Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Até o final do semestre, calçadas do Campus Sede terão acessibilidade

Quem chega à UFSM já deve ter reparado nas obras em andamento logo na entrada do campus. Trata-se da implantação do projeto de acessibilidade na calçada paralela à Avenida Roraima. O intuito é adequar os passeios da UFSM a todos os seus usuários.

O projeto se estenderá à calçada que liga o Centro de Tecnologias (CT) ao RU 2. Esta, além de se tornar acessível, será alargada por, atualmente, não comportar o número de pedestres que a utilizam. As calçadas que dão acesso aos prédios do Centro de Ciências da Saúde (CCS) também passarão por adequações.

As obras de acessibilidade são realizadas por equipes distintas e devem ser concluídas ainda no primeiro semestre de 2016.

Pista Multiuso

A pista multiuso, que se prolonga por boa parte do campus, é compartilhada por um grupo variado de usuários. Proporciona a prática de diversas atividades de lazer, recreação e circulação.

As obras da pista iniciaram em 2014 e tiveram sua etapa inicial finalizada no primeiro semestre de 2015. Em breve, a segunda fase de obras começará, com o intuito de cumprir o previsto no restante do projeto.

Serão adaptadas áreas de estar ao longo do circuito, mobiliário de apoio como bebedouros e lixeiras, pontos de empréstimo de bicicletas, iluminação e paisagismo. Além disso, a pista será estendida até os prédios que não foram abrangidos na primeira etapa, e será duplicada em sua totalidade devido ao grande número de usuários.

Com as adequações, a pista chegará aos prédios do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e também ao Hospital Veterinário Universitário (HVU). A intenção é fechar um ciclo.

Segundo a Pró-Reitoria de Infraestrutura, o processo de licitação da empresa responsável pelas obras está em andamento. Embora não tenha começado, a estimativa de conclusão é o primeiro semestre de 2016.

Bicicletário

Associado à duplicação e expansão da pista multiuso, está o bicicletário. O processo de negociação está em fase final, conforme o pró-reitor de Infraestrutura, Eduardo Rizzatti.

Neste primeiro momento, a UFSM adquirirá em torno de 50 bicicletas, que serão colocadas à disposição da comunidade universitária. Os usuários serão responsáveis pelo cuidado e manutenção.

A pretensão, em longo prazo, é firmar parceria com empresas, a exemplo do que já é feito em outras cidades e instituições.

Através da parceria, existirá a possibilidade de retirar as bicicletas em um local e devolvê-las em outro, dentro do campus. Ainda, o aluno terá um cartão com o número de sua matrícula, que permitirá acesso livre às bicicletas sem custo algum. O orçamento, para tanto, é estimado em R$ 1 milhão.

0e17facc-1c86-4780-be5e-c1684047bd9b 

Clique na imagem para ampliá-la.

Fonte: http://goo.gl/vhqfZt acessado em 14/04/2016