Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

UFSM é decisiva para regulamentação da profissão de engenheiro acústico

 

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) regulamentou, no último dia 18, a profissão de engenheiro acústico como uma função com atribuições específicas. Com a mudança, passam a existir atribuições que só um engenheiro acústico pode realizar. Antes, o engenheiro acústico era sempre subalterno aos outros engenheiros, realizando funções que serviam apenas como apoio às outras áreas da engenharia.

O processo para esta regulamentação partiu dos professores do curso de Engenharia Acústica da UFSM, e foi longo e complicado. Começou em 2013, com uma visita do Ministério da Educação, que atestou que o curso estava dando uma formação qualificada para os seus alunos. Após a visita, os professores do curso fizeram uma verdadeira procissão por todas as câmaras do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/RS). 

Cada câmara é responsável por determinadas áreas da engenharia, e todas consideraram que a Engenharia Acústica não era contemplada por nenhuma área. O parecer foi levado ao Confea, em Brasília, que realizou consultas internas e populares sobre a criação da nova profissão. As opiniões foram, no geral, positivas.

Com isso, a batalha final: ser aprovado pelo plenário do Confea. A discussão foi favorável, mantendo como dúvida em qual câmara a Engenharia Acústica se encaixaria. Com a vitória no plenário, optou-se por colocar a área da Acústica junto com a Câmara Industrial (que engloba engenharias como a Mecânica e a Aeroespacial). 

A coordenadora do curso de Engenharia Acústica da UFSM, Dinara Paixão, afirma que o Centro de Tecnologia (CT) e seus professores fizeram história ao regulamentar uma nova engenharia no Sistema Confea. Criar uma nova profissão. “A sensação é de alegria e de alívio por que a gente assumiu um compromisso com essas pessoas que mudaram as suas vidas para vir a Santa Maria estudar Engenharia Acústica”, completou Dinara.

O curso de Engenharia Acústica da UFSM é único no Brasil. Foi fundado em 2009, junto com o processo do ReUni. No final de julho desse ano, o curso formou a sua segunda turma, formada por estudantes do Brasil inteiro. Muitos desses estudantes estão hoje já empregados em grandes empresas e projetos do Brasil e do mundo.

Texto: Mateus de Albuquerque, acadêmico de Jornalismo, bolsista do Núcleo de Divulgação Institucional do CT