Ir para o conteúdo Casa do Estudante Ir para o menu Casa do Estudante Ir para a busca no site Casa do Estudante Ir para o rodapé Casa do Estudante
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Assistência Estudantil



Assim como todas as Universidades Federais, a assistência estudantil da UFSM é implementada a partir do PNAES (Programa Nacional de Assistência Estudantil). O PNAES foi instituído em 2007 e divide a assistência em 10 categorias:

I – Moradia estudantil; II – alimentação; III – transporte; IV – atenção à saúde; V – Inclusão digital; VI – cultura; VII – esporte; VIII – creche; IX – apoio pedagógico; e X – acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação.

O programa dá essas diretrizes, mas quem escolhe como dividir o orçamento e escolhe as ações a serem feitas é a própria universidade. No caso da UFSM, quem faz essa administração das medidas é a PRAE, direcionando-as para alunos com benefício socioeconômico.

Os programas que a PRAE nos oferece são os seguintes:

I Moradia Estudantil

A UFSM oferece, atualmente, 6 residências universitárias gratuitas – tendo mais uma em construção em Cachoeira do Sul- espalhadas pelos seus campis, somando mais de 2000 estudantes beneficiados, sendo a CEU II a maior casa do estudante do Brasil. Atualmente a CEU II tem 5 prédios, com apartamentos de 2, 4, 6 e 8 pessoas. Morando neles, tem-se o direito a cama, armário de cozinha, um roupeiro, uma mesa e uma cadeira, fora os outros custos que a universidade também dispõe gratuitamente – água, luz e internet. Desde 2014, os filhos de estudantes moradores obtiveram o direito de ocuparem uma vaga na CEU, os pais e suas crianças tendo prioridade para morarem em apartamentos de duas vagas. Também foi garantido esse direito para pessoas portadoras de deficiência que precisam de acompanhante, podendo morar com algum familiar ou responsável. A UFSM também tem a União Universitária, na qual estudantes recém-chegados aguardam o benefício ser deferido e depois até conseguir uma vaga nos apartamentos.

II Alimentação

Para alimentação da comunidade acadêmica, a universidade conta com o Restaurante Universitário, sendo dois no Campus de Camobi, outro no centro de Santa Maria, e mais um em cada um dos campus da UFSM (Frederico Westphalen, Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões). Para os estudantes com benefício, as refeições são gratuitas – café, almoço, janta e distribuição de alimentos para o dia de domingo que o RU não funciona. Para as moradoras da CEU com filhos, os mesmos direitos se estendem à criança.

III Transporte

A UFSM dispõe de um auxílio que custeia 50% do pagamento do transporte público usado na ida e na volta da Universidade durante o semestre. Para ter esse auxílio é necessário se inscrever no edital que é lançado semestralmente e ter BSE ativo. Como exceção, não pode solicitar essa bolsa o estudante que mora e tem aula no mesmo campi.

IV Atenção à saúde

A Instituição disponibiliza atendimento psicossocial de segunda a sexta no Setor de Atendimento Integral ao Estudante (SATIE), e odontológico na PRAE. Atualmente, também conta com um médico e enfermeiras todos os dias caso alguém precise de atendimento. Quando necessário, levam à uma Unidade de Saúde, estes tendo uma atenção especial as estudantes mães e seus filhos. Em casos de violência contra a mulher – agressões, estupro, etc –  a PRAE encaminha a vítima para a Equipe de Matriciamento do HUSM, onde podem ser atendidas com urgência.

V Inclusão Digital

Nas CEU’s, todos os apartamentos foram equipados com internet, e seus moradores tendo a liberdade de utilizar um roteador Wireless. Também há wi-fi em vários pontos da Instituição, sendo abertas para uso de alunos, servidores e professores.

VI Cultura e VII Esporte

O SATIE também dispõe diversas oficinas que ocorrem no decorrer do semestre letivo, que promovem um espaço de vivência de expressões artísticas, culturais e esportivas para a população universitária. Dentre as oficinas encontram-se: ações de dança, produção artística, plataforma cultural, elaboração e preparo de alimentos/culinária, atividades físicas/esportivas e jogos.

VIII Creche

A creche da UFSM é o Núcleo de Educação Infantil Ipê Amarelo, localizada no campus principal em Camobi. Porém para uma moradora da CEU conseguir uma vaga para seu filho (a) é necessário passar por um sorteio, no qual não se é necessário ter vínculo com a Instituição para participar, e isso faz com que seja bastante concorrido. A PRAE então assessora as mães a procurarem vaga em outras creches públicas, e caso não consiga uma vaga é oferecido um auxílio creche no valor de R$ 375,00. Outra medida da PRAE é uma negociação com o município para que este realize o custeio de vagas em escolas particulares, quando não houver mais vagas na rede pública de Educação Infantil.

IX Apoio Pedagógico

A PRAE disponibiliza uma auxílio que ajuda a custear os materiais pedagógicos a partir de um edital, porém este é destinado para cursos que utilizam utensílios que a UFSM não oferece, como é o caso dos instrumentos utilizados pelos alunos de odontologia, ou alguns materiais necessários em Desenho Industrial, etc.

X Acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação

Existe um órgão executivo do Gabinete do Reitor chamado Coordenação de Ações Educacionais (CAED), e estrutura-se a partir do Observatório de Ações de Inclusão e de três núcleos:  Núcleo de Acessibilidade, Núcleo de Ações Afirmativas Sociais, Étnico Raciais e Indígenas e Núcleo de Apoio à Aprendizagem. Para este órgão a PRAE destina um valor da verba do PNAES, para que eles realizem ações destinadas a esse público.


Publicações Recentes