Ir para o conteúdo EDUCOM Ir para o menu EDUCOM Ir para a busca no site EDUCOM Ir para o rodapé EDUCOM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projetos estreitam relação entre Universidade e Exército



Parceria entre as duas instituições enriquece a formação dos estudantes

Eduardo Molinar – eduardomolinar95@hotmail.com

As relações da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) com as unidades do Exército Brasileiro sediado na cidade de Santa Maria englobam vários cursos e variam ano a ano. Há cooperações em várias áreas, como da Comunicação Social, Engenharias e Ciências Rurais.

Essas relações nem sempre chegam ao conhecimento de todos, pois são pouco divulgadas aos universitários e, quando isso ocorre, as notícias nem sempre são esclarecedoras. Há cooperação entre a Instituição e o Exército durante as operações militares, em que são oferecidas vagas temporárias de estágio para cursos de acordo com o tipo de operação. Algumas das operações que normalmente recebem estagiários são a Imembuí (simulação de combate), a Ágata (operação real, não simulada) e exercícios com os carros de combate no Campo de Instrução de Santa Maria (Cism).

Há, também, atividades que não estão vinculadas a nenhuma operação e são, portanto, mais duradouras. Uma delas, que está em andamento, é de Diagnóstico Ambiental e Plano de Manejo de Área do Cism, que envolve o Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE), o Centro de Ciências Rurais (CCR) e o Centro de Tecnologia (CT) da UFSM. O objetivo desse projeto é elaborar um diagnóstico ambiental da área do Cism que servirá para a criação de um plano de manejo que visa o uso sustentável da área do campo de treinamentos do Exército. As atividades são desenvolvidas nas dependências militares e universitárias de Santa Maria e envolvem professores e alunos de vários cursos além de pesquisadores militares.

Essa parceria visa a troca de experiências entre militares e universitários. Segundo o setor de Comunicação Social do Exército, alguns exercícios praticados no Cism podem acarretar problemas no solo, e deixá-lo mais pobre, com riscos de erosão. A ideia de envolver acadêmicos das áreas de Geologia, Agronomia, Engenharia Florestal, Geografia, Biologia e Arquitetura busca unir conhecimentos e ajudar o Exército a prevenir problemas ambientais. Em troca, o Exército proporcionará uma oportunidade diferente para que estudantes e professores desenvolvam trabalhos de ensino e ganhem mais experiência com essas práticas.

Uma das oportunidades de estágio oferecidas pelo Exército aos universitários é na Operação Imembuí, espécie de simulação de combate que acontece todos os anos no Cism e envolve os cursos de Jornalismo e Direito. Os acadêmicos destes cursos são selecionados para a Operação, e ela propicia a aplicação de seus conhecimentos nas ações realizadas pelos militares. Há coletivas de imprensa, entrevistas e atividades nas áreas jurídicas, principalmente na área de Direitos Humanos, que são desenvolvidas entre os estudantes e o setor de Comunicação Social do Exército. Outro objetivo dessa atividade é proporcionar ao Exército uma troca de experiências com pessoas que têm uma visão diferente da área, pois o setor de Comunicação do Exército é relativamente novo.

Uma das atividades mais recentes que envolveu universitários e militares foi o projeto de revitalização dos blindados M113, financiado pelo empresário Osmar Dutra, que criou uma empresa para revitalizar os blindados e entrou em contato com o curso de Engenharia Mecânica. O curso, então, escolheu como orientador o professor Leandro Costa de Oliveira. O projeto envolveu 20 alunos do 5º semestre de Engenharia Mecânica e ocorreu nos laboratórios do Centro de Tecnologia entre os anos de 2004 e 2005. Na ocasião, os alunos e professores desenvolveram um protótipo de carro de combate.

Embora existam muitos convênios entre a UFSM e o Exército Brasileiro, poucas informações chegam à comunidade. Os vários projetos de extensão oferecidos possibilitam trocas de experiências entre os universitários e os militares, o que contribui na formação dos alunos e estreita os laços entre as duas instituições. Em vista disso, há possibilidade de que novos convênios sejam firmados entre a Universidade e o Exército, para possibilitar que os estudantes apliquem seus conhecimentos para além da sala de aula.

QG 3DE-2

CISM

O Campo de Instrução de Santa Maria se localiza no final da Avenida do Exército, no bairro Boi Morto. É uma área militar destinada a exercícios da tropa do Exército. Há diversos tipos de operações que são realizadas no local, principalmente com a Infantaria e os carros de combate.

foto-2

Bastidores da .txt

A ideia de fazer uma pauta que não havia sido explorada ainda surgiu na época da produção da primeira revista. Uma matéria que relacionasse o Exército e a Universidade era uma dessas ideias.

Inicialmente, entrevistei o Coronel Almeida Rosa, que me deixou a par de alguns projetos que o Exército mantém com a UFSM e que ocorrem no Cism. Logo depois dessa entrevista, fui até a Proinfra, onde tive acesso a alguns documentos sobre esses convênios.

Entrevistei também o professor Leandro, do curso de Engenharia Mecânica, que participou de um projeto de extensão que envolveu o Exército.Com todas essas informações, pude produzir a matéria . Foi ótimo escrever algo relacionando a Universidade e o Exército, por ser um tema pouco explorado.

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-802-1300

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes