Ir para o conteúdo PRE Ir para o menu PRE Ir para a busca no site PRE Ir para o rodapé PRE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Difusão do patrimônio paleontológico da Quarta Colônia por meio de iniciativas museológicas e criação de material didático

Coordenador: Flávio Augusto Pretto

Resumo: Peça central da temática do Geoparque da Quarta Colônia, os fósseis coletados na região são cruciais para o entendimento da história natural do planeta e da evolução das linhagens atuais da flora e fauna. Atualmente, a UFSM atua na proteção destes fósseis através do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia (CAPPA/UFSM), órgão vinculado ao CCNE. Entre as ações que visam a proteção do patrimônio, figuram atividades de educação e popularização do acervo, figuradas, por exemplo, através da Mostra Paleontológica Irmãos Cargnin, localizada junto ao CAPPA. Embora modesta, a Mostra recebe anualmente mais de mil e quinhentos visitantes registrados no livro de visitação, incluindo escolas e turistas, bem como pessoas residentes na região.

Nesse sentido, a Mostra cumpre o papel fundamental de dar a conhecer os fósseis e sua importância, e permite que o acervo chegue efetivamente aos olhos da população, aspecto fundamental para a consolidação de um Geoparque. Esta ação tem dois objetivos específicos. O primeiro prevê a ampliação e a renovação da Mostra Paleontológica Irmãos Cargnin, através da criação de um diorama, contendo os esqueletos dos principais fósseis descobertos na região da Quarta Colônia, sobretudo os novos achados, a serem expostos em seu tamanho natural, e em posição de vida. A segunda meta prevê a criação de material de divulgação, para ser oferecido prioritariamente às escolas da região, referente aos fósseis da região, para uso em sala de aula.

Ações previstas:

  • Dioramas : Os dioramas serão criados a partir dos fósseis originais, através de impressão 3D e replicagem em resina. Os espécimes selecionados para compor os dioramas são os cinodontes Massetognathus e Exaeretodon, e os dinossauros Bagualosaurus e Macrocollum, que tiveram grande alcance na mídia, na ocasião de suas publicações científicas. Caso esta etapa se cumpra antes do final do ano corrente, mais espécimes podem ser incluídos à meta. Os espécimes foram inicialmente eleitos por seu apelo visual (especialmente no caso dos dinossauros) e seu valor icônico. Uma vez construídas, as peças serão pintadas e os esqueletos armados com vergalhões de metal, em posição de vida. As peças serão então adicionadas ao acervo permanente da Mostra Paleontológica Irmãos Cargnin, à disposição dos visitantes.
  • Confecção da cartilha de divulgação científica: O material de divulgação será produzido tendo como centro as peças referidas na meta anterior, e demais fósseis da região. Se prevê a criação de uma cartilha com atividades e informações sobre os fósseis, em linguagem acessível e voltada ao público infanto-juvenil. A tiragem de exemplares impressos, bem como a propagação do material poderão ser ajustados conforme o montante de recursos disponíveis. A cartilha será disponibilizada primeiramente em formato digital, e a impressão em maior escala será condicionada a recursos obtidos potencialmente por demanda junto aos municípios, para que seja distribuída de forma gratuita ao público-alvo.

A proposta é uma ação ligada ao projeto Oficina de Réplicas e Souvenires do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia, para acessá-lo, clique aqui.