Ir para o conteúdo PPGA Ir para o menu PPGA Ir para a busca no site PPGA Ir para o rodapé PPGA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Equipe PhenoGlad participa de festival internacional de Ciência



O coordenador da Equipe, Nereu Streck apresentou a palestra: Flores para todos: do Reino Unido para o Brasil”.

Imagine você ser convidado para ir a um bar com amigos comer uma boa comida, conversar, dar risadas e dividir um drink gelado. Em meio a isto, um papo regado à descontração, mas sério, com temas pertinentes. Esta é a proposta do Pint Of Science, um festival de divulgação internacional de Ciência que leva aos pubs, de cidades espalhadas pelo mundo, palestras e pesquisadores ao contato com um público variado. Essa iniciativa chegou a Santa Maria, no dia 20 de maio e contou com mais de 300 expectadores, considerando os dois “points”, no Bar Biroska e Paiol.

No Bar Biroska, casa que acolheu a Equipe PhenoGlad, o festival iniciou por volta das 20h, com o tema “Insetos X Humanos: uma convivência de conflitos” que foi abordado pelo professor Jerson Carus Guedes, doutor em Entomologia da UFSM. Em seguida, foi a vez do coordenador da Equipe PhenoGlad da UFSM, Nereu Streck, apresentar o projeto “Flores para todos: do Reino Unido para o Brasil”.

A organizadora do evento, Mineia Weber Blattes, recorda que ainda quando estudante de doutorado, ao fazer um intercâmbio teve contato com o Pint of Science, na Espanha. Para a realização do encontro em Santa Maria, ela comenta que há uma comissão que rege as diretrizes nos 24 países quais a iniciativa acolhe. “Neste primeiro ano, se buscou trazer os pesquisadores mais renomados que se conhece. Acompanhamos o trabalho do professor Nereu, da Equipe PhenoGlad, com os produtores, na zona rural, nas cidades do interior com as plantações de gladíolos”, relata.

Entusiasmada, Mineia pontua a receptividade a curiosidade do público, para o sucesso do festival. “Chegou para ficar. Temos a expectativa que nos próximos anos, mais pessoas possam vir saber o que estes professores, pesquisadores estão fazendo nos laboratórios, nas universidades que podem estar mudando a vida das pessoas e em comunidade”, ressalta a organizadora.

Integrantes e parceiros da Equipe prestigiaram o Pint Of Science no Biroska.

Para a professora da Universidade Franciscana (UFN), Leyla Kraulich, a proposta de se levar ciência a pubs é uma “forma descontraída, que traz conhecimento para as pessoas de uma maneira mais bacana, mais leve e que prende mais a atenção”, disse. Ela ainda complementa, “é um evento diferente, que propõe uma integração com as duas grandes universidades (UFSM e UFN). É importante para que os alunos também vejam quais pesquisas existem, ampliem seus conceitos”, conclui.

O coordenador da Equipe PhenoGlad, Nereu Streck, entende a participação no Pint of Science como um reconhecimento. “Marca a internacionalização da Equipe. Nós apresentamos os projetos que viemos desenvolvendo, principalmente o Flores para Todos, em parceria com a Emater/RS- Ascar. Foi um momento de entregarmos para a comunidade o que a pesquisa e a extensão vêm fazendo para e em prol dos produtores familiares no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e no Vale do São Francisco”, destaca. Streck também enaltece o trabalho desenvolvido pelas Equipes PhenoGlad em todos os estados citados e acredita que, “com a apresentação dos projetos e do aplicativo PhenoGlad mobile assumimos uma nova envergadura”, finaliza.

[VIDEO] Equipe PhenoGlad participa de Festival Internacional de Ciência

Outra atração no bar Biroska nas três noites do Pint of Science foi a decoração com gladíolos amarelos produzidos pela Equipe PhenoGlad. Os gladiolos são lindas flores e tem uma personalidade marcante quando usados em arranjos florais. Os gladíolos são a marca registrada do projeto Flores para Todos, o que chamou ainda mais a atenção do público durante a fala do professor Nereu Streck.

Pint of Science

O Pint of Science é o maior festival de divulgação de ciência que ocorre no mundo. Ele tem por objetivo levar os cientistas para perto do público leigo para conversarem sobre desenvolvimentos científicos contemporâneos de uma forma interessante, divertida, envolvente e acessível, utilizando para isto o ambiente descontraído dos bares das cidades. Santa Maria está entre as 89 cidades brasileiras que realizam o evento este ano.

O Pint of Science não tem fins lucrativos, e a atividade dos organizadores e dos cientistas não é remunerada. Os bares não cobram ingresso. O público paga somente o que consumir e é necessário reservar lugares. Na cidade, o evento aconteceu nos bares Biroska e Paiol e nos três dias de evento (20, 21 e 22 de maio) levou mais de 1 mil pessoas aos dois bares da cidade.

Texto: Lorenzo Franchi- Fluída Assessoria de Comunicação.

Fotos: Patricio Contreras.

Por Equipe PhenoGlad


Publicações Recentes