Ir para o conteúdo PRE Ir para o menu PRE Ir para a busca no site PRE Ir para o rodapé PRE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Fórum do Setor de Alimentos da Quarta Colônia

Coordenadora: Neila S.P.S. Richards

Resumo: Os objetivos do projeto são: qualificar os produtores rurais de produtos artesanais e caracterizar os produtos fabricados; fortalecer função produtiva de produtos artesanais; promover acesso a inclusão produtiva de pessoas-agroindústrias pela capacitação (área de manipulação segura de alimentos); promover espaço para troca de experiências, reduzir situação de risco social/insegurança alimentar.

Estimular/capacitar os estudantes da UFSM na prática, mostrará aos agro-empresários a importância de um profissional qualificado responsável pela empresa, assegurando a qualidade do produto produzido.

Ação principal: instigar agro-empresários na construção e reconstrução de suas histórias, estimulando o caráter preventivo e proativo, aumentando suas capacidades e potencialidades visando o enfrentamento da vulnerabilidade social. No setor de alimentos artesanais a necessidade de controle da informalidade deve ocorrer devido a questões de segurança do alimento. A fiscalização falha é um entrave no desenvolvimento e sustentabilidade. A região da Quarta Colônia (QC) é caracterizada pela agricultura familiar de pequeno porte, muitas informais. A produção de alimentos artesanais (coloniais) faz parte da cultura, dos hábitos e dos costumes da população dessa região, tradição herdada dos imigrantes europeus, portanto, produtos carregados de sentidos culturais e familiares. Produtos, com qualidade, devidamente certificados, levará a geração de empregos/renda aos produtores/agro-empresários da região.

O projeto será dividido em cinco fases:

  • Fase I: diagnóstico geral; Fase II: diagnóstico educativo. Objetivos: identificar características técnicas dos produtores da Quarta Colônia e traçar um perfil cultural (percepções sobre a qualidade de alimentos) e social (grupos de afinidade) dos produtores que irão participar da pesquisa empregando entrevista estruturada individuais e sessões de observação simples de produtores locais.
  • Fase III: planejamento participativo: levantamento, por meio de grupos de discussão das demandas/conteúdos a serem abordados durante o andamento do projeto, discussão da forma mais eficiente para a etapa de transmissão de informações (execução). Realização de atividades educativas planejadas.
  • Fase IV: execução de atividades educativas: descrição de cada atividade educativa, baseando-se no relato de um observador simples e um participante. Coleta de produtos artesanais para a realização de análises físico-químicas e microbiológicas, para enquadramento na legislação vigente.
  • Fase V: avaliação final: os resultados serão apresentados em dois grupos: aspectos culturais/sociais da comunidade, utilizando os registros de cada atividade educativa (realizada na Fase IV) e, aspectos tecnológicos que serão avaliados de acordo com os parâmetros de qualidade considerados nas Fases anteriores (caracterização físico-química e microbiológica).

Para acessar o projeto no Portal de Projetos, clique aqui.