Ir para o conteúdo Íntegra Ir para o menu Íntegra Ir para a busca no site Íntegra Ir para o rodapé Íntegra
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Agência Íntegra promove ações digitais durante a quarentena

 Agência experimental dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da UFSM-FW desenvolve projeto de ensino que visa a integração entre os estudantes, mesmo durante a pandemia

A integração entre estudantes e docentes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da UFSM-FW é um dos principais focos do trabalho desenvolvido pela Agência Experimental de Comunicação Íntegra, laboratório didático vinculado ao Departamento de Ciências da Comunicação (Decom). Durante a pandemia, porém, as atividades presenciais tiveram que ser substituídas por ações digitais, como lives, vídeos, curadoria de conteúdos, divulgação de produções estudantis, entre outras.

Desde o início deste ano, a Agência desenvolve o projeto de ensino “MovimentAção: comunicação para a formação profissional e cidadã por meio da Agência Íntegra”. O projeto tem como objetivo promover a articulação de ações e projetos, de modo multi e interdisciplinar, a partir do alinhamento a temáticas sociais relevantes. Neste ano, a temática escolhida foi a “sustentabilidade”.

Com o isolamento social, a Agência vem atuando de forma remota. Redes sociais como o Instagram (@integraufsm) e o Facebook (@integraufsmfw), além do site institucional e do Youtube, passaram a ser os principais palcos para as ações da Íntegra.

Lives, curadoria e engajamento

Entre as principais atividades da Agência durante a quarentena, estão a realização de lives no Instagram, contando com a participação de professores do próprio departamento, que discutem aspectos relevantes da comunicação relacionados à pandemia e à sustentabilidade. A professora Cláudia Moraes e o professor Reges Schwaab foram os primeiros a participar, abordando, respectivamente, a “Educomunicação Socioambiental” e o “Jornalismo em tempos de incertezas”.

Associadas às discussões iniciadas nas lives, a Agência ainda oferece, também em seu perfil no Instagram, curadoria de conteúdos relacionados e prepara um novo quadro, o “Fala que eu Discuto”, que pretende ampliar o debate por meio de perguntas direcionadas aos professores participantes. Também em seus perfis nas redes sociais, são divulgados projetos institucionais relacionados à COVID-19, dicas culturais, de entretenimento e saúde mental, além de campanha externas, como a Marcha Virtual pela Ciências, ocorrida na última quinta-feira (07).

Produções dos estudantes

Outra ação que vem sendo desenvolvida é a divulgação de atividades didáticas, realizadas no âmbito das disciplinas. Entre elas, destaque para o podcast “Cenário das Políticas Públicas – Especial Covid-19”, produzido por estudantes do curso de Jornalismo, na disciplina de Políticas Públicas em Comunicação, ministrada pela professora Cláudia  Moraes. Divulgados diariamente no site da Agência, os episódios do podcast refletem sobre a atuação dos agentes públicos na pandemia de coronavírus.

Ainda no site da Íntegra estão sendo publicadas notícias e notas sobre a situação dos projetos desenvolvidos por pesquisadores do campus durante a quarentena. Os textos são produzidos por estudantes de Jornalismo na disciplina de Redação Jornalística I, ministrada pela professora Andrea Weber. Fora a participação da Agência na Marcha Virtual pela Ciência com a iniciativa “Divulga TCC”, que da visibilidade as produções científicas do departamento.

Calendário

Nesta semana, a Agência lança seu novo quadro. Na primeira edição do Fala que eu Discuto, os professores Reges e Cláudia respondem perguntas enviadas por estudantes.  O conteúdo em vídeo será disponibilizado no Youtube, no sábado (16).

Na próxima semana, o professor Jones Machado, do curso de Relações Públicas, será o convidado da live da Íntegra no Instagram, abordando o tema “Crise, Relações Públicas e Comunicação”. A live inicia às 19h30 e é aberta a todos os interessados.

Apresentação da Agência e do projeto de ensino.

Texto e coordenação por Mirian Quadros
Pré e Pós produção por Kawê Veronezi
Produção por André Luis, Fernanda Rodrigues, Gabriel R., Pâmela Francelino e Zylda Bêngochea

MovimentAção

O projeto de ensino MovimentAção: comunicação para a formação profissional e cidadã por meio da Agência Íntegra tem como objetivo promover a integração de estudantes e docentes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da Universidade Federal de Santa Maria – campus Frederico Westphalen, por meio da articulação de ações e projetos, de modo multi e interdisciplinar, a partir do alinhamento a temáticas sociais relevantes, sob a gestão estratégica da Íntegra – Agência Experimental de Comunicação. O projeto visa fomentar a cultura de integração entre os cursos, disciplinas, docentes e discentes, contribuindo para a qualificação do ensino de graduação.

Temos por objetivo geral promover a integração de estudantes e docentes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da Universidade Federal de Santa Maria – campus Frederico Westphalen, por meio da articulação de ações e projetos de ensino, pesquisa e extensão, desenvolvidos anualmente de modo multi e interdisciplinar a partir do alinhamento a temáticas sociais relevantes.

Para isso, elenca-se os seguintes objetivos específicos:

1. Implementar uma lógica processual de atividades para a Íntegra, proporcionando aos monitores da agência uma experiência de gestão e atuação integrada na área da comunicação; 

2. Articular ações e projetos de ensino, pesquisa e extensão, multi e interdisciplinares, entre os cursos, alinhados à temática selecionada; 

3. Promover a cultura de integração entre os cursos, disciplinas, projetos, docentes e estudantes; 

4. Estimular práticas de ensino e extensão inovadoras na área da comunicação; 

5. Articular parcerias com agentes externos, como organizações do terceiro setor, poder público, setor empresarial e veículos de imprensa, como forma de estimular o diálogo entre a Universidade e a comunidade regional; 

6. Contribuir, sempre que possível, com projetos de caráter institucional, levando em consideração a Política de Comunicação da Universidade e os desafios definidos pelo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFSM; 

7. Dar visibilidade às ações e projetos integrados desenvolvidos pelos estudantes e docentes do Decom, por meio de ações de divulgação junto a mídias locais e regionais, mídias sociais e a própria comunicação institucional da UFSM; 

8. Avaliar, anualmente, as atividades desenvolvidas, buscando a qualificação do proje

A proposta se alinha a uma perspectiva educacional moderna, a qual caracteriza uma “[…] tendência conciliatória, que procura unir a ênfase do conteúdo sistemático da visão clássica com o caráter libertário da escola humanista” (GIL, 2013, p. 26). Desse modo, o projeto não está apenas focado na abordagem clássica (na qual a ênfase está no professor e no ensino), nem exclusivamente na humanista (em que a centralidade está no aluno e na aprendizagem). Segundo Gil (2013), dentre os valores nos quais a perspectiva moderna baseia-se estão: adequação entre as necessidades dos alunos e os valores sociais, participação, responsabilidade, criatividade, orientação para a solução de problemas e ênfase no processo ensino-aprendizagem. Princípios que também embasam o MovimentAção. Ensino e aprendizagem são noções relacionadas, mas ensinar associa-se a conceitos como instruir, orientar, comunicar, mostrar, guiar, dirigir, enquanto aprender refere-se a descobrir, mudar atitude ou comportamento, adquirir conhecimento ou habilidade, adaptar-se (GIL, 2013; MASETTO, 2003).

O projeto contempla uma mescla entre ensino e aprendizagem, pois não exclui a ação direcionadora e instrutiva do professor, mas agrega ações voltadas para a aprendizagem por parte dos alunos, por meio do envolvimento com atividades práticas e temáticas relevantes. Dessa forma, o projeto representa uma oportunidade de qualificar o ensino dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas por meio de atividades práticas integradas, qualificando as produções dos acadêmicos e ampliando a capacidade de inovação, ao passo que passam a atuar focados em uma temática específica. Ainda, viabiliza que os cursos estejam alinhados à Política de Comunicação da UFSM, que prevê as unidades de produção pedagógica como parte da governança de comunicação da Universidade. Esse alinhamento também vai contribuir para visibilizar, interna e externamente, as atividades desenvolvidas nos cursos, o que pode auxiliar na ampliação da procura pela área e na prevenção da evasão discente.

Para que isso se efetive, a interação entre docentes, discentes, demais setores da Universidade e sociedade é peça-chave. Segundo Masetto (2003), a interação é parte essencial do processo de aprendizagem. O autor considera relevante que o docente esteja em contato com colegas que atuam ou já atuaram na mesma disciplina, para que possam identificar necessidades e melhores estratégias para a adequada formação profissional. Assim, o professor continua na coordenação da aula, mas considera para a sua atuação a experiência e as contribuições do grupo. Também, é ideal que os professores das diversas disciplinas de um mesmo semestre – bem como de semestres posteriores e anteriores – possam articular formas de integrá-las, por exemplo, por meio que projetos ou estudos de caso envolvendo várias cadeiras, como estratégia para facilitar e promover a aprendizagem. Com esse mesmo propósito, há ainda que se destacar o processo interativo entre os alunos, possível por meio de atividades planejadas e realizadas em grupos, nas quais possam trabalhar juntos e alcançar determinados objetivos. (MASETTO, 2003).

A atuação integrada de professores e alunos – por meio de ações e projetos relacionados a um tema, como aqui proposto – pode interferir diretamente na aprendizagem e na formação de profissionais qualificados, aptos a compreender e intervir na sua realidade. “A forma de apresentar e tratar um conteúdo ou tema é o que de fato ajuda o aprendiz a coletar informações, relacioná-las, organizá-las, manipulá-las, discuti-las e debatê-las com seus colegas, com o professor, e com outras pessoas (interaprendizagem), até chegar a produzir um conhecimento que seja significativo para o aprendiz, conhecimento que se incorpore ao seu mundo intelectual e vivencial e o ajude a compreender sua realidade humana e social, e mesmo a interferir nela”. (MASETTO, 2003, p. 48-49) Nessa linha, a proposta justifica-se também por pautar temas socialmente relevantes, aproximando a Universidade do seu entorno. Com isso, estimula a formação de profissionais de comunicação com uma postura ética e reflexiva, tão necessários no mercado e na sociedade. A proposta está ancorada nas noções da cidadania, da comunicação pública, da mobilização social e das dinâmicas de solidariedade que marcam a sociedade contemporânea. Nesse sentido, também abarca um amplo leque de possibilidades de atuação, que vão desde a criação de produtos e planos estratégicos de comunicação visando o fortalecimento e engajamento da sociedade civil até a construção colaborativa de parcerias visando a sensibilização de atores locais acerca de temáticas sociais relevantes.

1. Qualificar o ensino de graduação nos cursos de Jornalismo e Relações Públicas; 

2. Dar visibilidade aos cursos, contribuindo para o aumento da procura e preenchimento de vagas; 

3. Maior aproximação com a comunidade local e regional, bem como com a própria UFSM (sede e demais campi); 

4. Ampliar e democratizar o acesso à Integra; 

5. Criar uma cultura de integração entre docentes e discentes dos cursos; 

6. Promover a motivação dos alunos e interesse pela participação em projetos, colaborando com a prevenção da evasão.

Últimas notícias sobre o projeto
II Ciclo de Debates por um Jornalismo Antirracista ocorre em setembro
Programa Mão na Mídia e curso de Jornalismo do DECOM/UFSM-FW organizam evento que debate o…
Agência Íntegra seleciona novos bolsistas
São três vagas para estudantes de Jornalismo e Relações Públicas. Inscrições vão até o dia…
Aula Virtual pelo Clima: #ChegadePromessasVazias
O Programa de Extensão Mão na Mídia: educomunicação e cidadania, em parceria com o projeto…
Infâncias roubadas: A triste realidade vivenciada por crianças sírias
Criança síria levanta os braços ao confundir câmera com arma. Imagem: Osman Sagirl. A crise…
VIDA TERRESTRE
As espécies estão entrando em extinção cada vez mais rápido, seja por queimadas, desmatamento ou…