Ir para o conteúdo PPGBA Ir para o menu PPGBA Ir para a busca no site PPGBA Ir para o rodapé PPGBA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Sobre

O Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Animal (PPGBA) está localizado no Campus Camobi – UFSM, na modalidade Mestrado e Doutorado Acadêmicos – Presenciais. A área de conhecimento é classificada como Biodiversidade. Atualmente, a coordenação é de responsabilidade de ANDRÉ PASSAGLIA SCHUCH e CRISTIAN DE SALES DAMBROS (coordenador substituto) e a secretaria de SIDNEI SANTOS DA CRUZ.

Este Programa foi criado para 1) proporcionar qualificação de recursos humanos em áreas estratégicas, de forma a promover o desenvolvimento sustentável local, regional e nacional; 2) para a geração e difusão de conhecimentos científicos na área de Biodiversidade Animal e afins; e 3) para o aumento dos índices de fixação de docentes-pesquisadores de elevada capacitação científica em áreas carentes do país. O PPGBA constitui-se em uma unidade do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O Programa iniciou-se com o curso de Mestrado em Biodiversidade Animal em 2003, e em 2009 iniciou-se a primeira turma do curso de Doutorado. Até o ano de 2022, 246 defesas foram realizadas, sendo 190 defesas de Mestrado e 56 defesas de Doutorado. Atualmente, o Programa conta com 62 alunos matriculados, dos quais 28 são mestrandos e 34 são doutorandos.

Consolidação do corpo docente:

Atualmente, dos 15 docentes do núcleo permanente, 9 (60%) são atualmente bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq (PQ-CNPq), como listado abaixo:

  • André P. Schuch (Pq2);
  • Andressa Paladini (Pq2);
  • Leonardo Kerber (Pq2);
  • Lizandra Jaqueline Robe (Pq2);
  • Nilton Cáceres (Pq1C);
  • Sandro Santos (Pq1B);
  • Sérgio Dias da Silva (Pq2);
  • Sônia Zanini Cechin (Pq1B);
  • Tiago Gomes dos Santos (Pq2);

Há expectativa de que o número de bolsistas PQ-CNPq aumente nos próximos anos, principalmente ao longo do próximo quadriênio, principalmente por meio da formação de mestres e doutores pelos 5 últimos docentes recentemente vinculados ao Programa (Cristian Sales Dambros, Flávio Pretto, Mariana Bender Gomes, Marcelo Weber e Rodrigo Müller).

Missão:

Formar recursos humanos qualificados, Mestres e Doutores, com perfil multidisciplinar e sistêmico, crítico e reflexivo, consciente do seu papel na sociedade e aptos a promoverem o desenvolvimento científico e social do Rio Grande do Sul e de outras regiões do país, bem como gerar e difundir conhecimento científico de alta qualidade, por meio de pesquisas integradas, com foco na ecologia, sistemática e evolução do reino animal, como base para a conservação e manejo da fauna.

Objetivos:

O PPG Biodiversidade Animal trabalha com foco constante para alcançar de forma rápida, objetiva e transparente os padrões de excelência acadêmica exigidos pela Capes. Desta forma, o nosso objetivo principal consiste em nos tornarmos um PPG de excelência acadêmica na área de Biodiversidade no interior do estado do Rio Grande do Sul. Assim, objetivos específicos foram implementados nesse quadriênio e alguns, que não vinham dando resultados satisfatórios, foram reeditados para serem implementados nos próximos anos:

Objetivos implementados no quadriênio 2017-2020:

– Reformulação das áreas de concentração, linhas de pesquisa e projetos principais do programa;

– Reformulação do quadro de docentes com a criação e divulgação de novos critérios de manutenção e credenciamento de docentes;

– Reformulação das ementas das disciplinas ofertadas e criação de novas disciplinas;

– Elaboração do Projeto CAPES-PRINT de internacionalização junto à Pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP) da UFSM;

– Maior acompanhamento dos egressos formados pelo Programa, por meio de elaboração e envio de um formulário eletrônico para análise das novas atividades profissionais desenvolvidas pelos Mestres e Doutores formados no PPGBA-UFSM;

– Criação de novas comissões junto ao Colegiado do Programa, além das comissões de bolsas e de seleção de alunos de Mestrado e Doutorado, como: comissão de acompanhamento de aluno, comissão de seleção de bolsistas pós-doc e comissão de gestão;

– Criação de novas Resoluções Normativas que dispõem sobre a avaliação docente, critérios para credenciamento e manutenção de docentes; sobre os critérios de distribuição e manutenção de bolsas; e criação do Guia do Estudante 2021, que é um guia de boas-vindas aos nossos alunos, com orientações básicas sobre a cidade e região, funcionamento do PPG, da pós-graduação e da UFSM em geral.

– Esforço para sincronizar e manter atualizadas as informações dos bancos de dados da secretaria, plataforma Sucupira e site do Programa, de modo que seja alcançada a plena transparência das decisões tomadas pelo Colegiado e comissões, além de uma ampla difusão das informações.

Objetivos reeditados para serem implementados nos próximos anos (2021-2028):

Objetivo 1: Desenvolver e ampliar o impacto do PPG na sociedade, por meio de ações que promovam a extensão e divulgação científica.

Objetivo 2: ampliar a produção qualificada do PPG, especialmente aquelas com participação de discentes/egressos.

Objetivo 3: reduzir a variação na produtividade e formação vinculada aos docentes do NP.

Objetivo 4: ampliar a participação do corpo docente nas atividades gerais desenvolvidas no PPG, priorizando o aumento da qualidade da formação de discentes.

Articulação, aderência e atualização das áreas de concentração, linhas de pesquisa e projetos em andamento.

No ano de 2017, as áreas de concentração, linhas de pesquisa e projetos em andamento foram reestruturados e atualizados. Hoje, academicamente, o Programa está alicerçado em duas áreas de concentração com grande aderência à área de Biodiversidade: 1) Ecologia e Conservação e 2) Sistemática e Evolução. Cada uma destas áreas possui, atualmente, uma linha de pesquisa: Ecologia de Populações e Comunidades e Sistemática e Ecologia Evolutiva, respectivamente. Cada linha de pesquisa possui três principais projetos. A linha Ecologia de Populações e Comunidades possui os seguintes projetos principais: 1) Efeitos de Processos Neutros e de Nicho sobre a Diversidade; 2) Ecologia Química e Fisiológica; 3) Ecologia e Conservação de Espécies. A linha Sistemática e Ecologia Evolutiva possui os seguintes projetos principais: 1) Sistemática e Ecologia Evolutiva da Fauna Neotropical; 2) Padrões e Processos Micro e Macroevolutivos na Fauna Neotropical; 3) Morfologia, Taxonomia e Sistemática de Grupos Extintos.

As pesquisas coordenadas pelos orientadores do PPGBA abrangem diversos grupos biológicos, como organismos eucariontes invertebrados e vertebrados, existentes em diferentes ambientes terrestres, de água doce e marinhos, da região Neotropical e do mundo. Seus projetos de pesquisas baseiam-se em metodologias clássicas da zoologia, como a análise de dados de história natural e morfológicos, assim como em metodologias mais recentes que incluem a análise de dados moleculares, de distribuição geográfica, comportamentais, fisiológicos e ecológicos, englobando ferramentas de análises associadas aos campos da paleontologia, sistemática e inferência filogenética, filogeografia e dinâmica de populações, biogeografia e macroecologia, biologia evolutiva do desenvolvimento, genética e biologia molecular, bioquímica, comportamento animal e biologia da conservação.

Ao longo do quadriênio 2017-2020, 18 docentes do PPGBA foram responsáveis pela execução de 45 projetos com financiamento aprovado por agências de fomento públicas ou por entidades privadas nacionais e internacionais, sendo que, 26 destes, estiveram em andamento no ano de 2020. Estes projetos envolvem em sua maioria colaborações internacionais e são de alta relevância para o desenvolvimento nacional. Também destacamos que docentes do nosso núcleo permanente fazem parte da equipe de três projetos de um dos maiores programas de ciência e tecnologia do Brasil, o Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs – CNPq), que são: o INCT Ecologia, Evolução e Conservação da Biodiversidade, o INCT Toxicologia Aquática e o INCT Adapta.

Além disso, hoje o programa possui docentes e discentes participando dos principais projetos científicos na área da biodiversidade no país. Cabe destacar que, além da participação de nossos docentes em três Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia do CNPq, temos docentes atuando no Programa de Pesquisas em Biodiversidade (PPBio Amazônia, Mata Atlântica e Pampa) e no projeto SinBiose, o maior projeto de síntese de dados do CNPq. Ainda, em relação ao SinBiose, a Universidade Federal de Santa Maria, através de novos professores do programa, é a instituição executora de um dos sete projetos nacionais de síntese de dados (ReefSin).

Também é extremamente importante destacar que o PPGBA está entre os Programas de Pós-graduação da UFSM selecionados para participar na proposta da UFSM aprovada no Edital Capes-Print. Por fim, também ressaltamos o nosso esforço para que o nosso Programa fosse selecionado para fazer parte do Projeto Institucional da UFSM aprovado na Chamada CNPq N. 1/2019 – Apoio a Formação de Doutores em Áreas Estratégicas. O Programa de Pós-Graduação consolidado escolhido como parceiro para formar a rede de pesquisa conosco foi o Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Universidade Federal de Goiás, que recebeu nota 7 na última Avaliação Quadrienal da CAPES, realizada em 2017. O PPG em Ecologia e Evolução da UFG foi criado em 2003 e, ao longo dos anos, este Programa foi se consolidando e hoje possui reconhecimento internacional, com grande capacidade de atração de alunos, docentes, jovens pesquisadores e colaboradores no Brasil e no exterior. Hoje, este representa o único Programa de Pós-Graduação com nota máxima (conceito 7) em toda a região Centro-Oeste, além de ser referência internacional em pesquisas em Ecologia, se destacando como um dos principais programas de pós-graduação no Brasil. Com o estreitamento dessa parceria, esperamos que a formação conjunta dos nossos alunos de doutorado traga para o dia-a-dia do PPG Biodiversidade Animal da UFSM as experiências de internacionalização e produção acadêmica que marcam o PPG Ecologia e Evolução da UFG.