Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 110 Deficientes de Audiocomunicação em 1986



Fotografia horizontal, em preto e branco, de uma mulher e um menino, sentados de frente um para o outro em um ambiente fechado. Eles estão sentados em um chão de madeira, sobre um pequeno colchão em formato retangular, de tom claro com estampas de flores, que se situa ao centro da imagem. Estão de perfil, um de frente para o outro, e enquadrados por inteiro. A mulher, à esquerda, tem a perna esquerda cruzada por baixo da coxa direita e a perna direita voltada para frente, com o joelho dobrado e o pé para fora do colchão. Ela é magra, com a pele clara, o cabelo escuro, liso, curto e com a franja presa para trás pela alça de um fone de ouvido que faz parte de um aparelho de amplificação sonora; veste um macacão jeans, com a parte inferior tipo calça, uma camisa clara de mangas longas e um tênis claro; na mão esquerda segura um microfone pequeno, perto da boca, olhando para o menino enquanto a outra mão segura a mão direita da criança para atrair sua atenção. O menino, à direita, com faixa etária entre quatro e seis anos, pele clara, rosto redondo, a boca aberta e o olhar focado no rosto da mulher, têm cabelo escuro, levemente ondulado e curto, e também um fone de ouvido na cabeça; veste uma camisa polo em tom claro com listras horizontais e mangas compridas, além de uma calça escura e tênis claros; está sentado com as pernas abertas e ambos os pés para fora do colchão, ficando visível a meia clara com estampas no pé direito e a mão esquerda apoiada sobre o tênis do outro pé; pendurado em seu pescoço, por baixo da gola da camisa, um aparelho auditivo, alojado dentro de uma pequena bolsa de crochê; e na mão direita, um aparelho que, juntamente com os fones de ouvido e o microfone, interligam-se pelos fios, em forma de mola, até uma caixa de som pequena, situado após o colchão e na altura deste. Após esta caixa há uma parede, de tom claro, a qual se encontra um espelho, vertical, que projeta o perfil esquerdo da mulher e o restante da sala. À esquerda da imagem e junto a parede, uma lixeira semelhante a uma cesta de basquete, posta dentro de uma caixa quadrada e baixa, embrulhada em um papel estampado. Ao lado esquerdo bem próximo ao espelho e perto do chão, uma tomada com um plugue encaixado e um tipo de grade junto a parede para a colocação de folhas com imagens e palavras de expressões corporais. Às costas da mulher, no chão, uma caixa de som escura e vertical e, na parede às costas do menino, dois desenhos, ambos do rosto da mesma boneca, sendo o segundo parcialmente tapado pelo canto superior esquerdo de um painel vertical que vai até o chão.

A VIII Jornada Sul-Riograndense para Educadores de Deficientes de Audiocomunicação foi realizada em novembro de 1986 em Porto Alegre, promovida pela então Fundação Riograndense de Atendimento ao Excepcional (FAERS) com apoio da Universidade Federal de Santa Maria. Um grupo de professores do Centro de Educação participou do evento. O objetivo da jornada foi promover o encontro entre supervisores, professores e técnicos que atuavam diretamente na área de deficiência e o tema central era a Integração do Deficiente de Audição no Sistema Estadual de Ensino. A FADERS foi gestora da Educação Especial no Estado do Rio Grande do Sul, desde sua criação em 1973 até 1992, quando então foi criado o Departamento de Educação Especial na Secretaria de Educação do Estado do RS.

Texto: Cristina Strohschoen dos Santos, arquivista do Departamento de Arquivo Geral da UFSM.

Audiodescrição da imagem: Fotografia horizontal, em preto e branco, de uma mulher e um menino, sentados de frente um para o outro em um ambiente fechado. Eles estão sentados em um chão de madeira, sobre um pequeno colchão em formato retangular, de tom claro com estampas de flores, que se situa ao centro da imagem. Estão de perfil, um de frente para o outro, e enquadrados por inteiro. A mulher, à esquerda, tem a perna esquerda cruzada por baixo da coxa direita e a perna direita voltada para frente, com o joelho dobrado e o pé para fora do colchão. Ela é magra, com a pele clara, o cabelo escuro, liso, curto e com a franja presa para trás pela alça de um fone de ouvido que faz parte de um aparelho de amplificação sonora; veste um macacão jeans, com a parte inferior tipo calça, uma camisa clara de mangas longas e um tênis claro; na mão esquerda segura um microfone pequeno, perto da boca, olhando para o menino enquanto a outra mão segura a mão direita da criança para atrair sua atenção. O menino, à direita, com faixa etária entre quatro e seis anos, pele clara, rosto redondo, a boca aberta e o olhar focado no rosto da mulher, têm cabelo escuro, levemente ondulado e curto, e também um fone de ouvido na cabeça; veste uma camisa polo em tom claro com listras horizontais e mangas compridas, além de uma calça escura e tênis claros; está sentado com as pernas abertas e ambos os pés para fora do colchão, ficando visível a meia clara com estampas no pé direito e a mão esquerda apoiada sobre o tênis do outro pé; pendurado em seu pescoço, por baixo da gola da camisa, um aparelho auditivo, alojado dentro de uma pequena bolsa de crochê; e na mão direita, um aparelho que, juntamente com os fones de ouvido e o microfone, interligam-se pelos fios, em forma de mola, até uma caixa de som pequena, situado após o colchão e na altura deste. Após esta caixa há uma parede, de tom claro, a qual se encontra um espelho, vertical, que projeta o perfil esquerdo da mulher e o restante da sala. À esquerda da imagem e junto a parede, uma lixeira semelhante a uma cesta de basquete, posta dentro de uma caixa quadrada e baixa, embrulhada em um papel estampado. Ao lado esquerdo bem próximo ao espelho e perto do chão, uma tomada com um plugue encaixado e um tipo de grade junto a parede para a colocação de folhas com imagens e palavras de expressões corporais. Às costas da mulher, no chão, uma caixa de som escura e vertical e, na parede às costas do menino, dois desenhos, ambos do rosto da mesma boneca, sendo o segundo parcialmente tapado pelo canto superior esquerdo de um painel vertical que vai até o chão.

Audiodescritora roteirista: Lisiane Gräff de Oliveira

Audiodescritor consultor: Cristian Sehnem

Artigo em Libras


Publicações Recentes