Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

A ciência em busca de melhorias de vida para a sociedade

Docentes e alunos da UFSM que receberam premiações em eventos acadêmicos em 2014 serão homenageados pela Administração Central na próxima segunda-feira (22), em solenidade a ser realizada no Espaço Multiuso, a partir das 10h.

Na ocasião, serão entregues certificados aos homenageados, como forma de reconhecimento da Universidade. Os homenageados foram indicados pelas coordenações dos cursos.

Entre os homenageados estarão os professores agraciados, em outubro de 2014, com o Prêmio Pesquisador Gaúcho, da Fapergs, a principal distinção voltada à ciência e tecnologia do Estado, que demonstra a importância do papel da pesquisa na melhoria de vida da sociedade.

Helio Gauze Bonacorso, do Departamento de Química, recebeu o prêmio de Pesquisador Destaque em Química, e Vicente Celestino Pires Silveira, do Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural, foi o Destaque Especial ao Ano Internacional da Agricultura Familiar.

A pesquisa do professor Vicente Celestino Pires Silveira que venceu o prêmio é Desenvolvimento Sustentável dos Pecuaristas Familiares do Rincão do 28, iniciada em 2006 em uma comunidade de agricultores familiares em Alegrete, como parte das ações desenvolvidas pelo convênio entre a UFSM e a Fundação Maronna de Alegrete, e conta com a parceria da Secretaria de Agricultura e Pecuária de Alegrete, Emater, Senar, Sebrae e o Polo Educacional do Rincão do 28.

As entidades prestaram assessoria aos moradores do Rincão, encaminhando seus pedidos e necessidades. Algumas das solicitações tiveram resultado – como o Luz para Todos, do governo federal, e o Programa de Patrulha Agrícola, da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, para a utilização de maquinário agrícola – devido ao apoio e direcionamento do projeto de pesquisa.

De acordo com Vicente, doutor em Resource Management pela Universidade de Edinburgh e docente da UFSM desde 2004, o prêmio da Fapergs foi uma conquista que traz visibilidade para o fato de a UFSM ser a primeira instituição a ter um curso de pós-graduação em Extensão Rural da América Latina, programa que também tem o foco no trabalho com a agricultura familiar.

Já o professor do Departamento de Química Helio Gauze Bonacorso recebeu o prêmio de Pesquisador Destaque em Química. Doutorem Química Orgânica pela Universidade de Stuttgart, na Alemanha, e docente na UFSM desde 1991, Bonacorso é integrante do Núcleo de Química de Heterociclos e do Núcleo de Análises e Pesquisas Orgânicas (Napo), laboratório que promove de forma efetiva a interação da Universidade com o setor industrial gaúcho e brasileiro para determinação de resíduos de agroquímicos em diversas matrizes.

A experiência do professor se concentra na área de Química, com ênfase em síntese orgânica e resolução estrutural, atuando principalmente na pesquisa que aborda o desenvolvimento de novas metodologias sintéticas para obtenção e caracterização completa de moléculas acíclicas e heterocíclicas halometil substituídas, sua elucidação estrutural via RMN, difração de raios-X, cálculos moleculares e sua bioatividade.

“Trabalhamos na construção de novas moléculas e na elucidação das estruturas químicas dessas moléculas. Além de produzirmos novas moléculas, estudamos a sua composição química e sua reatividade, como são as estruturas tridimensionais destas moléculas, como é conectividade de seus átomos, em que sequência e que átomos fazem parte das estruturas, elucidando, assim, a estrutura dessas moléculas. De forma paralela, procuramos, sempre que possível, estudar a bioatividade dessas moléculas, através de trabalhos colaborativos internos e externos à UFSM”, explica.

No início das pesquisas, o grupo não tinha a capacidade de saber se as novas moléculas produzidas tinham alguma aplicação. Sendo assim, só se realizava a produção de séries delas. Porém, com o passar do tempo, outros grupos foram se formando na Universidade, novos convênios e colaborações foram sendo feitas com outras instituições. Essas parcerias geraram a possibilidade da procura pela aplicabilidade dessas estruturas. Nos últimos quatros anos, o grupo também tem dado uma importância bastante grande para a produção de patentes de invenção.

 

Notícia elaborada pela Coordenadoria de Comunicação Social da UFSM.