas (qualificando o pessoal envolvido), entre outras, abraçando os três pilares da carreira docente, sendo esses o ensino, a pesquisa e a extensão. Diante do cenário apresentado, o objetivo do presente projeto é oportunizar ações para o desenvolvimento do atletismo em todas as suas manifestações e através dessas ampliar o conhecimento e a formação dos envolvidos e a qualidade dos espaços físicos da instituição.

Acesse: https://portal.ufsm.br/projetos/publico/projetos/view.html?idProjeto=60881

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes