Ir para o conteúdo CCNE Ir para o menu CCNE Ir para a busca no site CCNE Ir para o rodapé CCNE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Grupos Acadêmicos na área da Física

 

Grupos Acadêmicos do CCNE

Grupo de Astrofísica
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Rogemar A. Riffel
Contato: rogemar@ufsm.br

O grupo realiza pesquisa na área de astrofísica extragaláctica. Utilizando-se de grandes telescópios terrestres para observar núcleos ativos de galáxias (AGN), o grupo tem se dedicado em entender os processos de feeding e feedback em AGNs e suas relações com a galáxia hospedeira. O grupo também utiliza dados de grandes surveys espectrofotométricos, como o SDSS, para estudar efeitos ambientais na evolução de galáxias.

Site do grupo: https://www.ufsm.br/grupos/astrofisica/


Laboratório de Espectroscopia e Polímeros (LEPOL)
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Prof. Marcos Antonio Villetti
Contato: mvilletti@ufsm.br

O laboratório LEPOL trabalha no desenvolvimento de nanopartículas poliméricas visando o encapsulamento de fármacos para emprego na nanomedicina. Novos nanocarreadores são desenvolvidos a partir de polímeros naturais e sintético para incorporação de fármacos hidrofóbicos tendo por objetivo aumentar sua biodisponibilidade e captura celular, e promover uma liberação controlada.

 


Grupo de Informação Quântica e Fenômenos Emergentes (GIQFE)
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Jonas Maziero
Contato: jonasmaziero@gmail.com
website: https://sites.google.com/site/qiepufsm

Em Ciência da Informação Quântica, buscamos entender como propriedades quânticas de sistemas físicos, tais como superposição e emaranhamento quânticos, podem ser utilizadas como recursos para armazenar, processar, proteger e transmitir informação de forma mais eficiente, em comparação com o uso de sistemas clássicos. Em Fenômenos Emergentes, queremos explicar o comportamento de um sistema complexo a partir das leis simples e fundamentais que ditam o comportamento de seus constituintes básicos. Alguns temas que pesquisamos no GIQFE são: Aspectos fundamentais da Mecânica Quântica (MQ), tais como complementaridade quântica e MQ Bohmiana; Computação quântica, com experimentos feitos usando os computadores quânticos da IBM; Interface entre Mecânica Quântica e Relatividade Geral; Aspectos fundamentais de redes neurais artificiais (RNA) e interface entre computação quântica e RNA; Comunicação quântica, em particular distribuição de emaranhamento e criptografia quântica; Transições de fase quânticas, em particular teorias de campo médio melhoradas e técnicas relacionadas.


Laboratório Computacional de Nanomateriais (LCN)
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Paulo Cesar Piquini
Contato: ppiquini@gmail.com

O Laboratório Computacional de Nanomateriais (LCN) surgiu com a proposta de estudar as propriedades eletrônicas, energéticas, estruturais, vibracionais e termodinâmicas de nanomateriais. Este grupo emprega uma combinação de metodologias teóricas e computacionais, permitindo uma abordagem alternativa e complementar aos ensaios experimentais tradicionais. Os materiais de interesse são dos mais variados, incluindo os já conhecidos alótropos de carbono (grafeno e nanotubos) e novas fases estruturais de dicalcogenetos, metais de transição, MXenes e outros. Destaca-se ainda, o interesse por propriedades físicas de interfaces, especialmente entre nanomateriais e soluções aquosas. Desde 1996, o grupo já publicou mais de 200 artigos, com mais de 5.000 citações nas bases de dados da Web of Science.


Laboratório Coulomb de Eletrostática e Mecanoquímica (LCEM)
Categoria: Pesquisa
Nome completo do coordenador: Prof. Thiago Augusto de Lima Burgo
Contato: thiago.burgo@ufsm.br

Estabelecido em 2017 na UFSM, o Laboratório Coulomb de Eletrostática e Mecanoquímica (LCEM) tem se dedicado ao estudo de problemas fundamentais de eletrostática que estão na fronteira da ciência. Vários desses estudos que investigam a natureza dos portadores de carga em superfícies, acabaram levando ao desenvolvimento de materiais funcionais capazes de capturar energia em vários sistemas naturais e antrópicos. Vários desses estudos têm sido publicados em revistas muito prestigiadas como no caso do artigo “Flexible, Low-cost and Scalable Nanostructured Conductive Paper-Based, Efficient Hygroelectric Generator” (DOI: 10.1039/D0EE03111A) publicado na “Energy and Environmental Science“, que com um fator de impacto de 38.532 é uma das revistas mais importantes de energia do mundo. De fato, os integrantes do LCEM têm recebido distinções importantes como o prêmio “Rising Star Award” concedido pela “Electrostatics Society of America” e dois Prêmios Bernhard Gross da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat). Dentre outras distinções, há ainda um pedido de patente para um dispositivo capaz de converter energia mecânica de uma caminhada em energia elétrica útil através do fenômeno de triboeletrização.


 Laboratório de Magnetismo e Materiais Magnéticos (LMMM)
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Lucio Strazzabosco Dorneles
Contato: lucio.dorneles@ufsm.br
Site: https://sites.google.com/site/lmmmrs/
 

O Grupo de Magnetismo e Materiais Magnéticos, criado em 1992, é composto por nove pesquisadores permanentes. Realiza pesquisa básica e aplicada em materiais sólidos, em especial através do estudo de suas propriedades estruturais, elétricas, e magnéticas. Já formou 20 doutores em física experimental, e sua produção científica recente já foi citada em mais de 700 trabalhos científicos (Clarivate Web of Science, 2012 até junho/2021).


Grupo de Teoria da Matéria Condensada
Categoria: Pesquisa
Coordenador: Eleonir João Calegari
Contato: eleonir@ufsm.br
Site: https://www.ufsm.br/laboratorios/labtmc/

O grupo de teoria da matéria condensada da UFSM tem como foco principal o estudo teórico de sistemas que apresentam interações fortes, ou pelo menos moderadas, entre as partículas que compõem o sistema. Exemplos de tais sistemas são encontrados nas classes dos supercondutores de altas temperaturas e sistemas magnéticos. Esses sistemas despertam, não apenas interesse científico, mas também tecnológico devido às várias possibilidades de aplicações como na área de medicina, por exemplo, onde os supercondutores permitem o desenvolvimento de equipamentos de ressonância magnética mais eficientes.

Em alguns materiais, os momentos magnéticos intrínsecos (spins) dos elétrons podem produzir fenômenos magnéticos macroscópicos. O estudo desses fenômenos é realizado, em geral, através de modelos de spins interagentes. Nosso grupo de pesquisa aplica diferentes métodos numéricos e analíticos para investigar sistemas de spins interagentes, com particular interesse em magnetismo frustrado. Além de investigar fenômenos magnéticos através destes modelos, nosso grupo os utiliza para investigar mecanismos gerais envolvendo transições de fases, que podem estar presentes em outras classes de sistemas físicos.