Ir para o conteúdo Politécnico Ir para o menu Politécnico Ir para a busca no site Politécnico Ir para o rodapé Politécnico
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

I Polifruti destaca-se em troca de conhecimentos entre estudantes, fruticultores e pesquisadores

Evento com mais de 130 presentes, protagonizado pelos alunos do Curso Técnico em Fruticultura EAD, oportunizou um diálogo entre conhecimentos técnicos, gerenciais e mercadológicos para o campo da fruticultura no sul do Brasil.



Auditório do Colégio Politécnico durante as palestras do evento

Ocorreu, na última sexta-feira (13), o primeiro Polifruti, evento promovido pelo Curso Técnico de Fruticultura no Colégio Politécnico da UFSM. Estudantes, fruticultores, professores, extensionistas rurais e profissionais da iniciativa privada se reuniram para a troca de saberes e experiências com os produtores de frutas no Rio Grande do Sul. No total, fruticultores de 30 municípios diferentes, organizados pela Emater/RS, sindicatos rurais e secretarias de agricultura, participaram do evento.

O Coordenador do curso, Gustavo Pinto da Silva, ressalta a importância de oportunidades para tratar a indissociabilidade entre o ensino e a extensão: “Nada melhor do que os estudantes aprenderem a partir do contexto de vida e das experiências de quem já está na fruticultura, e a partir destes projetarem os espaços para o setor produtivo como um todo”.

Na abertura, a mesa foi composta pela vice-reitora da Universidade Federal de Santa Maria, Martha Bohrer Adaime; pelo vice-diretor do Colégio Politécnico, Moacir Bolzan; pelo Coordenador do Curso Técnico de Fruticultura EAD, Gustavo Pinto da Silva; pelos professores da disciplina de Vivências em Fruticultura I, Ezequiel Redin e Róberson Macedo de Oliveira; pela representante dos alunos do Curso Técnico de Fruticultura EAD, Lilian Alessandra Rodrigues e o pelo gerente da Emater/RS-Ascar Regional Santa Maria, Guilherme Godoy dos Santos.

Abertura do Evento

Painéis de diferentes temáticas foram realizados no Auditório do Colégio Politécnico, com uma dinâmica de apresentação seguida de debate. Os assuntos abordados foram os principais problemas dos fruticultores no século XXI, as experiências de comercialização de frutas in natura, a importância do cooperativismo para a fruticultura, a coleta de solo e de folha em frutíferas, o manejo biológico do solo e a irrigação com foco em manejo e projetos.

O Assistente Técnico em Fruticultura da Emater/RS-Ascar Regional Centro, Eduardo Rigon Gelain, cita o evento como uma proposta diferenciada no ramo, que abordou temas importantes, tanto técnicos quanto da cadeia produtiva, com qualidade e profundidade.

Após o término do evento, os participantes foram convidados a responder uma avaliação, para identificar necessidades e possíveis melhorias. A primeira edição do Polifruti foi considerada excelente, e destacou-se pela troca de experiência com os produtores, pela participação de diferentes cooperativas, pela diversidade e qualidade de informações, sendo citada também a dedicação dos alunos e professores para a realização das atividades.


Do ensino à distância ao presencial
O I Polifruti é resultado de metodologias ativas incentivadas na disciplina de Vivências em Fruticultura I, ministrada pelos Professores Ezequiel Redin e Róberson Macedo de Oliveira. O objetivo é tornar os alunos protagonistas do seu próprio desenvolvimento, compreendendo a organização da fruticultura na forma de cadeias produtivas.

Durante o semestre, os estudantes puderam vivenciar propriedades com foco na fruticultura, através de um roteiro construído coletivamente pelos discentes. As experiências nesses locais apontaram os principais problemas enfrentados pelos fruticultores, os quais viraram o foco da primeira edição do evento.

A aluna Lilian Alessandra Rodrigues foi indicada pelos colegas para representar a turma durante a abertura. Ela destaca a organização do evento como desafiadora e gratificante: “Ações que demandam a busca pela criatividade e inovação são interessantes tanto para a nossa formação profissional quanto pessoal.”

Estudantes e professores do Curso Técnico em Fruticultura EAD organizadores do I Polifruti

O I Polifruti registrou um marco histórico no Curso Técnico em Fruticultura, uma vez que foi um evento protagonizado em sua integralidade pelos alunos que estudam na modalidade a distância. Os estudantes organizaram um evento de impacto para a área, suprindo demandas de variados assuntos e problemas vividos pelos agricultores.

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle), as videoconferências pela plataforma BigBlueButton e os grupos nos aplicativos de mensagens instantâneas (WhatsApp) foram fundamentais para o sucesso na organização do evento, destacou o Prof. Ezequiel Redin.

Acompanhe mais ações do Curso Técnico em Fruticultura EAD no site e nas redes sociais: Facebook | Instagram | YouTube

Fotos: Disponibilizadas pelos organizadores do evento
Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-405-6288

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes