Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

4 de maio: Dia do Calculista Estrutural

O quarto dia do mês de maio é dedicado aos Calculistas Estruturais. Não se sabe a origem certa da data, mas, um profissional tão importante merece um dia especial. Duvida? Então vou contar o que faz um Calculista Estrutural e no fim do texto, deixamos para vocês decidirem se eles merecem ou não um dia só para eles.

O Engenheiro Estruturalista (nome técnico do Calculista Estrutural) é um profissional da Engenharia Civil, da Engenharia Mecânica, da Engenharia Naval ou da Engenharia Aeronáutica. É ele quem deve calcular a colocação de estruturas, tanto em corpos estáticos quanto em corpos em movimento. Também calcula o grau de deformação da estrutura para mantê-la intacta independente do que aconteça. O trabalho de um Engenheiro Estruturalista se divide em três etapas: a modelização, onde ele transforma um projeto em um modelo aplicável, as ações, onde ele considera os “obstáculos” ao projeto (como pessoas, vento, mar…) e a análise dos esforços, onde se calcula as partes internas da estrutura.

profMarcosVaghettiEngenheiroEstruturalNão existe um curso específico que forme Engenheiros Estruturalistas, fazendo com que eles geralmente sejam formados em uma das quatro engenharias citadas no parágrafo acima, com uma especialização posterior na área. Dentro das próprias graduações, o aluno pode cursar cadeiras optativas que lhe darão a ênfase necessária para ser um Engenheiro Estruturalista, além das cadeiras obrigatórias que tem o enfoque em estruturas. Segundo o chefe do Departamento de Estruturas e Construção Civil da UFSM, professor Marcos Vaghetti (foto), o aluno que ingressa nas graduações de Engenharia Civil e Engenharia Mecânica na Universidade Federal de Santa Maria sai preparado para seguir a carreira como Engenheiros Estruturalistas.

Marcos Vaghetti é Calculista Estrutural há 24 anos, e enxerga um mercado de trabalho promissor para os futuros Engenheiros Estruturalistas. Segundo ele, o campo é extremamente vasto, pois há uma constante demanda por profissionais da área de estruturas nas obras, sejam elas pequenas (ideais para o profissional que está começando) ou grandes. Para os acadêmicos que desejam seguir a carreira de Calculista, o professor dá  algumas dicas: “tem que ter muita persistência. Essa nossa área é árida por você ter que se dedicar muito dentro do curso para ser um bom calculista e ter a segurança necessária para enfrentar o mercado. Afinal, você lida com vidas. Onde tu faz a parte de estrutura tu lida com colapsos, deformações e isso gera preocupação. Ele tem que ter uma formação psicológica boa e uma vivência teórica e prática que lhe fundamente como Engenheiro Estruturalista”.

 

E aí, está convencido que o Calculista Estrutural merece um dia só pra ele?

Parabéns a todos que escolheram essa área tão difícil, mas muito importante!

 

 

Texto e foto por Mateus de Albuquerque, acadêmico de Jornalismo – Núcleo de Divulgação Institucional do CT/UFSM.