Ir para o conteúdo PRE Ir para o menu PRE Ir para a busca no site PRE Ir para o rodapé PRE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Ações artísticas – Quarta Colônia e Caçapava do Sul

Coordenadora: Rebeca Lenize Stumm

Resumo: Desde os anos 60, artistas estão sendo solicitados a atuar junto a ambientes afastados dos grandes centros com o intuito de agenciar novos sentidos para o lugar, potencializando ações de produção de conhecimento que intensifiquem o diferencial de regiões muito singulares. Com este intuito, este projeto busca se inserir a proposta de geoparque, realizando ações que poderão se dar em separado ou associadas a outros projetos participantes do grande projeto Geoparque.

Nossas ações necessitam situar-se através da pesquisa sobre o local, para respeitar o diferencial e a cultura local e assim possibilitar ações artísticas que justamente proponham ampliar e valorizar a cultura local através da produção de sentidos poéticos materializados em diferentes procedimentos ou produtos artísticos.

Objetivos:

  • Fomentar ações de extensão integradas a realidade e a comunidade da Região da Quarta Colônia e Região de Caçapava do Sul – RS.
  • Produzir referenciais poéticos – artísticos em diferentes materialidades, evidenciando o diferencial local, geográfico, humano, histórico e cultural.

O projeto pretende promover a interação com a comunidade local e com outros projetos de extensão por meio da realização de atividades no formato de oficinas. As oficinas serão realizadas com grupos da comunidade, como por exemplo os grupos formados por artesãs locais. As dinâmicas iniciam com a instauração de diálogos na modalidade de círculos de conversa, levantando, na aproximação pelo relato e troca de experiências, informações e temáticas visuais referentes à comunidade – contexto sócio histórico e cultural -, bem como em relação a técnicas e processos manuais realizadas por aquela localidade. No momento posterior, será realizada a produção de uma pintura mural coletiva considerando as técnicas manuais e artesanais já realizadas por aquele grupo cultural, explorando visualmente os temas que caracterizam aquele contexto. A produção da pintura poderá envolver diferentes processos, como os recursos tecnológicos, artísticos e artesanais, a fim de constituir uma visualidade que reflita a identidade daquele grupo, promovendo a constituição de uma subjetividade coletiva. Na realização do mural coletivo serão retomados os saberes tradicionais locais, técnicas e processos manuais que valorize a identidade do grupo, proporcionando uma experiência da arte no âmbito das relações sociais.

A proposta é uma ação do projeto arte#ocupaSM – Residências artísticas. Para acessá-lo no Portal de Projetos, clique aqui.