Ir para o conteúdo PRE Ir para o menu PRE Ir para a busca no site PRE Ir para o rodapé PRE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Geoparques Quarta Colônia e Caçapava são confirmados pela UNESCO para o processo final de pré-certificação

A expectativa é que a visita oficial da UNESCO aconteça no segundo semestre de 2022



A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) divulgou, neste mês, a lista dos territórios candidatos ao título de Geoparques Mundiais da UNESCO. Representando o Brasil, os territórios do Geoparque Quarta Colônia, desenvolvido pela UFSM em parceria com o CONDESUS, e do Geoparque Caçapava, desenvolvido pela UFSM em parceria com a UNIPAMPA e organizações locais, aparecem na lista. Ao todo, 17 territórios de 13 países serão avaliados em 2022 por profissionais da Organização. Apenas o México e o Brasil, na América, contam com candidatos ao título.

“Nós enviamos os dossiês em Novembro [para a UNESCO] e, agora, está confirmado que vamos passar pela avaliação. Esse processo, em que os avaliadores vêm in loco, tem por objetivo verificar o que foi registrado nos dossiês, para que, enfim, haja ou não a certificação dos Geoparques”, explica a chefe da subdivisão de Geoparques da PRE, Patrícia de Freitas Ferreira.

De acordo com Jaciele Carine Sell, coordenadora institucional dos Geoparques UFSM e de Desenvolvimento Regional e Cidadania PRE, a divulgação da lista com os Geoparques Quarta Colônia e Caçapava é um resultado bastante positivo para o processo de certificação dos territórios. Além disso, a coordenadora lembra que isso demonstra a conformidade desses locais com as diretrizes do programa de Geoparques Mundiais.

“Diante do esforço e da complexidade da juntada de documentos e da construção dos dossiês, saber da UNESCO que o material elaborado tem qualidade e que contempla os pré-requisitos da Organização é motivo de alegria. Isso também aumenta a responsabilidade dos territórios para se organizarem e manterem a qualidade das ações empreendidas e das parcerias conquistadas até o momento, para que tenhamos êxito na próxima etapa”, destaca Jaciele.

A data oficial da visita da UNESCO aos territórios ainda não foi definida pela Organização, mas a expectativa é que ela aconteça no segundo semestre de 2022.

Reportagem: Wellington Hack | Pró-Reitoria de Extensão UFSM

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-346-6406

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes