Ir para o conteúdo EDUCOM Ir para o menu EDUCOM Ir para a busca no site EDUCOM Ir para o rodapé EDUCOM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Literatura e os movimentos sociais



Carolina Barin – carolinabarin@gmail.com
Dairan Paul – dairanpaul@gmail.com

A primeira vez que vimos uma banca vendendo livros da editora Expressão Popular foi na frente da Biblioteca Central da UFSM. Chamou a atenção por ser organizada por alunos e, é claro, pelos preços acessíveis das obras. Com o tempo, a banca era vista com cada vez mais freqüência, especialmente no hall do prédio 74. Descobriu-se que os acadêmicos faziam parte do Levante Popular da Juventude, coletivo que milita pelos movimentos sociais da juventude e atua em Santa Maria há 6 anos .

Editoras como a Imaginário e a Boitempo estão entre as vendidas pela banca. Entretanto, a maior parte dos livros vêm da Expressão Popular, que é ligada aos movimentos sociais. O objetivo da editora, ao vender livros à preço de custo, é deixar o conhecimento ao alcance de todos. E é a iniciativa dos alunos de revenderem as obras da Expressão Popular no meio academico que dá um grande passo em direção à isso, através de preços modestos que vão de 12 a 15 reais. O livro mais barato é o Manifesto Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels, vendido a 3 reais.

Embora não tenha periodicidade definida, a banca pode ser facilmente encontrada no campus da UFSM, seja em frente da Biblioteca Central ou nos prédios 74 (Centro de Ciências Sociais e Humanas), 21 (Comunicação Social) e 16 (Centro de Educação). Os alunos que revendem os livros também aceitam encomendas. O acervo está disponível no site da editora Expressão Popular.

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-802-408

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes