Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Núcleo Aquenda

O Aquenda – Núcleo de Estudos em Comunicação, Gêneros e Sexualidades surgiu em 2016, reunindo pesquisadoras e pesquisadores dos programas de pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O núcleo discute em suas pesquisas, cursos e eventos a construção sociocultural das relações de gênero e sexualidade na interface com os estudos em comunicação. Atenta-se ao debate das perspectivas teóricas, metodológicas e epistemológicas presentes na elaboração dos conceitos de gêneros, corpos, sexualidades e seus desdobramentos nas teorias sociais contemporâneas, bem como na reflexão dos temas, objetos e das práticas de pesquisas privilegiadas no campo da comunicação. Contempla, ainda, o tensionamento crítico dos meios de comunicação, das mídias e das tecnologias para compreender as relações estabelecidas entre as problemáticas comunicacionais e as construções e interpelações de gêneros, das sexualidades e dos feminismos no contexto dos processos de interatuação e agenciamento comunicativo dos sujeitos.

Sobre o Curso de Extensão Gênero, sexualidades e comunicação

Em 2016, o Núcleo organizou o curso de extensão Gêneros, sexualidades e comunicação: desconstruindo normatividades e refletindo dissidências, na Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Em 2017, o curso teve sua segunda edição em Porto Alegre e uma primeira edição na Universidade Federal de Santa Catarina.

Em 2017, o Núcleo também realizou uma aula aberta, intitulada Gêneros, sexualidades e comunicação: trajetórias em (des)construção, na Universidade Federal de Santa Maria, em parceria com o Laboratório de Relações Públicas da UFSM (LARP).

Em 2018, no segundo semestre, se realizará a primeira edição do curso na Universidade Federal de Santa Maria, parceria do Aquenda com o Grupo de Pesquisa Comunicação, Gênero e Desigualdades.

Sobre o I Aquenda de Comunicação

No pajubá, socioleto fruto da mistura de línguas africanas como o ioruba e o kimbundô, difundido entre povos de santo, travestis e gírias LGBTQ, o termo aquendar possui um significado polissêmico. Em primeira instância, diz respeito ao ato sexual, a paquera, ao “pegar de jeito”; pode, também, sugerir a tática de “aquendar a neca” entre travestis, mulheres trans e dragqueens. Por extensão, também indica “chamar a atenção”, “olhar”, “observar”, “pegar”, “mexer”, “provocar movimento”.É nesta direção que se realiza o I Aquenda de Comunicação, Gêneros e Sexualidades nos dias 1, 2 e 3 de agosto de 2018, na Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Queremos movimentar, queremos aquendar. Aquendar as metodologias, os aportes teóricos, os objetos, a produção de conhecimento e o pensamento comunicacional atravessado, rasurado, sexualizado, generificado, profanado pelos estudos feministas, queer, das sexualidades, de raça e de gênero. O expoente crescimento da preocupação da área da Comunicação com os estudos de gênero, corpos e sexualidades refletiu na produção de artigos, livros, ensaios e, principalmente, em uma elevada produção de dissertações e teses nos mais de 40 programas de pós-graduação em Comunicação do país. Busca-se assim alargar os horizontes sobre como as práticas e os discursos sócio-históricos, sejam eles de ordem midiática ou científica, tiveram e ainda têm responsabilidade sobre a produção e a precarização de nossas vidas corporificadas.

O I Aquenda de Comunicação, Gêneros e Sexualidades é proposto pelo Aquenda: Núcleo de Estudos em Comunicação, Gêneros e Sexualidades, que reúne pesquisadores e pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).Frente ao recrudescimento conservador do cenário sociopolítico atual, no mesmo compasso em que temas como sexualidade, aborto, feminismos, direitos reprodutivos, racismo e cidadania LGBTQ reclamam posições centrais no debate contemporâneo, assumimos nosso direito de aquendar. Isto é, aquendar de perto a Comunicação, para oxigenar espaços de diálogos e desafiar o pensamento comunicacional, fazê-lo dizer a que veio, especialmente quando confrontado por essas múltiplas perspectivas.

Nosso website: https://aquenda.wordpress.com/

Núcleo Aquenda promove curso de extensão “Gêneros, Interseccionalidades e Comunicação” de 14 de setembro à 23 de novembro.

O Núcleo Aquenda estará promovendo o curso de extensão “Gêneros, Interseccionalidades e Comunicação” na UFSM dos dias 14 de setembro à 23 de novembro. As aulas ocorrerão às sextas-feiras e aos sábados de manhã. O objetivo do curso é oferecer conceitos introdutórios para refletir a construção sociocultural das relações de gênero na interface com os estudos em comunicação.

O curso é gratuito, oferecido em uma parceria entre o Núcleo de Estudos Aquenda e o Grupo de Pesquisa Comunicação, Gênero e Desigualdades, e possui uma carga horária de 44h. As aulas ocorrerão na UFSM, no prédio CCSH.

O prazo para inscrições vai até o dia 06 de setembro, via formulário. Visto que o curso possui um número limitado de vagas, será feita uma seleção de inscritos, a ser anunciada após o dia 06, junto de uma lista de suplentes.