Ir para o conteúdo CAPPA Ir para o menu CAPPA Ir para a busca no site CAPPA Ir para o rodapé CAPPA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo
Centro de apoio à pesquisa paleontológica da quarta colônia
Drops de Paleontología
Livro sobre os dinossauros sauropodomorfos da América do Sul
Livro sobre os dinossauros sauropodomorfos da América do Sul ​Foi publicado o livro “South American Sauropodomorph Dinosaurs” organizado pelos paleontólogos…
12/05/2022
O cervo gigante que viveu na América do Sul
Você já ouviu falar no cervo gigante que viveu na América do Sul até 10 mil anos atrás?  O Antifer…
11/05/2022
Novo réptil de 225 milhões de anos do Brasil
A nova espécie foi descrita em um artigo publicado na PeerJ e que contou com a participação de pesquisadores de…
11/05/2022
Notícias
CAPPA realizou o Paleodia no última dia 15
No dia 15/10 (sábado), o CAPPA (juntamente com Geoparque Quarta Colônia) promoveu o já tradicional evento Paleodia da Quarta Colônia,…
19/10/2022
CAPPA promove o evento Paleodia da Quarta Colônia
Está marcado para dia 15 de outubro de 2022 o já tradicional evento Paleodia da Quarta Colônia, em sua 4ª edição presencial.…
14/09/2022
CAPPA volta a abrir aos finais de semana
O CAPPA – Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica voltou a abrir as portas para visitantes aos sábados e domingos!…
31/08/2022
Livro sobre os dinossauros sauropodomorfos da América do Sul
Livro sobre os dinossauros sauropodomorfos da América do Sul ​Foi publicado o livro “South American Sauropodomorph Dinosaurs” organizado pelos paleontólogos…
12/05/2022
O cervo gigante que viveu na América do Sul
Você já ouviu falar no cervo gigante que viveu na América do Sul até 10 mil anos atrás?  O Antifer…
11/05/2022

O CAPPA da UFSM é o Centro de Apoio a Pesquisas Paleontológicas realizadas na região da Quarta Colônia, centro do Rio Grande do Sul, a qual é composta pelos municípios Agudo, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Ivorá, Nova Palma, Pinhal Grande, Restinga Sêca, São João do Polêsine e Silveira Martins. Esta região é rica em Patrimônio Paleontológico, aflorando rochas do Triássico, abundantes em fósseis de vertebrados, invertebrados, plantas e icnofósseis.

Por sua riqueza paleontológica singular, além de outras características, a região compõe o Geoparque Quarta Colônia Aspirante UNESCO. A proposta já foi encaminhada e a região está cada vez mais próxima de se concretizar efetivamente como um Geoparque Mundial. 

A implementação da proposta de Geoparque no território da Quarta Colônia visa a novas alternativas para a economia regional, de forma sustentável, por meio da conservação do patrimônio natural e cultural, da educação para o meio ambiente, incentivo à geração de renda através de iniciativas públicas, privadas ou mistas e do turismo regional.