Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Teste de Suficiência em Língua Estrangeira

O aluno de Mestrado deverá comprovar a suficiência em língua inglesa e o de Doutorado em   Língua Inglesa e outra entre: Francês, Alemão, Espanhol ou Italiano.

Os testes de suficiência e ou proficiência em línguas estrangeiras de instituições diferentes da UFSM deverão constar em seus certificados ou atestados a situação “Aprovado” para ter validação, mesmo que  a ​nota atingida seja a nota mínima usada para aprovação dos testes realizados pela UFSM. 

Conforme Resolução 01/2016-PPGEC, para  ​os discentes bolsistas de mestrado é obrigatória a inclusão da aprovação em suficiência/proficiência antes da apresentação do seminário de dissertação; para os bolsistas doutorandos, é obrigatória a comprovação da suficiência/proficiência antes do processo de abertura da qualificação.

Os testes de suficiência/proficiência deverão estar constando no histórico escolar do discente antes da abertura do processo de defesa da dissertação e da tese. 

A comprovação e inclusão no histórico escolar, seguirão as mesmas instruções Aproveitamento e Dispensa de Disciplinas.

(Regulamento do PPGEC) Art. 43. Será exigido, para o nível de Mestrado, que o discente comprove aprovação em exame de Proficiência em Língua Inglesa. Será exigido, para o Curso de Doutorado, que o aluno comprove aprovação ou co-validação em Exame de Proficiência em Língua Inglesa e em um dos seguintes idiomas: Francês, Alemão, Espanhol ou Italiano, não podendo ser a língua nativa do aluno. Parágrafo único. O Exame de Proficiência será realizado segundo o que estabelece a legislação vigente na UFSM, ou em outra Instituição de Ensino Superior que possua Programa de Pós-Graduação reconhecido pela Capes.

 (RESOLUÇÃO N. 003/10  – UFSM) Art. 7º A revalidação de testes de Proficiência/Suficiência em língua estrangeira será competência dos Colegiados dos Programas de Pós-Graduação da UFSM, podendo recorrer, se necessário, a consultoria do Departamento de Letras Estrangeiras e Modernas, sendo que os aproveitamentos de testes serão aceitos quando:

I – reconhecidos pela CAPES e/ou emitidos por instituições com programas de pós-graduação, reconhecidos pela mesma, e realizados no máximo há cinco anos.

II – emitidos pelo MEC no caso do CELPE-BRAS.