Ir para o conteúdo PPGQ Ir para o menu PPGQ Ir para a busca no site PPGQ Ir para o rodapé PPGQ
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Aluna de doutorado do PPGQ é destaque na região norte do Estado por pesquisa que aponta a presença de fármacos em recursos hídricos de Passo Fundo



A discussão sobre o descarte adequado de fármacos não parece acompanhar o ritmo da sua produção e distribuição, ainda mais durante a pandemia deflagrada devido ao vírus Sars-CoV-2. O descarte incorreto de medicamentos vencidos, inutilizados ou em desuso pode acarretar a contaminação, atingindo diversos segmentos ambientais como a água, o solo, a cadeias produtiva dos animais e, por consequência, os seres humanos. Os efeitos dessas substâncias como contaminantes de fauna e flora envolvem toxicidade direta a vários organismos aquáticos, acarretando na morte e subdesenvolvimento de diversas espécies, o que resulta no crescimento exacerbado de alguns animais em detrimento de outros, desregulando a capacidade de autodepuração e a cadeia alimentar da natureza. Além disso, a presença de fármacos pode levar ao desenvolvimento de micróbios e bactérias mais resistentes.

Nesse contexto, a aluna de doutorado do PPGQ, Yasmin Vieira, realizou estudos a partir da coleta de diversos pontos de recursos hídricos próximos ao despejo de esgotos que podem conter efluentes hospitalares de Passo Fundo, que foram caracterizados em termos de concentrações de fármacos presentes, sob orientação do Prof. Dr. Guilherme Luiz Dotto. “Já imaginávamos que haveriam fármacos presentes devido aos pontos de coleta das amostras, porém não nas concentrações encontradas. Os valores encontrados revelam concentrações de poluentes acima das normalmente publicadas em outros trabalhos semelhantes. Algumas substâncias, como diclofenaco e ibuprofeno, foram encontradas em concentrações superiores aos demais, o que indica que houve descarte direto nestes efluentes. No total, 16 princípios ativos de fármacos foram identificados, sendo em sua maioria pertencentes às classes de reguladores de pressão arterial, anti-inflamatórios, analgésicos e antidepressivos”, revela Yasmin.

O Prof. Guilherme Dotto enfatiza ainda que: “apesar de nossa linha de pesquisa principal consistir na síntese, desenvolvimento e aplicação de adsorventes e catalisadores voltados a aplicações ambientais, os estudos realizados devem contemplar e buscar solucionar problemas reais, e que monitoramentos deste tipo devem ser incentivados pelos órgãos de saneamento e de controle ambiental, deixando os bancos acadêmicos e sendo relatados para a população em geral, principalmente como forma de sensibilizar para o descarte correto de fármacos”.

As análises dessas amostras e determinação dos fármacos foram realizadas como parte do projeto de doutorado da pós-graduanda, na área de físico-química. A pesquisa contempla também as áreas de inorgânica, orgânica e analítica, devido a síntese e caracterização de compósitos, elucidação de mecanismos reacionais e análises de cromatografia líquida de alta performance acoplada a espectrometria de massas. O estudo foi realizado em parceria com a Prof. Dra. Clóvia M. Mistura (UPF), e com a participação da empresa de Consultoria Química: Ecoambiental, que atua na região de Passo Fundo (RS) desde 1996. Ainda, participaram da elaboração dos experimentos e discussão das análises os acadêmicos de pós-graduação Jandira Leichtweis (PPGEAmb) e Hércules Abie Pereira (PPGQ), e os professores Dr. Edson Luiz Foletto (UFSM) e Dr. Luis Felipe Silva Oliveira (Universidad de la Costa, Colombia).

O estudo completo foi publicado em periódico internacional bastante conceituado no meio científico, a revista Science of the Total Environment, avaliada como critério máximo pela Capes (Qualis A1) e fator de impacto 6.551, e pode ser acessada aqui: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2021.146991. O estudo realizado faz parte de uma sequência de destaques regionais em virtude da Semana da Sustentabilidade.  Uma das notícias publicadas digitalmente pode ser acessada aqui: https://onacional.com.br/n,116010

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes