Ir para o conteúdo NTE Ir para o menu NTE Ir para a busca no site NTE Ir para o rodapé NTE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Perguntas Frequentes

Dúvidas Moodle

Para todas as dúvidas relacionadas ao Moodle, é necessário acessar a página Ambientes Moodle, que tem tutoriais, guias e FAQ de uso dos Moodles UFSM.

Dúvidas Gerais

Você pode acessar o site do Moodle de diversas formas:

  • Através da página inicial do NTE, no botão Moodle, que consta no cabeçalho do site:

Em todos os casos, você estará na página em que poderá escolher qual a opção que deseja, se é o Moodle EAD/UAB, Presencial ou Capacitação.

A Universidade Aberta do Brasil é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal.
O Sistema UAB foi instituído pelo Decreto 5.800, de 8 de junho de 2006, para “o desenvolvimento da modalidade de educação a distância, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no País”. Fomenta a modalidade de educação a distância nas instituições públicas de ensino superior, bem como apoia pesquisas em metodologias inovadoras de ensino superior respaldadas em tecnologias de informação e comunicação. Além disso, incentiva a colaboração entre a União e os entes federativos e estimula a criação de centros de formação permanentes por meio dos polos de apoio presencial em localidades estratégicas.

A adesão dos governos locais – Estados e Municípios – e das instituições públicas de ensino superior ao Sistema UAB dá-se no âmbito dos Fóruns Estaduais Permanentes de Apoio à Formação Docente, criados pelo Decreto nº 6.755, de 29 de janeiro de 2009. A definição oficial dos Fóruns Estaduais Permanentes de Apoio à Formação Docente encontra-se disponível no caput do art. 1º da Portaria MEC nº 883, de 16 de setembro de 2009, citado a seguir:

“Art. 1º Os Fóruns Estaduais Permanentes de Apoio à Formação Docente são órgãos colegiados criados para dar cumprimento aos objetivos da Política Nacional de Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica […] com a finalidade de organizar, em regime de colaboração entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério para as redes públicas da educação básica”.

A direção dos Fóruns Estaduais compete às secretarias estaduais de educação ou de ciência e tecnologia, a depender do estado da federação. Além dessas secretarias, podem compor os Fóruns Estaduais representantes locais da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME, das secretarias municipais de educação, das universidades federais e estaduais, entre outros atores.

Os Fóruns Estaduais realizam reuniões periódicas, cujos resultados, lavrados em ata, balizam o atendimento de pedidos de novos polos feitos à Diretoria de Educação a Distância da CAPES.

Sempre que a prefeitura do polo substituir um coordenador de polo, ela deve avisar o NTE/UFSM através de um e-mail para o coordenador UAB/UFSM com as seguintes informações do novo responsável:

  • Nome 
  • CPF
  • E-mail para Contato
  • Telefone / Celular

Veja o fluxo do processo:

A Lei 12.089/09 proíbe uma mesma pessoa ocupar simultaneamente mais de uma vaga como estudante em cursos de graduação de instituições públicas de ensino superior. Sobre o acúmulo de vagas em cursos de níveis diferentes, as instituições devem ser consultadas, tendo em vista o regimento interno de cada uma delas.

Conforme prevê a Portaria Conjunta Nº2 (CAPES e CNPq), de 22 de julho de 2014 – Sobre bolsas dos tutores da Universidade Aberta do Brasil (UAB), para os bolsistas matriculados em programas de pós-graduação no país, a autorização para atuar como tutor deverá ser formulada pela coordenação do curso, ou programa de pós-graduação, em que o bolsista estiver matriculado, com a devida anuência de seu orientador. Para os demais bolsistas, a autorização para atuar como tutor deverá ser emitida pelo coordenador do projeto ao qual a bolsa estiver vinculada. A atuação como tutor da UAB não exime o bolsista de cumprir com as obrigações previstas para cada modalidade de bolsa, inclusive quanto ao prazo de vigência, ficando mantida a obrigatoriedade de cumprir os termos do compromisso assumido com a agência de fomento concedente da bolsa. Acesse a portaria: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/PORTARIA-CONJUNTA-2-22jul14.pdf

O processo seletivo para os cursos de graduação e pós-graduação é realizado por Edital Público. Fique atento aos sites da universidade (www.ufsm.br), da Coperves (www.ufsm.br/coperves) e da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP)(www.ufsm.br/prpgp).

Não. Os cursistas com aproveitamento conforme os Critérios de Avaliação e Certificação receberão certificados, mas deverão participar dos processos seletivos dos cursos divulgados por editais.

 Sim. Todos os cursistas com aproveitamento conforme os Critérios de Avaliação e Certificação disponíveis em cada curso recebem certificado correspondente à carga horária do respectivo curso

Os cursos de capacitação do PACC são destinados prioritariamente para coordenadores – de curso, de tutoria e de polos –, integrantes da equipe multidisciplinar, professores-pesquisadores e tutores que atuam nos cursos e programas da UAB/UFSM.

Professores-pesquisadores que atuam no âmbito da UAB/UFSM são indicados pelas respectivas coordenações de curso para participar das capacitações do PACC.

Professores da UFSM que utilizam o Moodle como apoio às aulas nos cursos presenciais, podem se inscrever de acordo com os períodos e critérios previstos nos editais, no link Editais e Resultados.

Tutores e interessados em realizar seleção para atuar como tutores presenciais ou a distância dos cursos na modalidade a distância ofertados pela UAB/UFSM devem se inscrever de acordo com os períodos previstos em editais disponíveis em Editais e Resultados. Os tutores já selecionados que, eventualmente, ainda não possuam curso de capacitação são indicados pelos respectivos coordenadores de tutoria à realizar o curso.

A avaliação nos cursos de capacitação segue o que consta no informativo de cada curso. Geralmente, para a certificação, os cursistas são avaliados de acordo com o desempenho obtido nas atividades a distância e nas atividades presenciais, sendo necessário obter nota final igual ou superior a 7,0 para aprovação. Além disso, alguns cursos exigem a participação em encontros presenciais.

Sim. Solicite com antecedência para o tutor encaminhar a emissão de um atestado de participação.

Precisa possuir formação no nível superior e experiência mínima de um ano no magistério do ensino básico ou superior. Ou se não tiver essa experiência, possuir formação pós-graduada ou vinculação a programa de pós-graduação e/ou grupos de pesquisa.

Para ser tutor presencial ou a distância você também precisa participar dos processos seletivos realizados pelos cursos conforme os critérios de inscrição e seleção estabelecidos em editais disponibilizados no site do NTE.

Mediar a comunicação de conteúdos entre o professor e os estudantes;

Acompanhar as atividades discentes, conforme o cronograma do curso;

Apoiar o professor da disciplina no desenvolvimento das atividades docentes;

Manter regularidade de acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA e responder às solicitações dos alunos no prazo máximo de 24 horas;

Estabelecer contato permanente com os alunos e mediar as atividades discentes;

Colaborar com a coordenação do curso na avaliação dos estudantes;

Participar das atividades de capacitação e atualização promovidas pela instituição de ensino;

Elaborar relatórios mensais de acompanhamento dos alunos e encaminhar à coordenação de tutoria;

Participar do processo de avaliação da disciplina sob orientação do professor responsável;

Apoiar operacionalmente a coordenação do curso nas atividades presenciais nos polos, em especial na aplicação de avaliações.

O Coordenador do Polo UAB é o responsável por solicitar (via e-mail) a liberação de acesso ao ambiente moodle para o Assistente a Docência do polo. 

O e-mail deve conter o Nome, CPF e e-mail do assistente.

Abaixo o fluxo desta solicitação:

Setor de Bolsas/NTE

 A devolução de bolsas deve ser realizada em agências do Banco do Brasil através da Guia de Recolhimento da União (GRU), que pode ser preenchida no link:

https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp

Os campos e dados a serem preenchidos são os seguintes:

Unidade Gestora (UG): 154003

Gestão: Selecionar 15279 (CAPES)

Competência: Indicar a que mês se refere a bolsa a ser devolvida.

Código de recolhimento: 68888-6 (para bolsas recebidas no ano corrente) ou 28851-9 (para bolsas recebidas em anos anteriores)

Nome do contribuinte / Recolhedor: CPF do recolhedor Valor Principal: valor a ser devolvido Valor Total: repetir valor a ser devolvido.

Enviar à Capes o comprovante e a GRU digitalizada para coordenacaouab@nte.ufsm.br

Atualmente o prazo é de aproximadamente:

15 dias úteis após a autorização do Gestor Local;

45 dias úteis após a autorização do Gestor Local (bolsistas cadastrados pela primeira vez no SGB/Capes).

Coordenador de Curso: R$1.400,00

Coordenador de Tutoria: R$ 1.300,00

Professor Pesquisador 1: R$ 1.300,00

Professor Pesquisador 2: R$ 1.100,00

Tutor Presencial: R$ 765,00

Tutor a Distância: R$ 765,00

Pelo telefone: 0800-616161 (Fale Conosco)

Pelo email: bolsasuab@capes.gov.br

O processo seletivo depende de Editais Públicos, mas fique atento ao nosso site e também à nossa fanpage. Assim que for aberto um novo edital, divulgaremos.

O professor, primeiramente, deverá agendar uma reunião com a equipe multidisciplinar, através do e­mail: analistaeducacional@cead.ufsm.br, a fim de obter as orientações para o processo de desenvolvimento dos materiais.

Mais informações: Criação de materiais didático

 O comprovante de rendimentos para as diárias recebidas via FATEC encontra-se no endereço http://portal.fatecsm.org.br/Portal/Cliente/ComprovanteRendimentosParametro ou no site da FATEC (http://www.fatecsm.org.br/) no link “Informes Rendimentos”.

Para as diárias recebidas via SCDP está no site do SIGEPE (https://www2.scdp.gov.br/novoscdp/home.xhtml).