Ir para o conteúdo O QI Ir para o menu O QI Ir para a busca no site O QI Ir para o rodapé O QI
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Conheça um pouco mais sobre a Central de Periódicos da UFSM



O Portal de Periódicos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) é uma iniciativa da Biblioteca Central (BC), da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP), do Centro de Processamento de Dados (CPD) e de editoras e editores das revistas científicas institucionais. Reúne em um único ambiente os periódicos científicos da UFSM, visando o livre acesso e democratização da produção científica; a perpetuidade e qualificação constante dos periódicos; e a capacitação continuada das equipes editoriais. Este portal é gerido pela Central de Periódicos, coordenada pela bibliotecária Débora Floriano Dimussio e o programador visual Roberto Bordin.

 O portal utiliza o Open Journal Systems (OJS), software customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), desenvolvido pelo Public Knowledge Project (PKP) da Universidade British Columbia, para elaboração e gerenciamento de periódicos científicos eletrônicos.

Dessa forma, foi realizada uma entrevista com os bolsistas da Central de Periódicos da Universidade Federal de Santa Maria, a fim de descobrir quais os aprendizados e dificuldades que encontraram durante a atuação na gestão das revistas.

De acordo com alguns dos bolsistas atuantes na central, uma das maiores dificuldades encontradas foi em como utilizar os programas necessários para a diagramação dos periódicos e a organização do portal: “Um dos desafios mais significativos que encontrei em meu trabalho na Central de Periódicos foi a manipulação de alguns programas – como o Indesign, por exemplo.”. 

No entanto, felizmente, os bolsistas encontram boas orientações para o enfrentamento da dificuldade: “A diagramação era um universo que não era minha praia e tão pouco meu maior objetivo, mas fui pegando jeito e apreço. Claro, com a ajuda de toda a equipe fui criando autonomia para realizar minhas atividades. A diagramação foi um obstáculo vencido.”.

Além disso, eles também citam dificuldades na comunicação com os autores: “A maior dificuldade é entrar em contato com os autores dos artigos quando é necessário solicitar algum metadado ou alguma outra informação que implica na publicação.”. “Atualmente, acredito que a maior dificuldade seja a demora na resposta de alguns autores, o que acaba atrasando o fluxo da revista.”.

Em relação aos aprendizados adquiridos na Central, o que mais se destaca é a forma de organização e coletividade que trabalhar com periódicos exige: “As tarefas desenvolvidas passam pelo olhar de todos, afinal ninguém faz nada sozinho”. Nota-se na fala dos estudantes um carinho pelo trabalho, mostrando que, para além de aprender a utilizar os programas necessários e conhecer de perto o fluxo editorial, é possível a aplicação do que se aprende em sala de aula, conciliando a prática com a teoria: “Acredito que o trabalho aqui ajuda bastante em adquirir experiências sobre organização (pessoal, nas tarefas e horários da bolsa), além de apresentar na prática as etapas de publicação de artigos científicos, o que serve para comparar com algumas teorias que são vistas em aulas de PE.”. Ademais, os aprendizados pessoais não ficam de fora: “Trabalhar na Central de Periódicos me proporcionou aprender a trabalhar em equipe, melhorar minha comunicação e organização, além de me ensinar a mexer em softwares e ter domínio sobre eles.“.

Dá vontade de trabalhar em lugares assim, não é mesmo? Pois essa é a magia da Central de Periódicos. Para conhecer mais, acesse o Portal e as Revistas publicadas.

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-830-485

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes