Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Lideranças de Palmeira das Missões manifestam apoio à UFSM



Carta assinada por lideranças locais foi entregue ao reitor, em abril

Ao comemorar 143 anos de fundação, neste sábado (6), Palmeira das Missões reconhece a importância da presença da UFSM no munícipio, por meio de uma carta de apoio à instituição. Em abril, durante a realização do encontro regional do Fórum Permanente de Extensão, o reitor Paulo Afonso Burmann recebeu das mãos do diretor do campus, professor Rafael Lazzari, um documento assinado por lideranças do município, em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade.

A carta, assinada por representantes de diversas entidades locais, manifesta “votos de louvor e agradecimento à Universidade Federal de Santa Maria que, há dez anos, trouxe, juntamente com a instalação do campus auto-estima, empoderamento e desenvolvimento para a comunidade regional”. No documento, as lideranças afirmam que a Universidade representa uma ferramenta de qualificação profissional e redução de desigualdades sociais e de gênero para a região. A carta ainda manifesta o apoio do município à manutenção e ampliação da estrutura da UFSM em Palmeira das Missões, repudiando os cortes de vagas e recursos para a educação anunciados pelo governo federal.

Para o prefeito Eduardo Russomano Freire, a UFSM é uma das maiores conquistas da história do município: “Nestes 10 anos que a UFSM está em Palmeira das Missões, nós crescemos muito com a qualificação profissional, o que teve reflexos na nossa economia e na cultura do município”. Segundo Russomano, o desenvolvimento da região passa por uma aproximação cada vez maior com a Universidade e pela articulação de parcerias e projetos com a instituição.

O presidente da Câmara dos Dirigente Lojistas (CDL) do município, Cesar Scarton, foi uma das lideranças que assinou a carta. Para ele, desde a chegada da Universidade a Palmeira das Missões, o município tem percebido uma série de avanços. “O movimento do comércio hoje é mais constante, o desenvolvimento cultural é maior, os investimentos em construção civil também aumentaram. Há um clima de otimismo na cidade. A Universidade só veio a somar”, avalia Scarton.

Para o reitor Paulo Afonso Burmann, a universidade deve ser apropriada pela comunidade onde está inserida, e Palmeira das Missões está demonstrando esse engajamento. “A comunidade palmeirense chamou para si a responsabilidade de defender a manutenção, consolidação e ampliação da UFSM na região. A carta assinada pelas lideranças locais é o resultado de uma mobilização coletiva em prol de uma universidade pública e de qualidade”, comemora Burmann. O documento, de acordo com o reitor, servirá como argumento para a busca de recursos para a continuidade dos investimentos no campus.

O professor Rafael Lazzari, diretor do campus, confirma o comprometimento das lideranças com a UFSM e a proximidade da universidade com as entidades locais. Segundo ele, a UFSM vem desenvolvendo e se inserindo em diversos projetos, tanto em Palmeira das Missões como em municípios próximos: “A região tem na UFSM um importante aliado estratégico para o desenvolvimento”. Lazzari destaca a promoção de eventos, a realização do Fórum de Permanente Extensão e o apoio à instalação do Hospital Público Regional, como algumas das parcerias de sucesso entre a instituição e o município.

UFSM em Palmeira das Missões – O campus da UFSM em Palmeira das Missões completou, em 2016, 10 anos. Atualmente, são ofertados oito cursos de graduação nas áreas da Administração, Ciências Biológicas, Ciências Econômicas, Enfermagem, Nutrição e Zootecnia, um curso de mestrado em Agronegócio e um curso de especialização em Gestão de Organizações Públicas em Saúde. O campus conta com 1.195 alunos de graduação, 95 docentes e 37 técnicos-administrativos em educação. 

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé e área interna

 

Assessoria de Comunicação Gabinete do Reitor



Publicações Recentes